Sueli Carneiro é primeira negra a ter título de honoris causa da UnB

É a primeira vez que a Universidade de Brasília dá o título para uma mulher negra

A Universidade de Brasília (UnB) deu o título de doutora honoris causa para a filósofa e escritora Sueli Carneiro. A decisão foi tomada em reunião do Conselho Universitário (Consuni) da UnB nessa sexta-feira (18/3).

Carneiro é conhecida por sua produção intelectual sobre o feminismo negro, entre outros temas, e por seu ativismo no movimento antirracista. Além da atividade teórica e analítica amplamente difundida nos seus escritos, Carneiro fundou o Instituto Gelédes, que luta contra o racismo e o sexismo.

A vida de Sueli Carneiro é contada no livro “Continuo preta: a vida de Sueli Carneiro”, escrito pela jornalista Bianca Santana (assista abaixo à entrevista que a coluna fez com Santana no ano passado).

A reitora da UnB, Márcia Abrahão, disse para a coluna que é “uma alegria e uma honra” para a universidade atribuir o título para Carneiro “principalmente no mês da mulher”.

“Com esse gesto, a UnB dá mais uma demonstração de reconhecimento do valor da diversidade para a construção do conhecimento e de seu empenho no combate ao racismo. Eu me orgulho da decisão tomada pelo Consuni”, acrescentou.

O título de doutor honoris causa é dado a pessoas com “relevante projeção nacional ou internacional, que tenham contribuído de modo notável, para o progresso das Ciências, Letras, Artes ou Cultura em geral e/ou que tenham beneficiado de forma excepcional à humanidade ou o país”, explicou, em nota, a UnB.

+ sobre o tema

Descolonizando o gênero com Raewyn Connell

“Considero esse encontro essencial para o futuro das Ciências...

Como descobri que não era nem homem nem mulher

Klaus se esforçava para viver como mulher. Até que...

4 boas razões para um homem bater numa mulher

Um recado para as mulheres vítimas de abuso do...

para lembrar

“Violência contra as mulheres é uma das grandes vergonhas da Austrália”

Governo australiano anuncia 70 milhões de dólares para combater...

Após a ‘Cura Gay’, a guerra do sexo – Por: Leandro Mazzini

Enquanto avança na Câmara o debate da proposta de...

Intolerância religiosa por Sueli Carneiro

Em diferentes partes do mundo, assiste-se ao crescimento da...
spot_imgspot_img

O mapa da LGBTfobia em São Paulo

970%: este foi o aumento da violência contra pessoas LGBTQIA+ na cidade de São Paulo entre 2015 e 2023, segundo os registros dos serviços de saúde. Trata-se de...

Grupos LGBT do Peru criticam decreto que classifica transexualidade como doença

A comunidade LGBTQIA+ no Peru criticou um decreto do Ministério da Saúde do país sul-americano que qualifica a transexualidade e outras categorias de identidade de gênero...

TSE realiza primeira sessão na história com duas ministras negras

O TSE realizou nesta quinta (9) a primeira sessão de sua história com participação de duas ministras negras e a quarta com mais ministras...
-+=