No Recife, Marina Silva sai em defesa de Marco Feliciano

“Feliciano está sendo mais hostilizado por ser evangélico que por sua declarações equivocadas”, declarou a ex-ministra, sobre o deputado do PSC e presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara; segundo ela, o que se verifica é a substituição de um preconceito por outro; “Hoje, se tenta eliminar o preconceito contra gays substituindo por um preconceito contra religiosos”

A ex-ministra do meio Ambiente, Marina Silva, que está de passagem pelo Recife para fortalecer a coleta de assinaturas para viabilizar a criação do seu partido, o Rede Sustentabilidade, saiu em defesa do presidente da Comissão de Direitos Humanos, o deputado e pastor Marco Feliciano (PSC). “Feliciano está sendo mais hostilizado por ser evangélico que por sua declarações equivocadas”, declarou Marina durante uma palestra realizada na noite desta terça-feira (14) para estudantes da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap).

Segundo ela, o que se verifica ultimamente é a substituição de um preconceito por outro. “Não gosto como este debate vem sendo conduzido (em referência a questões como a legalização do aborto e o casamento homoafetivo). Hoje, se tenta eliminar o preconceito contra gays substituindo por um preconceito contra religiosos”, afirmou segundo o jornal Dirio de Pernambuco.

A palestra da ex-verde, que teve a “Democracia e Sustentabilidade” como tema, também abordou a crise mundial e suas consequências. “Não temos em quem se espelhar como modelo de como passar por uma crise civilizatória. Egito, Grécia e Roma passaram por essa crise e não conseguiram superar. A diferença é que hoje a crise da civilização envolve todo o planeta. Mas temos uma vantagem. Desconfio que eles não perceberam que estavam em crise e tentavam apagar o fogo com gasolina. Nós podemos evitar isso”, afirmou.

 

 

 

No estado laico, a religião na política não nos representa

 

Leia mais sobre o Marco Feliciano 

Marina – por Sueli Carneiro

“Os africanos descendem de um ancestral amaldiçoado por Noé” disse pastor evangélico novo presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados

150 líderes evangélicos rejeitam publicamente Marco Feliciano

“Religião morta e fajuta”, diz pastor Marco Feliciano sobre Igreja Católica

Marco Feliciano tem agenda própria, alerta igreja

Marco Feliciano diz que reivindicações feministas estimulam o homossexualismo

Feliciano encarna um personagem cínico para continuar na comissão

 

Leia mais sobre Marina Silva

Marina: Paradoxos – por Sueli Carneiro

Marina Silva, uma fundamentalista! por Cidinha da Silva

Novo partido não será ‘nem oposição, nem situação’, diz Marina

 

+ sobre o tema

Das 163 recomendações feitas pela ONU, Brasil cumpriu apenas uma

O Brasil cumpriu apenas uma das 163 recomendações formuladas...

Mais um líder guajajara é morto em terra indígena no Maranhão

O governo do Estado do Maranhão confirmou nesta terça-feira...

Os povos indígenas no Canadá lutam com ‘perda inimaginável’.

Tradução: Sara Wagner YorkRestos de 215 crianças indígenas foram...

para lembrar

spot_imgspot_img

Ministério da Igualdade Racial lidera ações do governo brasileiro no Fórum Permanente de Afrodescendentes da ONU

Ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, está na 3a sessão do Fórum Permanente de Afrodescendentes da ONU em Genebra, na Suíça, com três principais missões: avançar nos debates...

Conselho de direitos humanos aciona ONU por aumento de movimentos neonazistas no Brasil

O Conselho Nacional de Direitos Humanos (CNDH), órgão vinculado ao Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania, acionou a ONU (Organização das Nações Unidas) para fazer um alerta...

Ministério lança edital para fortalecer casas de acolhimento LGBTQIA+

Edital lançado dia 18 de março pretende fortalecer as casas de acolhimento para pessoas LGBTQIA+ da sociedade civil. O processo seletivo, que segue até...
-+=