Guest Post »
Morre no Rio de Janeiro o compositor Niltinho ‘Tristeza’
Créditos da foto: Reprodução redes sociais

Morre no Rio de Janeiro o compositor Niltinho ‘Tristeza’

O carioca é o compositor de sucessos como “Tristeza” e “Liberdade! Liberdade! Abra as asas sobre nós”

Por Gabriela Lisbôa, do R7

Cantor e compositor Niltinho Tristeza, morto aos 79 anos no Rio (Foto: Reprodução redes sociais)

Morreu na tarde deste sábado (10), no Rio de Janeiro, aos 81 anos, o cantor e compositor Niltinho Tristeza. Ele é autor do clássico “Tristeza”, que escreveu em parceria com Haroldo Lobo.

A música foi composta em 1963, mas foi gravada pela primeira vez em 1966 por Ari Cordovil, que imortalizou os versos: “Tristeza, por favor vá embora / minha alma que chora…” A composição foi regravada mais de 200 vezes por nomes como como Beth Carvalho, Jair Rodrigues, Toquinho e Vinícius de Moraes.

Outro sucesso de Tristeza levou a escola de samba carioca Imperatriz Leopoldinense ao título de campeã de 1989. “Liberdade! Liberdade! Abra as asas sobre nós”, é considerado um dos principais sambas-enredo da história dos desfiles, chegou a ser eleito o melhor de todos os tempos e foi usado como tema de abertura de novelas. O samba foi composto em parceria com Preto Jóia, Vicentinho e Jurandir.

“Liberdade…” fala sobre o fim da escravidão, a lei assinada pela princesa Isabel e cita o refrão do Hino da Proclamação da República, que foi composto em 1890 por José Joaquim de Campos da Costa de Medeiros e Albuquerque e Leopoldo Miguez.

Niltinho Tristeza, ou Nilton de Souza, nasceu no bairro de Botafogo, no Rio de Janeiro, no dia 15 de outubro de 1936 e lutava contra um câncer de pulmão.

Artigos relacionados