sexta-feira, março 5, 2021

Tag: Manifestação

Manifestantes protestam em memória de George Floyd em Mineápolis, nos Estados Unidos Foto: CHANDAN KHANNA / AFP

Keeanga-Yamahtta Taylor reflete sobre a força que vem do ativismo negro

As eleições que levaram a afro-americana Kamala Devi Harris a ocupar a vice-presidência dos EUA demarcam um passo importante na simbologia da resistência negra do país e é um ponto saliente na constante curva da luta pelos direitos civis na maior potência econômica do planeta. O Brasil, embora com papel destacado nas Américas, ainda patina no campo do combate às desigualdades sociais e raciais, com fulcro no racismo estrutural. Certamente a vitória de Joe Biden-Kamala, da mesma forma que foi sentida na maior parte do mundo, como sintoma de trégua dos diálogos bélicos, no caminho da esperança e da paz, é sentida aqui também. Além do desafio enfrentado pelas urnas municipais, que elegeram bom número de representantes, entre mulheres e homens negros, para nossos padrões, dez estados ainda vão contar com 59 legisladores de comunidades remanescentes de quilombos, segundo a Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas (Conaq). ...

Leia mais
Manifestação Pelo Passe Livre dos Idosos em São Paulo. (Imagem retirada do site Arnobio Rocha)

As Primeiras Lutas de 2021: Passe Livre de Idosos e Vacinação, Já!

O ano inicia com algumas lutas e pautas bem específicas, passe livre dos idosos (retirado por Dória e Covas) e Vacinação, Já, e que podem ganhar corpo e dimensão nacional, como aconteceu entre junho e julho do ano passado, a pandemia continua sendo o fator limitante da presença massiva e da continuidade desses movimentos, como também a pauta limitada. O Brasil vive várias contradições simultâneas, um governo com “programa” absolutamente contra os direitos sociais, trabalhista, previdenciários, desprezo aos direitos humanos e nenhum respeito à democracia. Ao mesmo tempo, os movimentos sociais e políticos, ainda não se recuperaram das derrotas dos últimos 4 anos, não conseguindo apresentar programa alternativo e nem apontar para resistir ao caos social. A Pandemia paralisou uma provável reorganização popular de resistência, mesmo com um governo que aposta no quanto pior melhor, nenhuma preocupação com as mortes de mais de 200 mil brasileiros, continua a negar a ...

Leia mais
Protesto em Washington, uma das várias cidades americanas a registrar protestos no sábado

Milhares de mulheres protestam contra Trump nos EUA

Dezenas de milhares de pessoas saíram às ruas em várias cidades dos Estados Unidos para a Marcha das Mulheres, em protesto contra o presidente Donald Trump e sua indicada a uma vaga na Suprema Corte americana, a conservadora Amy Coney Barrett. Organizadores afirmam que mais de 100 mil pessoas participaram de mais de 400 manifestações realizadas neste sábado (17/10) em todo o país, de Nova York a Los Angeles. Os protestos – inspirados na primeira Marcha das Mulheres ocorrida em Washington no dia seguinte à posse de Trump em 2017 – também homenagearam a ex-juíza da Suprema Corte Ruth Bader Ginsburg, que morreu em 18 de setembro, aos 87 anos. A diretora-executiva da marcha, Rachel O'Leary Carmona, abriu o dia de manifestações pedindo aos participantes que mantivessem distâncias seguras entre si devido à pandemia de coronavírus, afirmando que o único evento "superpropagador" de covid-19 deveria ser um recente promovido pela ...

Leia mais
Manifestação na Paulista abordou luta antirracista e lema de protestos dos EUA. Foto cedida por: Pedro Borges / Alma Preta

Antes de tudo, ser antirracista nas ruas

A cada 23 minutos, um jovem negro morre no Brasil. O dado é de um levantamento do Mapa da Violência, da Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais, de 2017. Tempo sem pandemia. Mas mesmo com a presença do coronavírus, quem mora nas periferias tem que correr o risco de ser vítima, mais uma vez, da bala. Ficar em casa pode ser um risco para a vida quando o local pode ser alvo. O Menino João Pedro, de 14 anos, morreu após operação das polícias Federal e Civil, no Rio de Janeiro. As paredes da residência ficaram cravejadas de tiros. O caso gerou revolta. As imagens de George Floyd, morto no dia 25 de maio nos Estados Unidos, sufocado por mais de oito minutos pelo joelho de um policial, também causaram indignação. Por aqui, aconteceu um estrangulamento em circunstâncias parecidas:um jovem sufocado em Carapicuíba, na Grande São Paulo. Manifestações acontecem, principalmente na ...

