Quilombolas deixam sede do Incra após passarem noite no local

Órgão se comprometeu a retomar diálogo sobre desapropriações no Litoral Norte


Os manifestantes quilombolas que ainda permaneciam na sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), em Porto Alegre, deixaram o local, na tarde desta quinta-feira. O órgão se comprometeu a retomar o diálogo quanto à desapropriação de terra em Morro Alto, no Litoral Norte na próxima semana.

Das 70 famílias que passaram a noite na Capital, muitos integrantes chegaram a se acorrentar numa alusão à escravidão. Um total de cerca de 50 pessoas foram as últimas a se retirarem da sede do Incra. No total, 456 famílias quilombolas querem uma parte da área de 4,6 mil hectares, sendo 193 residentes por lá e outras 400 formadas por não-quilombolas, que precisariam ser indenizadas.

De acordo com os manifestantes, um relatório técnico do Incra já definiu, em março, a necessidade de desapropriação a partir de dados históricos e técnicos. Outra invasão da sede do órgão já havia ocorrido no dia 30 de setembro pelo mesmo motivo.

A legislação dita que, a partir da notificação, os atuais donos das terras terão prazo para contestar, antes que o processo seja remetido a Brasília, para a efetivação do decreto de desapropriação. Quem provar a posse do título da terra é indenizado. Já pequenos agricultores serão reassentados.

Segundo o Movimento Negro Unificado, o Rio Grande do Sul tem hoje 200 comunidades quilombolas, mas só três delas com a posse da terra. O Incra soma cerca de 60 processos de desapropriação. Para os manifestantes, a pressão do agronegócio e de parlamentares ligados ao setor está travando o avanço das tratativas em Morro Alto.

 

Fote: Correio do Povo 

+ sobre o tema

Trancoso ferve! Kate Moss e Naomi Campbell também já estão na área!

As tops Kate Moss e Naomi Campbell já estão...

O NEGRO E O SOCIALISMO: Octavio Ianni

  Um livro de: Octavio IanniBenedita da SilvaGevanilda...

Mário Sérgio, vocalista do grupo Fundo de Quintal morreu hoje no Rio de Janeiro

Morreu na manhã deste domingo (29) Mário Sérgio, vocalista...

para lembrar

O livro de Djaimila Pereira e a história de um cabelo que é mais do que só aparência

Djaimilia Pereira é mulher negra, com família de portugueses...

Hoje na História, 15 de janeiro de 1929, nascia Martin Luther King

Hoje na História: 15 de janeiro de 1929, nascia...

Sabrina Nonata, filha de Camila Pitanga em Babilônia, conta que sofreu preconceito

Uma cena linda encantou o público recentemente em Babilônia....

STF rejeita mandado de segurança que pedia inclusão da capoeira nas Olimpíadas

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal,...
spot_imgspot_img

Inéditos de Joel Rufino dos Santos trazem de volta a sua grandeza criativa

Quando faleceu, em 2015, Joel Rufino dos Santos deixou pelo menos dois romances inéditos, prontos para publicação. Historiador arguto e professor de grandes méritos, com...

‘Está começando a segunda parte do inferno’, diz líder quilombola do RS

"Está começando a segunda parte do inferno", com esta frase, Jamaica Machado, líder do Quilombo dos Machado, de Porto Alegre, resumiu, com certo desânimo, a nova...

Álbum de Lauryn Hill é considerado melhor da história em lista da Apple Music; veja ranking

Uma lista publicada pela Apple Music elegeu os 100 melhores álbuns de todos os tempos. Em primeiro lugar, a escolha foi para 'The Miseducation...
-+=