Mulheres e indígenas têm os salários mais baixos da América Latina

As mulheres, os índios e os negros recebem salários inferiores aos dos homens brancos na América Latina, mostrou um estudo divulgado nesta segunda-feira pelo BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento).

Fonte: Último Segundo –

Apesar do importante crescimento econômico na região na última década, a diferença entre os salários por gênero e etnia continua sendo significativa, indicou o estudo do BID, apresentado no dia que lembra a chegada de Cristóbal Colón à América.

Os afrodescendentes e indígenas na região ganham em média 28% a menos que seus pares brancos com a mesma idade e nível de escolaridade, revelou o estudo, que se baseou na análise de dados de famílias de 18 países da região.

As mulheres têm salários 17% menores que os homens, embora em alguns casos tenham grau de instrução mais elevados, segundo o BID.

Estas diferenças variam muito de um país para o outro. No Brasil, por exemplo, os homens ganham 30% a mais que as mulheres, mas na Bolívia esta diferença é menor.

Com este estudo, o BID recomendou aos governos da região que implementem políticas para melhorar o grau de instrução dos grupos menos privilegiados.

“Superar esta situação é mais que um imperativo moral. É uma estratégia essencial para reduzir a pobreza na região”, acrescentou o BID.

Matéria original –

+ sobre o tema

Preconceito ainda pesa na contratação de novos funcionários

Décadas atrás, os gestores de recursos humanos que decidiam...

Sarney e Maia destacaram a presença de uma mulher na Mesa diretora

A cerimônia que deu início aos trabalhos legislativos da...

Programa oferece bolsa para candidatos negros a concurso de diplomata

Valor de R$ 25 mil deve ser gasto com...

Justiça de MT autoriza aborto de feto anencéfalo em Lucas do Rio Verde

"Obrigar uma mulher a manter durante nove meses a...

para lembrar

2017 será um ano feminista

As reviravoltas de 2016 prepararam o terreno para o...

Pornografia de vingança

No fim da tarde de sexta-feira , o vice-presidente...
spot_imgspot_img

Mulheres sofrem mais microagressões no ambiente de trabalho e têm aposentadorias menores

As desigualdades no mercado de trabalho evidenciam que as empresas têm um grande desafio pela frente relacionado à equidade de gênero. Um estudo recente da McKinsey...

Sem desigualdade de gênero, mundo poderia ter PIB ao menos 20% maior, diz Banco Mundial

O Produto Interno Bruto (PIB) global poderia aumentar em mais de 20% com políticas públicas que removessem as dificuldades impostas às mulheres no mercado...

O atraso do atraso

A semana apenas começava, quando a boa-nova vinda do outro lado do Atlântico se espalhou. A França, em votação maiúscula no Parlamento (780 votos em...
-+=