Leia mais
Estátua de Colombo sem cabeça, em Boston (foto: CBS Boston)

Manifestantes “decapitam” estátua de Cristóvão Colombo nos Estados Unidos

O navegador genovês Cristóvão Colombo, descrito em muitos livros de história como o “descobridor das Américas”, foi alvo de ira dos manifestantes antirracistas dos Estados Unidos, na noite de terça-feira (9). Em duas cidades, estátuas em sua homenagem foram atacadas por ativistas que o consideram um dos responsáveis pelo genocídio dos povos indígenas norte-americanos, e também um defensor do tráfico de escravos, atividade comercial comum em sua época, e durante muitos anos antes do seu nascimento e após a sua morte. Em Boston, estado de Massachusetts, os manifestantes decapitaram a estátua de Colombo que fica no Parque Byrd, e que amanheceu sem sua cabeça, sendo a principal curiosidade da paisagem local nesta quarta. A cabeça de Colombo foi deixada ao lado da estátua, que também teve as coisas pintadas com a inscrição “black lives matter” (“vidas negras importam”). A polícia está investigando autoria do ato. Já na cidade de Richmond, ...

Leia mais
blank

A desinformação dos manifestantes que foram à Avenida Paulista no último domingo

Pesquisa feito com 571 pessoas que compareceram ao protesto aponta que mais da metade entende que o PCC é um “braço armado do PT” e que Lulinha, o filho do ex-presidente Lula, é sócio da Friboi Por Guilherme Franco, da Revista Fórum  Um levantamento realizado com os manifestantes que foram à Avenida Paulista no último domingo (12) para protestar contra o governo da presidenta Dilma Rousseff (PT) mostrou que entre discursos de ódios e xingamentos, a desinformação política é evidente na maioria das pessoas que foram ao protesto. O levantamento, coordenado pela professora de Relações Internacionais da Unifesp Esther Solano e pelo filósofo Pablo Ortellado, da Universidade de São Paulo (USP), teve o objetivo de analisar a confiança no sistema político e as fontes de informação. As respostas das 571 entrevistas com manifestantes maiores de 16 anos, feitas entre 13h30 e 17h30, apontam que 64% acreditam que o PT quer ...

Leia mais
blank

Como explicar pra minha filha pequena homens defendendo ditadura?

Pequenina amorinha, por Victor Sá no Brasil Post Quando passeávamos pela Avenida Paulista no dia 12 de abril de 2015 flagramos algo muito, mas muito feio mesmo. E nosso dever é fazer uma denúncia pública e urgente. Vamos aproveitar esse espaço: "Ao longo dos quarteirões entre a Praça do Ciclista e a Avenida Brigadeiro Luís Antônio, minha pequena filha e eu testemunhamos pessoas defendendo a ditadura militar. Eles estavam vestidos com a camisa da seleção brasileira de futebol, e munidos com, segundo minhas contas, sete caminhões de som com os dizeres desavergonhados pedindo intervenção militar. Por isso, venho publicamente denunciar aos órgãos cabíveis o crime de apologia à tortura, intolerância e terror." Ufa, denúncia feita. E por sorte, formiguinha, muitos veículos de imprensa estavam presentes e não será difícil identificar os criminosos. Isso tudo ocorreu, em plena luz do dia, aos olhos da polícia militar, inclusive. Imagino que a PM estivesse fazendo ...

