Nota Pública | Ação violenta e desproporcional

Conectas cobra investigação em ação do Exército que matou músico e feriu outros dois, no Rio de Janeiro

Do Conectas 

Carro fuzilado pelo Exército em Guadalupe, Rio — Foto: Fábio Teixeira/AP

A Conectas Direitos Humanos lamenta profundamente a morte do músico Evaldo dos Santos Rosa, ocorrida na tarde do último domingo (7), em Guadalupe, zona norte do Rio de Janeiro. O carro em que Evaldo e sua família estavam foi alvejado por mais de 80 tiros disparados durante uma ação do Exército.

De acordo com o CML (Comando Militar do Leste), os militares envolvidos estariam reagindo à atuação de assaltantes, o que posteriormente se provou incorreto. “A atuação das forças de segurança não pode se pautar em achismos ou presunções, nem naturalizar a letalidade policial. As declarações das autoridades envolvidas na apuração legitimam a violência de Estado e a atuação imprudente, senão negligente, das forças de segurança, como se houvesse uma licença para matar no país”, explica Marcos Fuchs, diretor jurídico da Conectas.

Essas e tantas outras mortes recaem desproporcionalmente sobre os corpos negros e periféricos, como a do jovem Christian Felipe Santana, ocorrida no último dia 06 durante uma blitz do Exército, e acontecem em meio a declarações de incentivo ao uso indiscriminado de força letal e de natureza militarizada, defendidas por governantes. Tais propostas não solucionam os problemas de segurança pública e ainda perpetuam as falhas causadas pela ausência de mecanismos efetivos de controle das atividades de polícia no país.

+ sobre o tema

Diretor da Gaviões é demitido após participar de ato pela democracia

Emerson Osasco, diretor da Gaviões da Fiel e desenvolvedor...

Ela me largou

Dia de feira. Feita a pesquisa simbólica de preços,...

Mais três morrem em ações da PM em Salvador. São 15 mortos desde 6a feira

Mais três jovens morrem assassinados em Salvador em operações...

para lembrar

O Brasil não conhece o Brasil: o promotor que ganha 24 mil e D. Nicinha

O Brasil não conhece o Brasil. Nenhum dos dois...

O teu discurso não nega, racista

Deixar de cantar marchinhas ofensivas a grupos historicamente discriminados...

PM afasta dois militares envolvidos em abordagem de homem negro em SP

A Polícia Militar (PM) afastou os dois policiais envolvidos...

A não-violência funciona para negros?

Em 1967, o ativista Stokely Carmichael fez um discurso no qual...
spot_imgspot_img

Novo Selo de Igualdade Racial será lançado para incentivar diversidade nas empresas, anuncia Anielle Franco

O governo federal planeja introduzir, até o final do ano, um "Selo de Igualdade Racial" destinado a reconhecer empresas públicas e privadas que implementam...

Professora denuncia aluno por injúria racial após estudante escrever ‘preto não é gente’ em folha de papel

Uma professora denunciou um estudante de 14 anos à polícia após ele escrever "preto não é gente" em uma folha de papel, em uma...

5 por dia: Bahia lidera ranking de mortes em ações policiais no primeiro quadrimestre

Enquanto a localização de lideranças criminosas aumentou na Bahia no início de 2024, a letalidade das ações policiais também registrou crescimento. De acordo com o Ministério...
-+=