quarta-feira, setembro 16, 2020

    Tag: Igreja

    Arcebispo de Cantuária e Primaz da Comunhão Angelicana, Justin Welby (Imagem retirada do site Vatican News)

    Arcebispo de Cantuária exorta os anglicanos a agir contra o racismo

    Num momento delicado como este é preciso assumir as próprias responsabilidades e continuar se arrependendo, agindo para enfrentar os próprios falimentos sobre o racismo. Esse é o apelo que arcebispo de Cantuária e Primaz da Comunhão Anglicana, Justin Welby, dirige à Igreja da Inglaterra em relação às manifestações de protestos do movimento “Black Lives Matter” espalhadas pelo mundo inteiro após a trágica morte de George Floyd em Minneapolis, nos EUA, em 25 de maio passado. O prelado anglicano ressaltou que a entidade do racismo no mundo de hoje é “horrível”, reconhecendo que ele mesmo provém “de uma posição de privilégio e poder enquanto pessoa branca neste país”. Igreja chamada a reconhecer seus erros e falimentos Num vídeo transmitido no Facebook afirmou que a Igreja da Inglaterra foi chamada a “reconhecer seus erros e falimentos históricos” e a colocar a sua “casa” em ordem. “Estou impressionado com os eventos dos últimos ...

    Leia mais
    blank

    O ‘número três’ do Vaticano é condenado por estuprar uma criança e abusar de outra

    Vem a público o veredicto do Cardeal George Pell, que se declarado culpado em dezembro por cinco acusações de abusos sexuais contra menores nos anos noventa Por DANIEL VERDÚ, do El Pais  O cardeal George Pell chega ao tribunal de Melbourne nesta terça-feira. Em vídeo, a reação do presidente da conferência episcopal australiana. (Foto: DAVID CROSLING/EFE) A bomba explodiu em várias fases. E a última detonação é a mais grave, voltando comprometer seriamente o Vaticano. O cardeal George Pell, conselheiro direto do papa Francisco, superministro de Finanças (ainda na manhã desta terça figurava assim no organograma do site da Santa Sé) e considerado o número três da cúria romana, foi declarado culpado por um tribunal de Melbourne (Austrália) por abusar sexualmente de dois meninos na década de noventa. Desde 11 de dezembro já se sabia que havia sido condenado, mas por razões judiciais os detalhes só vieram a público ...

    Leia mais
    O padre Fernando Karadima sai escoltado após dar depoimento no qual negou, insistentemente por duas horas, a existência de abuso sexual. Foto: Christian Zuñiga / El Mercurio, Chile

    Abuso sexual e escravidão na Igreja: Freiras chilenas romperam o silêncio e provocaram comoção no país

    Série de escândalos mobilizou sociedade e reduziu número de fiéis Por Janaína Figueiredo, do O Globo O padre Fernando Karadima sai escoltado após dar depoimento no qual negou, insistentemente por duas horas, a existência de abuso sexual. Foto: Christian Zuñiga / El Mercurio, Chile Nesta semana, a Igreja Católica promoveu um encontro internacional para debater casos de abusos sexuais feitos por seus integrantes . Um dos pontos levantados na discussão é o descrédito que a instituição passa a ter ao não dar uma resposta firme à sociedade. Um dos exemplos que mostram isso é no Chile, onde, no meio do ano passado, foram revelados, por uma TV local, uma série de escândalos envolvendo abusos sexuais e morais dentro da Igreja. Mulheres revelaram terem sido vítimas destes assédios por parte de membros da comunidade eclesiástica - homens e mulheres - em âmbitos internos da instituição. A divulgação dos episódios ...

    Leia mais
    Imagem retirada do vídeo da campanha

    #QuandoaIgrejaéRacista: não é uma acusação de que ela é, mas um clamor para que ela não se torne

    #QuandoaIgrejaéRacista é campanha desenvolvida por este canal, como uma convocação à igreja para frases, práticas e posturas que permanecem, ainda hoje, reproduzindo posturas racistas, diminuindo pessoas negras, bem como a cultura negra e as religiões de matriz africana. campanha envida por Ronilson Pacheco para o Portal Geledés Um convite ao bom senso e à generosidade de perceber os sinais dos tempos, em que não cabem mais naturalizar estigmas sobre a população negra. Dizer "quando a igreja é racista" não é uma acusação de que ela é, mas um clamor para que ela não se torne.

