Professora é afastada suspeita de injúria racial contra aluna no Paraná: ‘Sua preta sebosa e encardida’

Enviado por / FonteG1

Boletim de ocorrência foi registrado pela família da criança. Polícia Civil investiga o caso; defesa da professora nega que ela tenha cometido crime.

Uma professora foi afastada do cargo por suspeita de injúria racial contra uma aluna da terceira série, em Tuneiras do Oeste, no noroeste do Paraná.

O pai e a mãe da criança procuraram a Polícia Militar (PM) e registram o caso, que ocorreu no dia 3 de agosto na Escola Municipal Professora Maria José da Silva.

Segundo família, a menina, de nove anos ,chegou em casa chorando e contou à mãe que estava rabiscando em uma carteira quando a professora a segurou pelo braço e disse:

“Sua preta sebosa e encardida”.

A estudante contou aos pais ter ficado assustada e que, então, a professora teria dito:

“Cara feia para mim é fome”.

No boletim de ocorrência da PM consta ainda que a professora negou os fatos e que, ao ver a carteira rabiscada, chamou atenção da turma inteira.

A Prefeitura de Tuneiras do Oeste afirmou que ainda não foi notificada judicialmente. Segundo a prefeitura, a professora é funcionária pública concursada e tem mais de 20 anos de carreira.

A Secretaria Municipal de Educação afastou a profissional das funções e disse que abriu um procedimento interno para apuração do caso.

A defesa da professora nega que ela tenha cometido o crime e informou que entrou com um pedido para que o afastamento se torne uma licença prêmio a qual ela tem direito.

A Polícia Civil instaurou um inquérito e está investigando o caso.

Até a publicação desta reportagem, o Ministério Público do Paraná (MP-PR) não respondeu sobre o caso.

+ sobre o tema

Racismo na MPB: Um estudo Psicanalítico

Esta comunicação tem como objetivo apresentar considerações preliminares sobre...

Crime de racismo desagrega a família, afirma Eleonora Menicucci

Durante CPI sobre violência contra jovens negros, ministra da...

para lembrar

Ator que estapeou funcionário de loja diz ter sofrido racismo

Katt Williams se desentendeu com um funcionário de uma...
spot_imgspot_img

Prisão de torcedores deveria servir de exemplo para o futebol brasileiro

A condenação de três torcedores racistas na Espanha demonstra que, apesar da demora, estamos avançando em termos de uma sociedade que quer viver livre...

Futuro da gestão escolar

A educação pública precisa de muitos parceiros para funcionar. É dever do Estado e da família, com colaboração da sociedade, promover a educação de todas as...

Educação para além dos muros da escola

Você pode fornecer escolas de qualidade para os mais pobres e, mesmo assim, talvez não veja a mudança na realidade do país que se...
-+=