Sessão solene marca Dia Nacional do Reggae

Para a ministra da Igualdade Racial, mais do que um gênero musical, o reggae é um estilo de vida.

Bob Marley é a expressão mais original da economia global – ministra Luiza Bairros

“O reggae é uma expressão musical que alimenta a nossa consciência de pertencimento a uma experiência global de um gênero que dialoga com negros da África e da Diáspora”. Assim a ministra Luiza Bairros (Igualdade Racial), definiu hoje (10/05) o estilo musical que consagrou o cantor jamaicano Bob Marley no mundo inteiro. A declaração foi feita na sessão solene em homenagem ao Dia Nacional do Reggae, instituído pela Lei 12.630. A celebração reuniu seguidores do reggae e parlamentares no Plenário da Câmara dos Deputados, em Brasília.“Bob Marley é a expressão mais original da economia global”, disse ainda a ministra, fazendo alusão ao alcance mundial do trabalho do criador do reggae, que o consagrou como um dos cantores mais bem sucedidos dos anos 1970. Em nome de Jussara Santana, do Grupo Cultural baiano Aspiral do Reggae, Luiza Bairros saudou todas as pessoas que mantêm viva a cultura do reggae que, segundo ela, mais do que um gênero musical, é um estilo de vida. A saudação foi direcionada também ao proponente e à presidente da sessão, os deputados federais Amaury Teixeira (PT-BA) e Érika Jucá Kokay (PT-DF).Também participaram da mesa o presidente da Coordenação Nacional das Entidades Negras (Conem-BA), Gilberto Leal, e a embaixadora da Jamaica no Brasil, senhora Alison Elizabeth Stone Roofe.

Dia Nacional do Reggae 
– 11 de maio foi instituído como Dia Nacional do Reggae através da Lei n° 12.630/2012, sancionada pela presidenta Dilma Rousseff. De acordo com a lei, nesta data se homenageia “o ritmo musical difundido mundialmente por Robert Nesta Marley”, por corresponder ao dia da morte do cantor, mais conhecido como Bob Marley. O projeto (3.260/2008), que originou a lei, é de autoria do então deputado federal Rodrigo Rollemberg (PSB-DF), hoje senador.

A História do Raggae – Parte 1 – Mento e Ska

História do Reggae – Parte 2 – Rocksteady

História do Reggae – Parte 3 – Reggae Roots

 

Coordenação de Comunicação da SEPPIR

+ sobre o tema

Lenny Kravitz diz que ficou 2 semanas acordado para trabalhar no novo disco

Com um quarto de século nos palcos, dez discos...

#VogueChallenge. Este desafio é de todos e pede mais diversidade na indústria da moda

Basta procurar pela hashtag #VogueChallenge no Instagram que em menos de nada...

Movimentos protestam pela permanência da comunidade quilombola

José Francisco Neto da Redação Cerca de 200 pessoas...

Mart’nália sobre o pai: “Ele tem as mulheres dele e eu as minhas”

Tranquilidade e bom humor são os lemas com que Mart’nália,...

para lembrar

Após bronze, Adriana critica presidente da Confederação

'Essa é para calar a boca do presidente da...

Fundadores da CUFA, Celso Athayde e MV Bill, deixam ONG após 20 anos

Fundadores da Central Única das Favelas, Celso Athayde e...

Barracão no SESC centro: Sessão Consciência Negra

O Barracão Cine Clube em parceria com o...
spot_imgspot_img

Violência contra territórios negros é tema de seminário com movimentos sociais em Salvador

Diante da escalada de violência que atinge comunidades negras e empobrecidas da capital e no interior da Bahia, movimentos sociais, entidades e territórios populares...

Segundo documentário sobre Luiz Melodia disseca com precisão o coração indomado, rebelde e livre do artista

Resenha de documentário musical da 16ª edição do festival In-Edit Brasil Título: Luiz Melodia – No coração do Brasil Direção: Alessandra Dorgan Roteiro: Alessandra Dorgan, Patricia Palumbo e Joaquim Castro (com colaboração de Raul Perez) a partir...

Tony Tornado relembra a genialidade (e o gênio difícil) do amigo Tim Maia, homenageado pelo Prêmio da Música Brasileira

Na ausência do homenageado Tim Maia (1942-1998), ninguém melhor para representá-lo na festa do Prêmio da Música Brasileira — cuja edição 2024 acontece nesta quarta-feira (12),...
-+=