Projeto Tankalé – IIº Encontro das Comunidades Quilombolas de Orocó – PE

Projeto leva à jovens quilombolas pernambucanos a oportunidade de resgatarem e preservarem sua história e tradição através da linguagem audiovisual.



É com a proposta de “Contar para todo o mundo” (significado de TANKALÉ em ioruba-nagô), que jovens quilombolas aproveitam a oportunidade para através da linguagem audiovisual, atuarem como promotores do resgate da história de luta e resistência do seu povo, e da sua tradição fazendo um auto-registro.

TANKALÉ é um projeto de formação técnica e pedagógica para jovens das comunidades e territórios quilombolas que, desde sua concepção e primeira experiência de sucesso em 2006 vem aprofundando e ampliando o conhecimento das comunidades, no que diz respeito à memória, bens culturais e direitos através do registro audiovisual, objetivando o fortalecimento e preservação das tradições e estimulando maior pesquisa e acesso ao patrimônio imaterial e cultural dos quilombolas.

No projeto, alem da formação técnica para audiovisual/documental (concepção, produção, roteiro, fotografia, captação de áudio, edição e objetivo do vídeo) são ministradas nas oficinas aulas de iniciação em Patrimônio Imaterial, História Oral e Pedagogia. Para as oficinas destacam-se os resultados com foco nas comunidades e a criação de equipes/coletivos para a produção do conteúdo audiovisual como a Crioulas Vídeo(Território de Conceição das Crioulas – Salgueiro/PE) a equipe Mãe Preta Vídeo (Comunidades de Águas Claras e Livramento – Triunfo/PE), Santana Vídeo e Contendas Vídeo (respectivamente as comunidades quilombolas de Santana e Contendas, ambas em Salgueiro/PE).

No percurso que desde 2006 abriga as oficinas tornando Pernambuco pioneiro na inclusão de audiovisual para a população quilombola, já participaram personagens importantes para as conquistas e desafios do projeto como o documentarista pernambucano Felipe Calheiros, Giorgi Bessoni (antropólogo do IPHAN), Sumaia Vieira (Instituto Nômades) e instituições como o Centro de Cultura Luiz Freire

(CCLF) a Fundarpe (Governo de Pernambuco) dentre outras.

O TANKALÉ que obteve a segunda melhor classificação nacional no Prêmio de Mídias Livres, do Ministério da Cultura, em 2009, ainda conta com o sucesso das produções que são destaques como o documentário “Quilombo do Livramento”, selecionado para festivais de cinema como o de Triunfo (PE), Visões Periféricas (RJ) , o 19º Festival de Curta-metragens de São Paulo. Outras produções são resultados das oficinas como os vídeos “Nossa História, Nossa Gente” (Contendas Vídeo -2009) e “O outro lado da transposição”,(Santana Vídeo – 2009) que narra o sentimento dos quilombolas como os efeitos da transposição do Rio São Francisco dentro da Comunidade Quilombola de Santana – Salgueiro/PE.

TANKALÉ – Oficinas 2011

Agora em 2011 o TANKALÉ, aportou no Território Quilombola Águas do Velho Chico no município de Orocó em Pernambuco e com o mesmo processo de formação de jovens promove o encontro das comunidades que compõem o território (Mata de São José, Remanso, Caatinguinha,Umburana) com o objetivo de integrar as comunidades.

Dessa integração participam também quilombolas do Território de Conceição das Crioulas em oficinas coordenadas pelo documentarista quilombola Adalmir José e a equipe do Crioulas Vídeo. Neste processo de formação foi constituída a equipe Ribeirinhos Vídeo, que como resultado produziu o documentário “Unidos pela mesma História” que será lançado no Encontro de Comunidades Quilombolas do Território Águas do Velho Chico em Orocó. Ainda como parte da agenda haverá a realização de palestras para os quilombolas acerca de Cultura e Direitos, um Torneio de Futebol Feminino com as jovens das comunidades e apresentações culturais. O projeto foi contemplado pelo Programa BNB de Cultura – Edição 2011 – Parceria BNDES e conta com Patrocíno do BNDES, Banco do Nordeste, Governo Federal, e ainda o apoio da Prefeitura Municipal de Orocó, Associação Quilombola de Conceição das Crioulas e as comunidades Quilombolas de Orocó.

SERVIÇO

Encontro das Comunidades Quilombolas – Territórios do Velho Chico/Conceição das Crioulas – PROJETO TANKALÉ

Lançamento do documentário – “Unidos pela mesma história” (produzido durante as oficinas do Tankalé, pela Equipe Ribeirinhos Vídeo)

Quando: 09 e 10 de julho/ 2011 (Sábado e Domingo)

Onde: Território Águas do Velho Chico – Orocó – PE

Mais informações: [email protected]

Siga-nos no Twitter @projetotankale

Adicione no FACEBOOK – Projeto Tankalé

 

 

Fonte: Lista Racial

+ sobre o tema

Bahia – Atividades marcarão comemorações do Mês da Consciência Negra

A programação inclui a realização de palestras, seminários, exposições,...

“Quilombo nos parlamentos”: 26 lideranças do movimento negro são eleitas no Brasil

Das 120 candidaturas ligadas ao movimento negro e apoiadas pela...

Em meio a uma ‘nova América’, Lenny Kravitz e Sly Stone voltam com novos trabalhos

Dois nomes de peso da black music norte-americana lançaram...

Jesús Chucho Garcia – Las masacres contra afrodencendientes

El holocausto mas grande la historia de la humanidad,...

para lembrar

BLUMENAU: Semana da Consciência Negra

Fonte: Blog Nova Blumenau -     Numa...

Modelo português apoia Black Fashion Week em Paris

"Estou muito contente com a Black Fashion Week, porque...

Barbie Holiday 2010

O Natal de 2010 ainda está bem longe e...

Todos amam Mandela

O preço que os brancos sul-africanos tiveram de pagar...
spot_imgspot_img

6 brasileiros que lutaram pelo fim da escravidão no Brasil

O fim da escravidão no Brasil completa 136 anos em 13 de maio deste ano. Em 1888, a princesa Isabel, filha do imperador do Brasil Pedro 2º,...

Dia 21, Maurício Pazz se apresenta pela primeira vez no Instrumental Sesc Brasil

Maurício Pazz, paulistano, nos convida a mergulhar nos diferentes sotaques oriundos das diásporas africanas no Brasil. No repertório, composições musicais do próprio artista, bem...

14 de maio e a Revolta dos Malês

Quem passa pelo Campo da Pólvora, em Salvador, nem imagina que aquela praça, onde ironicamente hoje se encontra o Fórum Ruy Barbosa, foi palco...
-+=