Quilombo Rio do Macaco – denuncia flagrantes desrespeitos aos direitos humanos fundamentais

Denúncia: Marinha do Brasil deflagrou guerra a um grupo de famílias que vive próximo à Baía de Aratu e ali habita desde antes da chegada da unidade da Marinha. Via Bahia na Rede

Canudos é aqui, entre Salvador e Simões Filho, na Baía de Aratu. Este filme mostra que a Marinha do Brasil deflagrou nesta região guerra a um grupo de famílias negras descendentes de escravos que vivem ali antes da chegada da marinha. Hoje constituem mais de 50 famílias reconhecida pela Fundação Cultural Palmares como remanescente de quilombo.

Entre os moradores há pessoas com mais de 100 anos que nasceram no mesmo local onde vivem até hoje. Só que agora sob regime de tensão e violência, aterrorizados: garantem que passam a noite acordados com medo de morrer (soldados passeiam à noite toda pelas suas roças) e têm medo de sair pois quando voltar poderão encontrar a casa derrubada.

O acesso à comunidade é controlado pelo portão de entrada da Vila Militar, um condomínio de residências de sub-oficiais da Marinha; e os conflitos vêm, sobretudo, com a construção desta Vila, a partir de 1971. As famílias da área foram removidas e desalojadas. Hoje estão proibidas de plantar e sendo expulsas da área.

O filme denuncia flagrantes desrespeitos aos direitos humanos fundamentais.

 

Fonte: Youtube

+ sobre o tema

para lembrar

Noite para Dandara e Zumbi

Em celebração ao dia 20 de novembro, no Torto...

O Debate ‘Negros, Política e Poder’ reúne 150 pessoas na Zona Leste

Evento teve a presença de representantes da prefeitura, moradores...

Fesman no Brasil ressalta luta de negros

- Matéria publicada: 19-05-2009 - Fonte: Ministério da Cultura...
spot_imgspot_img

Quilombolas de Marambaia lutam por melhorias nos serviços públicos

Mesmo após a titulação, a comunidade quilombola da Ilha da Marambaia, em Mangaratiba, no Rio de Janeiro, visitada pelo presidente Luiz Inácio Lula da...

Morre o escritor Nêgo Bispo, referência da luta quilombola

A Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Quilombolas, Conaq, confirmou a morte, neste domingo, 03, do escritor e ativista Antônio Bispo dos Santos, conhecido...

Quilombolas vão à COP28 cobrar justiça climática

Comunidades tradicionais do Brasil estão presentes na COP28, conferência do clima da ONU que começou na quinta-feira (30), em Dubai, nos Emirados Árabes. Apesar disso,...
-+=