    Leia mais
    blank

    Arcebispo da Paraíba convoca Greve Geral: “Vamos Parar o Brasil”

    “Convocamos todos os trabalhadores a participarem desta grande manifestação, dizendo a palavra que o povo não aceita a reforma da Previdência nos termos que estão anunciando”, afirmou o arcebispo. Do Revista Fórum A Greve Geral que deve paralisar o Brasil próxima sexta-feira, 28, ganhou reforço de membros da igreja Católica. Na Paraíba, o arcebispo dom Manoel Delson Pedreira da Cruz, que foi anunciado pelo Vaticano no início do mês passado como novo arcebispo do estado, gravou uma mensagem convocando a população para participar das manifestações contra a reforma da Previdência. “Sabemos que esta reforma implica em tirar direitos adquiridos dos trabalhadores e assegurados na Constituição de 1988”, diz com Manoel. “Convocamos todos os trabalhadores a participarem desta grande manifestação, dizendo a palavra que o povo não aceita a reforma da Previdência nos termos que estão anunciando”, afirmou o arcebispo. Em março, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), chegou ...

    Leia mais
    blank

    Salvador recebe culto de primeira igreja gay do Brasil

    Sob o lema "Levando o amor de Deus a todos, sem preconceitos", a Igreja Cristã Contemporânea nasceu há dez anos Do iBahia A Igreja Cristã Contemporânea, adepta da teologia inclusiva, vai celebrar o "Culto da Gratidão - Um ano da Intenção Bahia" em Salvador no sábado (25). O ato será coordenado pelos pastores Marcos Gladstone e Fábio Inácio, às 19h30, na Associação de Funcionários Públicos do Estado da Bahia, na Rua Carlos Gomes, 85, no 2 de Julho. Sob o lema "Levando o amor de Deus a todos, sem preconceitos", a Igreja Cristã Contemporânea nasceu há dez anos e, compreende, aproximadamente 3 mil membros, nove sedes situadas nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais.

    Leia mais
    blank

    Quando a igreja não discute gênero, ela nega direitos humanos”, diz evangélica

    "O que precisa ser entendido é que gênero e religião combinam", afirma Valéria Vilhena De berço evangélico pentecostal, Valéria Vilhena se incomodou na juventude com as restrições ao corte de cabelo, ao modo de se vestir e de se comportar impostos pela igreja. "Me vi feminista muito cedo", diz a teóloga, que é mestre em ciências da religião e doutora no programa Educação, História da Cultura e Artes, da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Por Marcelle Souza, para UOL Ao longo da vida, frequentou diferentes templos cristãos, percebeu outras restrições às mulheres e, sem encontrar o seu lugar, decidiu abandonar a igreja, mas não sua fé. Em 2015, fundou, ao lado de outras mulheres, o EIG (Evangélicas pela Igualdade de Gênero), movimento para discutir temas relacionados à violência contra a mulher e à igualdade de oportunidades nas estruturas religiosas. Em novembro de 2016, Vilhena viu sua pesquisa virar notícia, sem crédito, em ...

    Leia mais
    blank

    Bela, recatada e do lar: Casamento e virgindade no Brasil Colônia

    A Igreja precisava regulamentar, controlar desde o namoro às relações conjugais. Gestos miúdos de afeto, como o beijo, eram controlados por sua “deleitação natural e sensitiva”, sendo considerado “pecado grave porque é tão indecente e perigoso”. Além de evitar beijos, – os temidos “ósculos” -, devia-se estar em guarda contra as sutilezas das menores expressões de interesse sexual que não conduzissem ao que era chamado de “coito ordenado para a geração”. Dentro destas relações, quase não havia espaço para o amor erotizado e as mulheres se entregavam aos maridos por amor a Deus. Por MARY DEL PRIORE, do História de Hoje  Tudo indica que ao final do século XVIII, alguns casais já tivessem incorporado as ideias da Igreja. E sobre o assunto, não foram poucos os depoimentos. Em 1731, por exemplo, certa Inácia Maria Botelho, paulista, parecia sensível ao discurso da Igreja sobre a importância da castidade, pois se negava a ...

