Ministra Luiza Bairros discute parceria com EBC para projetos de valorização da cultura afro-brasileira

Possíveis parcerias terão como propósito a difusão de projetos e iniciativas focadas no respeito à diversidade étnico-racial e na valorização da cultura afro-brasileira

Difusão da cultura afro-brasileira será foco de parcerias

A Ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), Luiza Bairros, recebeu hoje (05), em seu Gabinete, o Diretor-presidente da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Nelson Breve Dias. Na audiência, foram discutidas possibilidades de parcerias entre os dois órgãos para difusão de projetos e iniciativas focadas no respeito à diversidade étnico-racial e na promoção da cultura afro-brasileira.

A articulação entre as duas instituições, na opinião da ministra Luiza Bairros, é essencial à implementação de políticas públicas de promoção da igualdade racial. “A execução das ações da Seppir está sempre relacionada com a formulação de conceitos e a comunicação é fundamentação na consolidação de ideias e mudança de comportamentos”, afirmou.

Para Nelson Breve, que destacou o compromisso da EBC com a redução das desigualdades no Brasil, a promoção dos direitos humanos deve ser foco da atuação do sistema. A visita do diretor-presidente inaugura um diálogo que deve ter como consequências o estabelecimento de parcerias para realização de projetos jornalísticos e de utilidade pública a serem veiculados nos canais de Comunicação da EBC.

A NBR foi criada para suprir uma lacuna no sistema brasileiro de radiodifusão com o objetivo de implantar e gerir canais públicos, aqueles que, por sua independência editorial, distinguem-se dos canais estatais ou governamentais. O sistema é integrado por canais de televisão (TV Brasil), de notícias (Agência Brasil) e rádios (Rádio Nacional e Rádio MEC).

Ao iniciar suas transmissões em 2007, a TV Brasil veio atender à antiga aspiração da sociedade brasileira por uma televisão pública nacional, independente e democrática. Atualmente, a TV Brasil está presente em 23 estados e no Distrito Federal. Já a TV Brasil Internacional é transmitida para 67 países, entre os quais Estados Unidos, Portugal e Japão, toda a América Latina e mais 49 países africanos.

O controle social da TV Brasil e demais canais públicos geridos pela EBC fica a cargo do Conselho Curador, que tem representações de diferentes segmentos da sociedade.

Coordenação de Comunicação

 

Fonte: SEPPIR

+ sobre o tema

Programa “Maus Médicos”: em São Paulo, eles entram, batem o ponto e vão embora

  O repórter Fábio Brilhante, do SBT, e sua...

‘Salvei milhares de mulheres de casamentos como o meu’

Aos 72 anos de idade, ela levou seu marido...

Ministra Luiza Bairros anuncia novo ciclo de políticas de igualdade racial

  "O Sinapir inaugura a possibilidade de um novo ciclo...

Maternidade obrigatória, paternidade facultativa

Ainda hoje, muita gente insiste que não precisamos do...

para lembrar

Lélia Gonzalez

Filha de um ferroviário negro e de uma empregada...

Beyoncé canta Tina Turner em espetáculo futurista da nova turnê ‘Renaissance’

Numa performance brilhante, Beyoncé fez o primeiro de seus cinco shows...

Encontro discute direito de mulheres negras

Um Seminário ocorrido no Rio Grande do Sul, discutiu...
spot_imgspot_img

Negra Li mostra fantasia deslumbrante para desfile da Vai-Vai em SP: ‘Muita emoção’

A escola de samba Vai-Vai está de volta ao Grupo Especial para o Carnaval 2024, no Sambódromo do Anhembi, em São Paulo, neste sábado...

Livro põe mulheres no século 20 de frente com questões do século 21

Vilma Piedade não gosta de ser chamada de ativista. Professora da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) e uma das organizadoras do livro "Nós…...

“O Itamaraty me deu uma bofetada”, diz embaixadora Isabel Heyvaert

Com 47 anos dedicados à carreira diplomática, a embaixadora Isabel Cristina de Azevedo Heyvaert não esconde a frustração. Ministra de segunda classe, ela se...
-+=