Somos mulheres, somos negras, somos mães: essa é a tríade que nos une!

Dizer que “juntas somos mais forte” não é apenas um jargão ou uma frase de efeito, mas sim uma expressão que representa a força de um Grupo!

Por Clélia Rosa Do Mundo Negro

É no grupo que a gente se reconstrói, expõe nossas dores, nossos desejos, praticamos a escuta. E nele, recuperamos nossa dignidade. É no coletivo que nós, mulheres negras e mães podemos falar sem medos ou receios dos nossos desafios, e também sobre  as conquistas nesse mundo da maternidade.

Inevitavelmente todas nós, em algum momento de nossas vidas passamos por situações de racismo. E justamente por termos sofrido na pele os efeitos do preconceito, da discriminação e da humilhação social, que estamos coletivamente pensando e agindo de maneira estratégica para nos fortalecer e a partir disso fortalecer também os nossos filhos e filhas desse sistema opressor estrutural que é o racismo.

Sabemos que a maternidade exige muito de nós e que não é “um mar de rosas” como muitas pessoas tentam romantizar. Sabemos também, que ao nosso modo, vamos construindo o melhor jeito de exercer a nossa maternidade,  Lembrando sempre que, o melhor jeito de cuidar-educar os filhos e filhas para uma mulher não é necessariamente o melhor modo para a outra. Compreender isso é um exercício de não julgamento e, ao mesmo tempo, de empatia.

Precisamos cada vez mais realizar essa prática: mais empatia e menos julgamento. Pois, somos mulheres negras que vivemos numa sociedade machista e racista, criar e educar nossas crianças protegidas desses sistemas não é coisa simples; por vezes, algo muito dolorido.

Portanto, precisamos de espaços para chorar, gritar, dizer que esta ruim, assim como é indispensável nestes espaços o acolhimento, as parcerias, as trocas.

Por tudo isso e por muito mais, estamos juntas porque “juntas somos mais fortes”!

+ sobre o tema

Mulheres dão um basta no machismo velado

Elas são interrompidas quando falam e têm suas ideias...

A falsa polêmica sobre a Miss Brasil negra e sua representatividade

Na estreia de seu blog na Fórum, a escritora...

para lembrar

Rosa Weber libera para julgamento no STF ação sobre descriminalização do aborto até 12 semanas

A ministra Rosa Weber, presidente do Supremo Tribunal Federal...

Mãe Menininha: O que a maior mãe de santo fez contra o racismo religioso

Em um 10 de fevereiro como hoje, só que...

Bichas, um documentário de Marlon Parente

Esse filme fala, antes de tudo, de amor. Para...
spot_imgspot_img

Mãe de Simone Biles ofereceu apoio crucial quando ela decidiu não competir em Tóquio: “Eu te amo e saiba que estamos rezando por você”

A Netflix lançou recentemente "Simone Biles Rising", uma série documental que oferece uma visão íntima da vida pessoal e profissional da ginasta Simone Biles...

Zezé Motta recebe Preta Gil, Sheron Menezzes e Aline Wirley no ‘Especial mulher negra’

Artista que acabou de completar 80 anos, Zezé Motta recebe Aline Wirley, Preta Gil e Sheron Menezzes no “Especial mulher negra”, que será exibido...

Julho das Pretas: ‘Temos ainda como horizonte sermos livres das amarras históricas’, diz ativista

No dia 25 de julho será celebrado o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha. E em alusão a data, o Julho das Pretas é realizado...
-+=