    Leia mais
    (Índios vestidos de Jean-Baptiste Debret em Santa Catarina, 1834)

    Como a Igreja arruinou a vida sexual das Américas com pecado, culpa e preconceito

    “Não existe pecado do lado de baixo do Equador”, escreveu o holandês Gaspar Barleu ao se deparar com a libidinagem no Recife do século 17. Por Cynara Menezes, do SOCIALISTA MORENA Não EXISTIA. A liberdade sexual dos primeiros moradores do Brasil seria logo substituída pela noção de transgressão, pelo pudor excessivo, pelas proibições e pelo preconceito –a homofobia, por exemplo, nascia ali. Em que contribuíram os europeus para a sexualidade das Américas além de nos apresentar à culpa? Tudo o que era possível trazer para cá, em termos sexuais, já era conhecido entre os nativos: homossexualidade, bissexualidade, transexualidade, bigamia, poligamia. As posições também iam muito além do “papai-e-mamãe” no escuro e sob lençóis dos colonizadores: masturbação mútua, sexo anal, oral, grupal. Sexualmente falando, eram os indígenas os avançados e os homens brancos, os primitivos. Mas foi só chegar a igreja e pronto: a pretexto de civilizar-nos, destruíram milênios de conhecimento autóctone sobre ...

    Leia mais
    blank

    Costumes e gastronomia dos “Dias grandes” no sertão

    No sertão, a Semana Santa era chamada de “Dias Grandes”. Não sei por quê. Intuo que eram tantas as proibições que os dias eram entediantes e longos. Por Fátima Oliveira, do O Tempo  Jejuavam adultos e crianças a partir de 7 anos, que, se “quebrassem o jejum”, era certeza de “romper a Aleluia na taca!” Criança não apanhava nos “Dias Grandes”, mas, se fizesse malfeitorias, recebia o “corretivo” no amanhecer do Sábado de Aleluia. Falava-se baixo, em respeito ao calvário de Jesus. Fazer “ar de riso” era passável, mas repreendido. Gargalhar? Desrespeitoso. Era preciso sentir o sofrimento e a morte de Jesus! Brincadeiras de roda, nem pensar! As moças não podiam sequer usar batom, imagine namorar! Casados, se fizessem sexo, virariam bestas-feras! O cabaré do Derivaldo fechava! Bebidas alcoólicas, só vinho. Um conhecido enchia um garrafão de vinho com cachaça e colocava “Ki-Suco” de morango! E a mulher dele dizia: “Vinho ...

    Leia mais
    blank

    Papa Francisco pede perdão pelos crimes da Igreja durante a colonização da América

    “Quero ser muito claro no que vou dizer, como foi João Paulo II, para, humildemente, pedir perdão pelas ofensas da própria Igreja contra os povos originários, e também pelos injustificáveis crimes cometidos em nome de Deus durante a chamada conquista da América”. Por Victor Farinelli Do Carta Capital  Essas foram as palavras que  o papa Francisco dedicou aos milhares de presentes no Encontro dos Movimentos Populares e Indígenas, um dos eventos ao qual compareceu durante sua viagem a Bolívia. A plateia repleta de líderes de comunidade indígenas de todo o continente aumentou o simbolismo das palavras entregues pelo pontífice, no evento realizado em Santa Cruz de la Sierra. Assim, o primeiro papa latinoamericano da história contestou a versão que mostra os catequizadores como responsáveis por um papel colaborativo e diplomático com as comunidades indígenas nos primeiros anos da colonização – difundida em alguns países, entre eles o Brasil – e reconheceu que, ...

    Leia mais
    blank

    População vê racismo contra padre e protesta; bispo deixa igreja escoltado

    Padre negro será transferido da paróquia de Adamantina após pressão de parte dos moradores No R7 O bispo de Marília (SP), dom Luiz Antonio Cipolini, foi acuado dentro da Igreja Matriz de Adamantina, também no interior paulista, e teve de sair escoltado por policiais militares, na noite deste domingo (7). O bispo estava na cidade para comandar a missa de Crisma, quando cerca de 2.000 pessoas se reuniram em um protesto do lado de fora da igreja para lhe cobrar explicações sobre a substituição do padre negro Wilson Luís Ramos. Com medo, dom Luiz se trancou na igreja e só saiu por volta das 23h, 1h50 depois do final da missa. Antes de sair escoltado, o bispo enfrentou momentos de constrangimento já dentro da igreja, que estava lotada. Dom Luiz teve de interromper a cerimônia religiosa, que já estava na sua fase final, ao ser vaiado pelos fiéis, revoltados com ...

    Leia mais
    blank

    Com nova igreja definida, padre vítima de racismo só espera “ser acolhido”

    Grupo de moradores pediu sua saída de paróquia em Adamantina. Pároco deve assumir santuário em Dracena, conforme decisão da Diocese. No Mídiacon News   Apesar da mobilização pela sua permanência na Paróquia Santo Antônio, em Adamantina, o padre Wilson Luís Ramos deve ser transferido nos próximos dias para o Santuário Nossa Senhora de Fátima, em Dracena. O anúncio foi feito no final da tarde desta sexta-feira (5), por meio de circular enviada pela Diocese de Marília, segundo o pároco. "Só espero ser bem acolhido", diz o sacerdote, que foi vítima de racismo durante o período de um ano e meio que ficou na paróquia atual, em entrevista ao G1. Ramos explica que a data exata da mudança não está definida, porém já está com as malas prontas. "Comecei a me preparar assim que foi anunciada minha transferência para outra cidade. Só quero que esta minha passagem por Dracena seja mais ...

    Leia mais
    blank

    O que o papa diria sobre o caso do bispo que se livrou de um padre que foi vítima de racismo?

    O papa Francisco já manifestou por mais de uma vez seu ponto de vista condenando o racismo, mas parece que o bispo Dom Luiz Antônio Cipolini não atende aos recados do sumo pontífice. por : Marcos Sacramento  Do: DCM Bispo de Marília, Dom Luiz encarou o caso de racismo sofrido por um padre negro tomando a atitude mais cômoda: tirar a vítima da paróquia. O fato ocorreu na cidade de Adamantina, interior de São Paulo. Wilson Luís Ramos, padre da principal paróquia da cidade, afirma ter sofrido rejeição de alguns fiéis por ser negro e atuar em favor dos mais pobres. Em entrevista ao Estadão, ele disse que ouviu mulheres dizendo que deveriam trocar o galo no topo da igreja por um urubu. Dom Luiz, alegando que a paróquia está dividida, com “grave prejuízo ou perturbação à comunidade eclesial”, decidiu tirar o padre do lugar, apesar dos protestos de parte ...

    Leia mais
    blank

    SP: transferência de padre negro causa revolta no interior

    Wilson Luís Ramos enfrentou preconceito racial e resistência de fiéis ricos e conservadores, que não concordam com o fato de pobres e excluídos terem sido atraídos para a Paróquia Santo Antônio, em Adamantina Por: Chico Siqueira Do: Terra Moradores de Adamantina, de 35 mil habitantes, no interior de São Paulo, se revoltaram com a decisão da Igreja Católica de substituir um padre negro, vítima de preconceito racial e de fieis insatisfeitos com sua forma de administrar a Paróquia Santo Antônio, a principal da cidade. Além do preconceito, o padre Wilson Luís Ramos enfrenta a resistência de fieis conservadores e ricos, que discordam do seu jeito simples e do fato de ter atraído pessoas pobres e excluídas --além de muitos jovens, entre eles usuários de drogas-- para dentro da Matriz da cidade, onde chegou em 2012. Incomodados com o padre, um grupo de fieis reclamou com o bispo que, depois de fazer ...

    Leia mais
    gay2

    Discriminou os seus clientes e agora viu o negócio falir

    Melissa Klein, dona de uma pastelaria, teve uma emotiva reação, a semana passada, com o encerramento do seu negócio depois de ter recusado servir homossexuais. Em Janeiro de 2013, a loja "Sweet Cakes", recusou servir um casal lésbico que procurava um bolo para o seu casamento. O assunto foi parar à televisão e rapidamente todos os media nos Estados Unidos começaram a investigar anteriores casos de discriminação do casal Klein. Melissa fazia bolos para um grupo de jovens "ex-gay", isto é, que já teriam sido homossexuais mas que o deixaram de ser graças à Igreja, algo comum nos EUA. Agora, o casal enfrenta uma multa de 150 mil dólares que terá de pagar ao Estado como indemnização e aceitar, claro, servir qualquer cliente independentemente da orientação sexual. Depois da atenção que o seu negócio recebeu, sendo identificado como anti-gay, eventualmente escolheram fechar a loja, até porque preferiram esse desfecho do ...