Leia mais
blank

Uma manifestação à sombra do nada

As notícias do domingo não foram nada positivas para a oposição ao governo Dilma. Os manifestantes e a imprensa que cobriu os eventos da “passeata democrática” enxergaram mais espaços vazios no atribulado e frívolo trote de pernas brancas sobre as calçadas nobres deste país. E o descontentamento visível – senão uma patologia do ódio – resultou em extremados, violentos e indignos posicionamentos de uma manifestação dita democrática. Porque a expressão “dar um tiro na cabeça” é tão feia, assustadora e assombrosa que nos remete a um período lamentável da história brasileira. O discurso destas manifestações não se altera: é uma referência explícita, mesmo que pontual, ao golpismo e à intervenção militar que agora adquiriu até constitucionalidade. Vexatório. por Mailson Ramos via Guest Post para o Portal Geledés Os políticos e os grupos midiático-hegemônicos que convocam as manifestações costumam não comparecer aos eventos; nem mesmo em São Paulo, onde se aglomera uma turma reacionária ...

Leia mais
blank

As ideias fora do lugar

“Si hay gobierno, soy contra!”: eis aí uma máxima tão repetida quanto cretina. Na democracia, ser contra todo governo, sempre, não é uma postura crítica, mas infantil. É não perceber que num sistema representativo cabe a nós não só eleger o governo como influenciá-lo, seja criticando-o ou mesmo o aplaudindo. A frase, contudo, tem seu charme. Empresta a qualquer resmungo de oposição o silvo de um morteiro republicano, na Guerra Civil Espanhola. O cara pode ser um empresário corrupto que sonega milhões em impostos, mas basta dizer “Si hay gobierno, soy contra!” e fica se achando uma espécie de Hemingway redivivo, recostado numa colina de la Mancha, lutando contra o fascismo estatal. por Antonio Prata no O Tempo Uma das consequências da chegada da esquerda ao poder (ou, pelo menos, da chegada de um partido com um discurso de esquerda), em 2003, foi dar à direita este selinho hype, de ...

Leia mais
Manifestação em SP manda recados para governo federal e ultraconservadores

Manifestação em SP manda recados para governo federal e ultraconservadores

Leonardo Sakamoto   Convocada pelo Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto, uma marcha pedindo reformas populares e criticando o discurso ultraconservador partiu do Masp, na avenida Paulista, atravessou o rico bairro dos Jardins e terminou na praça Roosevelt, em São Paulo, na noite desta quinta (13). Contando com a participação de organizações sociais, sindicatos e partidos políticos de esquerda (do governo e da oposição), o ato mandou um recado à Dilma: se diminuir os recursos voltados a programas que garantam a dignidade aos trabalhadores e priorizar as demandas do mercado financeiro, os movimentos sociais vão parar o país. O ato também atacou os pedidos de impeachment de grupos descontentes com o resultado das eleições. Guilherme Boulos, coordenador do MTST, encerrou a manifestação afirmando que este foi o maior ato em muitos meses em São Paulo, reunindo mais de 20 mil pessoas (policiais presentes falaram, antes do início da caminhada, em 12 mil). E que não haverá “intervenção ...

Leia mais
800px-Protesto pro escolha aborto 2012

Um lugar onde homem não entra

Nas manifestações de junho, uma quantidade sem fim de temas estamparam os cartazes de quem foi para rua. Um, no entanto, não foi tão fácil de encontrar: a legalização do aborto Por Martha Neiva Moreira, do Canal Ibase Nas manifestações de junho, uma quantidade sem fim de temas estamparam os cartazes de quem foi para rua. Mais qualidade para saúde, para a educação, gratuidade do transporte, desmilitarização da polícia, combate a corrupção, entre tantos outros. Um, no entanto, não foi tão fácil de encontrar: a legalização do aborto. A quase ausência de apoio à reivindicação nos protestos dá a medida de como o assunto é espinhoso no país, embora as estatísticas deem conta de que a prática já é um problema de saúde pública em território nacional. Uma em cada cinco mulheres já fizeram aborto no Brasil. Não há um perfil definido, são mulheres comuns, de todas as classes sociais. ...

Leia mais
african-american-female-student

DOSSIÊ “Violências na Universidade: discriminações e suas manifestações”

CHAMADA PARA ARTIGOS - EDIÇÃO ESPECIAL PRAZO PRORROGADO.   Por palavras ou ações físicas, a violência tem se alastrado e proliferado no campo acadêmico brasileiro. Humilhações, discriminações e agressões estão fazendo parte do cotidiano de milhares de alunos e profissionais em universidades brasileiras, quer seja por classe social, cor ou etnia, sexo, gênero ou sexualidade. Até que ponto o preconceito tem afetado direta e indiretamente aqueles que permeiam pelas universidades brasileiras? Até onde a intolerância tem sido à força de ataques covardes e cruéis? Como a universidade brasileira vem se transformando em um público apático perante demonstrações de preconceito social, machismo, racismo e homofobia em pleno século XXI? A Revista Três Pontos faz saber que está aberta ao recebimento de artigos para avaliação e publicação em sua edição especial, que teóricos e/ou empíricos reflitam sobre as expressões de machismo, racismo, homofobia e outras formas de preconceito enfrentadas em universidades brasileiras. Esse ...

Leia mais
SP: protesto encerra Encontro Internacional da Marcha das Mulheres

SP: protesto encerra Encontro Internacional da Marcha das Mulheres

Cerca de 800 mulheres, segundo números da Polícia Militar (PM), participam de uma caminhada pela avenida Paulista que marca o encerramento do 9º Encontro Internacional da Marcha das Mulheres. O tema da caminhada deste ano é Feminismo em Marcha para Mudar o Mundo. por Elaine Patricia Cruz, A caminhada começou às 16h30 no vão livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp) e deverá passar ainda pela Rua Augusta, antes de chegar à Praça da República, no centro da capital, onde haverá uma série de shows, entre eles, da cantora Karina Buhr. A PM calculou o número de participantes antes da chegada de alguns ônibus com manifestantes, que estavam atrasados e que depois se juntaram à caminhada. As organizadoras estimaram a presença de 2 mil mulheres. Durante toda a semana, mulheres de 48 países estiveram reunidas no Memorial da América Latina, na região da Barra Funda, zona oeste da ...

Leia mais
marcha-das-vadias foto-traço-coletivo-300x183

A Marcha das Vadias é necessária!

  Nota da Justiça Global em apoio à Marcha das Vadias RJ A Marcha das Vadias do RJ ocupa as ruas há três anos, denunciando a violência sexual e de gênero, fundamentadas no machismo, racismo, lesbofobia, transfobia e nas opressões de classe. Trata-se de uma luta contra os movimentos de criminalização e estigmatização dos corpos desviantes do modelo hetero, branco, masculino e cis ("cis" é o termo utilizado para se referir às pessoas que ao nascer foram identificadas com determinado sexo e que, ao longo da vida, continuam se identificando como tal). A Marcha grita pelo direito ao próprio corpo, feminino e feminizado, se colocando contra toda e qualquer forma de opressão, inclusive contra as violências institucionais. A representação do Estado é formada pelas relações de gênero, ao mesmo tempo em que as modela constantemente. O contrato social, mito político da sociedade moderna, esconde uma verdade importante: a de que ...

Leia mais
encontro marcha mulheres

SP será sede do Encontro Internacional da Marcha Mundial de Mulheres

Evento acontece pela primeira vez no Brasil, e tem como tema “Feminismo em marcha para mudar o mundo”. Encontro conta com a participação de feministas como Helena Hirata, da França, e Nalu Faria, do Brasil. Com uma programação que conta com debates, oficinas, e atividades culturais, o Encontro Internacional da Marcha Mundial das Mulheres acontece em São Paulo do dia 25 a 31 de agosto. O evento é sediado pela primeira vez no Brasil, e tem como tema “Feminismo em marcha para mudar o mundo”. Para a semana de atividades são esperadas 1,6 mil mulheres. Durante o encontro serão debatidos assuntos como o combate ao machismo, ao racismo e à lesbofobia, além da autonomia sobre o corpo e auto-organização das mulheres. No encontro também estão previstas atividades de intercâmbio e formação política cultural, com a participação de feministas de vários países: Guatemala, Afeganistão, Austrália, Tunísia, Estados Unidos, entre outros. Entre ...

Leia mais

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist