terça-feira, dezembro 1, 2020

    Tag: embranquecimento

    Machado em dois momentos: em foto de 1893 atribuída a Juan Gutierrez (esquerda) e em foto encontrada em uma edição da revista argentina "Caras y Caretas" de 1908 Foto: Reproduções / Agência O GLOBO

    Foto inédita de Machado de Assis reaquece polêmica sobre embranquecimento do autor

    Há tempos a cor da pele de Machado de Assis é tema controverso entre pesquisadores e biógrafos. Em seu atestado de óbito, o escrivão marcou que o autor, morto em 1908, seria de “cor branca” — uma prova, segundo muitos, de que o neto de escravos teria sofrido um processo de embranquecimento durante a vida, e mesmo após a morte. A querela ganhou um novo capítulo na semana passada, com o surgimento de uma foto até então desconhecida. Encontrada pelo pesquisador Felipe Rissato em um exemplar da revista argentina “Caras y Caretas” de janeiro de 1908, a imagem mostra Machado de pé em um jardim, com a mão na cintura, num raro momento de informalidade. ‘Não há texto ou registro algum de Machado em que ele diz ser branco. Ainda assim, por causa do nosso racismo institucional, a elite sempre fez de tudo para apresentá-lo como tal. Esse é um ...

    Leia mais
    magem: Reprodução/Instagram/joiceberth...

    Embranquecimento e Colorismo: estratégias históricas e institucionais do racismo brasileiro

    (na foto abaixo, 4 dos diversos personagens negros históricos que foram embranquecidos para o bem da aceitação branca. veja a matéria completa em http://www.vermelho.org.br/noticia/284391-1 ) Por Joice Berth, no Medium  “Políticas de incentivo a imigração de alemães, italianos e espanhóis foram intensas no decorrer do século XIX e XX. Com o branqueamento da nação pretendia-se atingir uma higienização moral e cultural da sociedade brasileira. Clarear a população para progredir o país passou a ser um projeto de nação defendido no século XIX, mas que avançou pelo século XX. Projeto que envolvia eugenização e a higienização social enquanto políticas públicas”(Antonio Carlos Lopes Petan, 2013) O racismo estrutural tem feito um trabalho de eliminação da população preta de diversas formas: pelo genocídio, pela exclusão territorial, pela fome, pelo apagamento e silenciamento, pela apropriação cultural, pelo epstemicidio, entre outros métodos. O branqueamento é também um dessas estratégias. Existem diversas figuras negras que foram embranquecidas pela história ...

    Leia mais

    Mas há racismo no Brasil?

    Apesar da herança africana no Brasil, escritor brasileiro Luiz Ruffato, que já definiu o país como “paradoxal”, diz que no país o racismo vincula-se ao preconceito de classe. Por Tainã Mansani Do DW Quando, em 2013, o escritor brasileiro Luiz Ruffato definiu o Brasil como "ora exótico e paradisíaco, ora execrável e violento", causou polêmica na abertura da famosa Feira do Livro de Frankfurt na Alemanha. O escritor falava sobre a desigualdade social em seu país que, segundo ele, também é vinculada ao racismo. Apesar do legado africano estar na cultura, na música e na cor da população brasileira, o preconceito da cor de pele ainda é vinculado à origem social. Isso também explica porque os refugiados africanos são discriminados por sua cor num país onde acredita-se haver "democracia racial". A africanista alemã Karin Sekora, curadora da exposição "Afrikas Erbe in Brasilien" (O Legado da África no Brasil), atualmente aberta ao público na emissora Deutsche Welle, em Bona, na Alemanha, explica que conceito de "democracia racial" - ...

    Leia mais

    MEC é criticado por ‘embranquecer’ estudante prodígio em desenho

    Ministério publicou ilustração de aluna classificada para olimpíada de neurociência POR PEDRO MANSUR, do O Globo Postagem está sendo criticada - Reprodução do Facebook / Socializa o Design O Ministério da Educação (MEC) está recebendo críticas de usuários de redes sociais depois de publicar no Facebook uma ilustração que representa uma estudante colégio Pedro II classificada para as Olimpíadas de Neurociência na Dinamarca. Internautas dizem que o desenho em questão mostra a aluna, que é negra, com a pele muito mais clara que a realidade. Em nota, o MEC, que fez o post para homenagear a menina, rebate as acusações. Segundo a pasta, a ilustração "é um complemento da matéria e teve o único propósito de fazer uma representação da aluna a partir da fotografia da mesma postada no site da rádio MEC, tanto que a ambientação da imagem é a mesma". Lorrayne Isidoro, de 17 anos, estuda na unidade ...

    Leia mais

    O embraquecimento histórico do Egito Antigo

    O poder e construção de memória coletiva dos veículos de massa é incalculável. Os textos, falas e sobretudo as imagens produzidas pela máquina midiática capitalista ocidental literalmente construíram toda a percepção de mundo do sujeito contemporâneo. Por isso países como os Estados Unidos da América dão tanta importância e poder aos grupos midiáticos. A imprensa e a indústria do entretenimento (não que hoje em dia ainda haja algum tipo de diferença entre as duas) é conhecida como o terceiro poder. Mas que essa ordem não seja entendida como de grandeza ou influência. Não raro o poder da mídia extrapola a legalidade dos poderes democráticos. Por  Pedro Alvarenga e Thayná Trindade Do História das Artes Visuais O problema que intentamos em tratar passa por um dos pontos mais sensíveis da historiografia: A percepção história como uma construção contemporânea. O trabalho de um historiador é, entre tantas outras funções, criar narrativas que representem ...

    Leia mais
    Representação de Piye, o Faraó Negro. (Fonte: National Geographic)

    O Antigo Egito e a África Negra

    Na Bíblia, no Antigo Testamento, mais especificamente no livro de Isaías, há muitas referências ao Antigo Egito, em uma delas encontramos: “Vai, mensageiro veloz, até o povo alto e bronzeado, ao povo sempre temido, à nação poderosa e conquistadora cujas terras os rios dividem”. Por Rafael Gonzaga, do Afreaka Apesar da ênfase nas características físicas, chamando os egípcios de “povo alto e bronzeado”, ainda hoje é necessário reafirmar o seguinte truísmo: o Antigo Egito, uma das mais conhecidas civilizações do mundo antigo, tão presente no imaginário das pessoas e tão desconhecido ao mesmo tempo, não era exclusivamente branco, ele era, também, negro e não existia somente com sua face virada para o Norte (Mediterrâneo) e Leste (Oriente Médio), mas também estava intimamente ligado ao seu entorno africano, especialmente o Sul. Os motivos para um desconhecimento tão flagrante são muitos e vão desde as produções cinematográficas hollywoodianas, passando por novelas brasileiras, com ...

    Leia mais

    A desvalorização da Vida Negra: uma violência simbólica com consequências reais

    Os negros são as maiores vítimas da violência no Brasil. A posição social do negro contribui largamente para esta estatística, uma vez que são a demografia mais afetada pela desigualdade socioeconômica. Contudo, há razões para acreditar que não apenas a sua condição socioeconômica, mas também o preconceito racial contribua para esta estatística, o que nos urge para a necessidade de uma mudança do paradigma racial. por Eliabe Ribeiro Vidal via Guest Post para o Portal Geledés O brasileiro está acostumado a ver o corpo negro violentado. Não causa choque. Não é novidade. Isto vem acontecendo desde o século XVI, com o início da escravidão negra no Brasil, quando seus corpos eram abatidos, às vezes até à morte, para provocar sua submissão. Com o fim da escravidão, a discriminação racial e a vulnerabilidade social do negro perpetuaram sua exposição à violência. À altura em que as mulheres e os homens de pele ...

    Leia mais

    “Morenas exóticas” – um debate sobre colorismo, negritude e arquétipos femininos da ideologia da mestiçagem

    Ao longo de nossas vivências, somos habituadas a acreditar que a sociedade brasileira se constituiu pela mistura harmoniosa de raças, que nossos antepassados – europeus, indígenas, africanos – conformaram uma mistura, étnica e cultural, que deu origem ao mestiço ou, ainda, à identidade brasileira. por Bianca Gonçalves no Mina Explosiva Dessa forma, minando o reconhecimento das diferenças, fundou-se o mito da democracia racial.  Estratégica, essa perspectiva naturaliza e sustenta os discursos racistas que permeiam a construção de nossas identidades e, por conseguinte, embranquece, tal como manda a hegemonia, grande parte das heranças e discursividades de povos historicamente oprimidos. Em Rediscutindo a mestiçagem, Kabengele Munanga mostra que o discurso positivado da identidade mestiça (isto é, a mestiçagem enquanto elemento que “eleva” uma nação, e não o contrário, conforme ocorreu nos EUA durante a segregação racial) se deu através de um longo caminho até chegar ao auge com o racista Gilberto Freyre, que deu forma teórica ...

    Leia mais

    Halle Berry processa ex-marido por tentar ‘embranquecer’ a filha

    Halle Berry está acusando o ex-marido Gabriel Aubry de tentar 'embranquecer' a filha de 6 anos deles, e levou o caso para a justiça. As informações são do TMZ. Gabriel estaria alisando o cabelo naturalmente cacheado da filha Nahla e clareado os fios com mechas loiras. Furiosa, a atriz está certa que o pai faz isso porque não gosta que a menina se pareça afro-americana. Apesar de Halle não ter comparecido ao tribunal nesta segunda-feira (24), o juiz determinou que nenhum dos pais pode mudar o estilo natural de Nahla. O juiz ordenou que o cabelo da menina volte a crescer em sua forma natural.

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist