A rua é a voz

por  Lelê Teles via Guest Post para o Portal Geledés

 

Reprodução/ Twitter

 

ensinaram-lhe, desde pequeno, a ter vergonha de si mesmo.

a escola, o cinema, a publicidade, os jornais e, até a igreja, mostravam desprezo pela sua aparência.

diziam que eram ruins o seu cabelo e o seu cheiro.

que eram feios os seus lábios, o seu nariz, o tom da sua pele…

ele pensava nisso enquanto ajeitava o black power frente ao espelho.

nos fones, ouvia o boogie naipe, do Brown.

admirou seu corpo musculoso e, em seguida, vestiu sua camisa preta preferida.

nela estava escrito, em letras enormes, 100% NEGRO.

sorriu, piscou, mandou um beijo para si mesmo e foi pra rua.

enegrecer o mundo.

palavras sapienciais.

 

** Este artigo é de autoria de colaboradores ou articulistas do PORTAL GELEDÉS e não representa ideias ou opiniões do veículo. Portal Geledés oferece espaço para vozes diversas da esfera pública, garantindo assim a pluralidade do debate na sociedade.

+ sobre o tema

Aos 45 anos, ‘Cadernos Negros’ ainda é leitura obrigatória em meio à luta literária

Acabo de ler "Cadernos Negros: Poemas Afro-Brasileiros", volume 45,...

CCJ do Senado aprova projeto que amplia cotas raciais para concursos

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado...

Polícia que mata muito demonstra incompetência de governos de SP, RJ e BA

Ninguém em sã consciência espera que um policial lance...

para lembrar

Fundação Casa Botucatu recebe prêmio por trabalho no eixo étnico-racial

Prêmio Educação Afirmativa será entregue, na segunda (17/11), pela...

Contra el saboteo histórico: Andresote, Chirino Y Negro Primeiro en El discurso presidencial

por Jesus Chucho Garcia via Guest Post  para o Portal Geledés Emblemático héroe...

A sombrinha de Angélica e a pedagogia dos detalhes

O flagrante da expulsão da equipe do programa "Estrelas"...

O Congresso Nacional abdicou do povo brasileiro

Com exceção dos poucos combatentes ferrenhos dos direitos trabalhistas...
spot_imgspot_img

Eu, mulher negra…

EU, MULHER NEGRA…Eu, mulher negra…Tenho orgulho de quem sou e de onde vim.Tenho orgulho da mulher que me tornei.Aprendi desde muito cedo, a amar...

James Cone, teologia negra da libertação e luta antirracista

No dia 28 de abril de 2024, completa-se 6 anos da morte do pastor e teólogo James Cone, o sistematizador da teologia negra. Esta...

Por que mandaram matar Marielle Franco? Essa agora, é a pergunta que não se cala…

Seis anos depois e finalmente o assassinato de Marielle Franco e Anderson Borges, parece estar chegando a um final, pelo menos em relação aos...
-+=