Movimento contra Bolsonaro ganha adeptos na rede

Adoro uma série de TV norte-americana que se chama Salem. Nela, as bruxas percebem que não precisam mais caçar criancinhas à noite para sacrificar inocentes ao diabo: basta deixar os puritanos destilarem seu horror ao diferente que eles mesmos vão queimar todos os inocentes da cidade na fogueira. E elas têm razão. Os puritanos acabam perseguindo os bêbados, as prostitutas, as ex-escravas, os índios, as mulheres, todos os indefesos – enfim, minorias que sempre foram, isso sim, vítimas de imoralidade no decorrer da história. No final, o medo desenfreado dos puritanos ao diabo os torna iguais a ele.

por  no  BrasilPost

O deputado Bolsonaro deveria assistir a esta curiosa série de TV. Ela me parece, no momento, uma grande alegoria do que ele se tornou.

Bolsonaro andou tão preocupado com sua patrulha “moral” aos pervertidos que acabou ficando meio parecido com eles.

bolsonaro

É isso que ele mostra ao dizer que só “não estupra a deputada Maria do Rosário porque ela não merece”. A pergunta que ficou pairando no ar, porém, foi: “e alguém, por acaso, merece ser estuprada, deputado”?

Porque Bolsonaro parece acreditar que ser estuprada por ele é algum tipo de prêmio para as bem comportadas. 

E, assim, ele ofende a dignidade das brasileiras, faz piada da dor pela qual passam 50 mil mulheres anualmente em nosso país e, ainda por cima, mostra que pensa igualzinho aos estupradores.

Ou estupradores não pensam que algum tipo de mulher “merece” ser estuprada? Ou estupradores não pensam que é ok usar a cartada do estupro quando uma mulher discorda deles?

Um grupo de mulheres resolveu, então, criar um novo protesto online, um lembrete ao deputado. Convidaram todas os participantes do “Não Mereço Ser Estuprada” a republicarem sua foto nas redes sociais com a hashtag #forabolsonaro. Para participar, basta entrar aqui.

Seu pedido é claro: que o deputado seja cassado por falta de decoro parlamentar e apologia ao estupro. O evento criado no Facebook está crescendo, em média, 100 adeptos a cada 30 minutos.

As mulheres que convocam esse protesto sabem bem que, enquanto queimava falsas bruxas em sua fogueira com a desculpa de buscar uma sociedade impecavelmente moral, Bolsonaro foi se aproximando, sem perceber, da real imoralidade. A imoralidade dos estupradores, dos que perseguem os fracos, dos que mentem, julgam sem fatos. A imoralidade que não cabe a um representante do povo brasileiro.

 

 


Jornalista, organizadora do protesto
#EuNãoMereçoSerEstuprada

 

+ sobre o tema

#RaceTogether: Sua marca teria coragem de falar sobre racismo?

Sua marca teria coragem de falar sobre racismo? E falar...

Notas sobre a produção racial cotidiana do cárcere

“Mais uma vez quero afirmar que minhas reflexões como...

Cotas e PEC dos escravos são defendidas durante homenagem aos 124 anos da abolição

Para senadores, libertação ainda "não está completa" A...

As cotas raciais devem ser vistas como um caminho sem volta

Em 2008 fiz o vestibular na Universidade Federal do...

para lembrar

Primeira vereadora negra eleita em Joinville é vítima de injúria racial e ameaças

A vereadora Ana Lúcia Martins (PT) é a primeira...

De trans a donas de casa, mulheres expiam em grupo dor da violência

Vítimas e mães que perderam os filhos se ajudam...

Vagner Love: Torcedores que agrediram Vagner Love responderão por agressão e racismo

Fonte: G1 - Os três foram indiciados ainda sob acusação...
spot_imgspot_img

Prisão de torcedores deveria servir de exemplo para o futebol brasileiro

A condenação de três torcedores racistas na Espanha demonstra que, apesar da demora, estamos avançando em termos de uma sociedade que quer viver livre...

Futuro da gestão escolar

A educação pública precisa de muitos parceiros para funcionar. É dever do Estado e da família, com colaboração da sociedade, promover a educação de todas as...

Educação para além dos muros da escola

Você pode fornecer escolas de qualidade para os mais pobres e, mesmo assim, talvez não veja a mudança na realidade do país que se...
-+=