    Leia mais
    Após 30 anos, empresário acusa religioso de violentá-lo

    Após 30 anos, empresário acusa religioso de violentá-lo

    ELIANE TRINDADE ENVIADA ESPECIAL A CAÇAPAVA DO SUL E NOVO HAMBURGO (RS) Depois de três décadas de silêncio, o empresário Marcelo Ribeiro, 48, decidiu acusar publicamente um religioso de abusar sexualmente dele dos 12 aos 15 anos. Autor de um livro lançado há três meses, que revela a história, mas omite a identidade do suposto agressor, Ribeiro disse à Folha que se trata do ex-padre católico João Marcos Porto Maciel, que também foi maestro de coros da Catedral de Diamantina (MG) e Novo Hamburgo (RS). Após o lançamento da obra -"Sem Medo de Falar, Relato de uma Vítima de Pedofilia" (ed. Paralela)-, o empresário diz ter sido procurado por outras vítimas, o que o encorajou a revelar a identidade do religioso. "O maestro que indico na biografia atende pelo nome de dom Marcos de Santa Helena", afirma ele, que cantava no coral. "Com 12 anos, acordei com ele na minha cama e com ...

    Leia mais
    blank

    Cristo Redentor com camisa da Itália é melhor que ausência de Estado laico, por Leonardo Sakamoto

    Por CombateRacismoAmbiental Blog do Sakamoto A Arquidiocese do Rio de Janeiro está pedindo uma indenização que pode chegar a R$ 21 milhões a uma rede de televisão italiana que vestiu a estátua do Cristo Redentor com uma camisa da seleção italiana de futebol em um filmete para divulgar sua programação para a Copa, segundo o jornal O Globo. A razão seria desrespeito religioso e exploração ilícita de imagem. É tão pitoresca a sandice que estou torcendo para a notícia ser um grande mal entendido. Mas a notícia serve de base para uma discussão de fundo. Como já disse aqui, achei um tremendo exagero a eleição da estátua de gosto estilístico duvidoso como uma das sete novas maravilhas do mundo – concurso realizado por uma fundação suíça, que também elegeu o Taj Mahal (!), o Coliseu (!!) e Machu Picchu (!!!), entre outros monumentos históricos. Perceberam a desproporcionalidade histórica e a paulada no ...

    Leia mais
    blank

    “Chega de eunucos”: um teólogo do Vaticano defende o casamento dos padres

    Sabe-se lá como o papa vai responder à carta que lhe foi dirigida por 26 mulheres que (assim se apresentaram) “estão vivendo, viveram ou gostariam de viver uma relação amorosa com um sacerdote, do qual estão apaixonadas”. Ignorá-la não é do seu feitio, telefonar para cada signatária individual é pesado demais. Penso que ele não tem outro caminho que escrever, por sua vez, um texto. Assim, teremos a primeira epistula de coelibato presbyterorum endereçada por um papa a figuras que, até pouco tempo atrás na Igreja, eram chamadas, sem muitos eufemismos, de concubinas… POR VITO MANCUSO Dos fragmentos da carta divulgados na imprensa, revela-se que as autoras quiseram apresentar o “sofrimento devastador ao qual é submetida uma mulher que vive com um padre a forte experiência do enamoramento”. O seu objetivo, escrevem ao papa, foi o de “pôr com humildade aos teus pés o nosso sofrimento, para que algo possa mudar não só para ...

    Leia mais
    Estado Laico

    De pecados e crimes

    O noticiário sobre pedofilia, atingindo religiosos da Igreja Católica, inclusive da alta hierarquia, traz tantos dados que chocam, que o Vaticano publicou editorial atacando a imprensa internacional por cumprir seu papel, qual seja, o de informar. Acostumada a tratamento diferenciado, muitas vezes privilegiado, por parte da mídia, com desvantagem para os demais grupos religiosos, a hierarquia católica reage de forma hostil à impossibilidade que teve a imprensa de postar-se como cúmplice de crimes inaceitáveis, por omissão. É certo que as relações das religiões com os poderes terrenos são assunto delicado e polêmico. Investidos de aura suprahumana, para os que crêem neste ou naquele culto, com facilidade pode ocorrer de buscarem transbordar, para o plano meramente político, o poder espiritual que lhes é atribuído pela religião, como instituição humana. Decorre daí a facilidade de, em nome da divindade, fazer acordos internacionais (como a concordata com a Santa Sé a que se ...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    blank
    blank

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist