Tag: masculinidade

    @DRE0316/Nappy

    Masculinidade do Homem Negro

    Sabemos que a masculinidade hegemônica é branca, e nossos homens negros tem que lidar a todo momento com o desafio da construção dessa masculinidade a ele imposta, e que esta não é a sua realidade, mas nossos homens negros são perseguidos de forma impositiva pela tal, por isso este não pode sentir emoções, afetos, servindo apenas para executar, e para além de tudo isso, essa masculinidade é marcada pelo racismo que se passa pela hiper sexualização, animalização, criminalização e desumanização entre diversas outra nuances extremamente destrutivas para o homem negro. Este homem negro por vezes sofre diversos traumas e violências em sua infância, e ainda passa por riscos de vida a todo momento, e se tiver a magnitude de chegar a uma vida adulta carregando todo esse peso de dores, medos e inseguranças conseguindo se tornar um homem negro graduado, ainda assim, será incompreendido e por sua vez chamado por ...

    Leia mais
    Foto: nappy.co

    Masculinidade e a importância de investir também em causas masculinas

    Hoje, quando falamos em "questões de gênero", o empoderamento feminino é e a bola da vez. Há questões sérias que afetam predominantemente o sexo feminino, como abuso sexual, violência doméstica e abandono paterno, que precisam de políticas públicas e de investimento privado. Espaços de poder e decisão seguem sendo predominantemente masculinos no Brasil: na esfera pública, mulheres representam hoje 12% do Congresso Nacional, 10% do Senado e apenas um dos 27 governadores é mulher; já na esfera corporativa, apenas 14% dos CEOs são mulheres e 11% dos assentos em conselhos administrativos das grandes empresas é ocupado por uma pessoa do sexo feminino. Sem tirar luz da importante luta feminina por igualdade de oportunidades e das questões que afetam predominantemente as mulheres, precisamos ampliar a discussão e investir recursos nas questões masculinas. Por Patricia Lobaccaro, do ECOA Foto: nappy.co Existe um componente masculino na extrema pobreza e ...

    Leia mais
    blank

    VÍDEO: O professor que ajuda a desconstruir masculinidades

    Caio César tem 24 anos, é morador de Mesquita e professor de geografia. Ele pesquisa e escreve sobre masculinidades desde 2016. Começou a se interessar pelo assunto depois de ler “Peles negras, máscaras brancas”, do filósofo e psiquiatra Frantz Fanon. Da ONUBR Esta leitura o fez refletir sobre temas como a solidão da mulher negra e as preferências afetivas dos homens negros. Caio percebeu a importância de debater as masculinidades negras. No final de 2017, integrou o projeto MEMOH – referência à palavra ‘homem’ de trás para frente –, que organiza oficinas e rodas de conversa entre homens para discutir o assunto. “A gente está pensando em construir homens que sejam mais saudáveis. A gente tem uma masculinidade que é montada e impossível de ser exercida sobre vários aspectos, e isso causa nos homens uma série de questões muito ruins do ponto de vista pessoal, mas também da forma com que ele ...

    Leia mais
    PESQUISADORES RESSALTAM A IMPORTÂNCIA DE SEREM ENSINADOS OS ASPECTOS POSITIVOS DA MASCULINIDADE (FOTO: PIXABAY)

    Aulas sobre “masculinidade” diminuem índices de violência contra a mulher

    Para pesquisadores, meninos devem ser ensinados sobre os aspectos positivos da masculinidade desde o Ensino Fundamental Da Revista Galileu PESQUISADORES RESSALTAM A IMPORTÂNCIA DE SEREM ENSINADOS OS ASPECTOS POSITIVOS DA MASCULINIDADE (FOTO: PIXABAY) Aulas sobre os aspectos positivos da "masculinidade" diminuem índices de violência contra a mulher, de acordo com uma análise feita nos Estados Unidos. Pesquisadores chegaram à conclusão após fazerem experimento com alunos do Ensino Fundamental. Após uma série de atividades envolvendo a questão, os garotos mostraram entender melhor os problemas do uso de coerção e violência nas relações. Além disso, o programa mudou as crenças da turma sobre atitudes violentas, incluindo assédio e violência sexual. "A maioria das pesquisas sobre violência sexual concentra-se em estudantes do Ensino Médio e Superior, mas pesquisas mostram que essas formas de violência também prevalecem entre estudantes do Ensino Funtamental", disse Victoria Banyard, principal autora do estudo, em comunicado. As ...

    Leia mais
    Foto- Guito Moreto : Agência O Globo

    Combate ao feminicídio passa pela reinvenção do masculino

    Desconstrução de padrões de masculinidade tóxicos está na ordem do dia para reduzir violência contra mulher e o feminicídio por Paula Ferreira no O Globo Foto- Guito Moreto : Agência O Globo - Curso aborda questões relativas à masculinidade e ao papel do homem perante a sociedade A transformação da "masculinidade hegemônica" entrou na ordem do dia do combate ao feminicídio no quinto país do mundo, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), com maior número de mortes violentas de mulheres. Grupos de discussão coordenados por Tribunais de Justiça país afora promovem rodas de conversa entre agressores e abordam temas relacionados a gênero para incentivar mudanças no comportamento. Neles, está em xeque o estereótipo do homem incapaz de demonstrar fragilidade, não chorar ou falar sobre seus sentimentos. Os padrões de masculinidade em que grande parte dos meninos são forjados carregam, dizem especialistas no tema, características ...

    Leia mais
    Foto - acervo pessoal - enviado para o Portal Geledés

    “Homem não chora”

    Estive pensando de onde é que vem o ditado popular que diz que homens não choram. Porque todos os homens que eu já vi na minha vida choram! Eles costumam ter um par de olhos, a maioria não tem nenhum problema de desidratação nessa região e, não menos importante, possuem um nariz, que serve para assoar quando entope durante o choro. Então esse ditado, na verdade, é uma baita enganação. por Graziely dos Reis Lemes enviado para o Portal Geledés Aliás, é uma enganação muito cruel. Quando os pequenos choram, perguntamos-lhes se não são homens, exigimos que eles guardem só para si a emoção que os faz chorar, que recusem uma coisa tão natural e saudável como o choro. Com o tempo, eles começam a entender que, se chorar é uma coisa ruim, se emocionar, que é o motivo da lágrima cair na maioria das vezes, também é uma coisa ...

    Leia mais
    blank

    Masculinidade Negra – Por que falar sobre isso?

    Na construção deste novo homem onde se encontram os homens negros? Devemos conversar sobre masculinidade negra? O que é essa tal de masculinidade negra? Pra que serve? Marco Antonio Fera entrevista o Rapper Panikinho, Mc/Músico, Pesquisador, Gestor de Projetos e Produtor Cultural. Marco Antonio Fera Ficha técnica Marco Antonio Fera | Produção Facebook | https://goo.gl/9x1QSt Instagram do canal| https://goo.gl/HBwEsQ Instagram pessoal | https://goo.gl/DWbSxe David Costa | Colaboração (Câmera) Instagram | https://goo.gl/STJ6DP Panikinho Faceboock | https://goo.gl/51KdrS Instagram | https://goo.gl/GzL7mY Youtube/PanikinhoOficial | https://goo.gl/btaf5C Youtube/Programa Interpretação | https://goo.gl/NjpSbq Não esquece de se inscrever no canal e dar o joinha. INSCREVA-SE! https://goo.gl/Kk0sDs Curta nossa página para muito mais conteúdo! https://goo.gl/DJUaCv Dê joinha no vídeo para ajudar o Pretinho! Facebook: www.facebook.com/pretinhomaisquebasico Instagram: https://www.instagram.com/pretinhomai... Quer falar com a gente: [email protected]

    Leia mais
    blank

    O Homem Negro Viril: apontamentos sobre a ideia de virilidade

    “Não se nasce viril, torna-se viril”  (Arnaud Bauberot)  Por Henrique Restier, do Medium Os estudos sobre masculinidades tem ganhado maior destaque tanto no debate público quanto no acadêmico. Além disso, o campo das relações raciais também tem percebido o tema como um lugar singular para o aprofundamento das discussões sobre raça e gênero. Este texto é um convite para que entremos por alguns momentos no “mundo masculino negro” pelo viés da virilidade. A Força Física Vamos começar esse diálogo através de uma expressão que grande parte dos homens já escutou: “Se tu voltar pra casa chorando vai apanhar aqui também”. A despeito de não ser a opinião corrente sobre ela, penso nessa expressão como uma forma sincera e séria de forjar um homem para enfrentar um mundo implacável. Não desprezo seu teor duro e ameaçador, mas há amor nela, às vezes um amor tão grande que é preciso dizê-la, volta e meia ...

    Leia mais
    blank

    Sobre masculinidade, invisibilidade e liberdade

    Em suas palestras pelo mundo, o sociólogo Michael Kimmel costuma contar uma história interessante. Ainda na faculdade, quando participava de um grupo formado basicamente por mulheres para discutir o feminismo, assistiu a um diálogo entre duas colegas que bagunçou sua visão de mundo. A colega negra perguntou à branca: quando você se olha no espelho, o que vê?  A resposta: eu vejo uma mulher. A mulher negra, então, disse: pois quando me olho no espelho todos os dias, vejo uma mulher negra. Não havia um dia sequer em sua vida, que ela não se lembrasse de que era uma mulher negra. Por Claudia Penteado  Do PropMark Foto de mandarin457 O diálogo o fez pensar a respeito do que ele próprio enxergava no espelho diariamente. E a resposta foi assustadoramente simples: ele enxergava um ser humano. Nem branco, nem classe média, nem homem, seus três atributos mais perceptíveis. ...

    Leia mais
    blank

    Homem negro sente dor? — Masculinidade negra, emoções e o cuidado de si.

    Sim. Homem negro sente dor. Homem negro sente medo. Homem negro sente apreensão. Homem negro sente dúvida. Homem negro sente insegurança. Homem negro sente incerteza. Homem negro sente tristeza. Homem negro sente saudade. Homem negro sente desesperança. Homem negro sente falta de autoestima. Homem negro sente solidão. Homem negro sente vergonha. Homem negro sente dificuldade. Homem negro sente isso tudo porque homem negro é uma pessoa humana em primeiro lugar. Por João Víctor Martins Saraiva Enviado para o Portal Geledés  Só que o mundo quis que você esquecesse disso. O mundo quis que o próprio homem negro esquecesse disso. O mundo quis que não se refletisse sobre isso. O mundo quis que a própria militância negra por vezes se esquecesse: o homem negro sente dor. Esse texto tem a intenção de tencionar nossas pré-concepções para que a gente consiga repensar nosso cotidiano e, inclusive, nossa militância. Mas a intenção primeira é que essa discussão ...

    Leia mais
    blank

    Como os denunciados por violência contra mulheres pensam esses crimes, Isabela Venturoza de Oliveira

    Este estudo propõe uma reflexão sobre as narrativas de homens denunciados por crimes previstos na Lei Maria da Penha. Seu objetivo é analisar de que forma eles pensam as situações de violência doméstica e familiar contra mulheres e como isso está relacionado aos modelos de masculinidade e feminilidade vigentes em nossa sociedade. Os entrevistados da pesquisa foram agressores encaminhados à ONG Coletivo Feminista Sexualidade e Saúde, em São Paulo, para participar de grupos reflexivos do Programa de Responsabilização de Homens Autores de Violência contra a Mulher. Por Isabela Venturoza de Oliveira  No Agência Patricia Galvão  A autora destaca duas conclusões principais: há uma diversidade de perfis de homens denunciados por violência contra a mulher e os conflitos relatados muitas vezes se originam de situações em que as mulheres não estavam em conformidade com o que era esperado de “uma boa mulher”, o que geralmente se relaciona ao cuidado do lar e ...

    Leia mais
    blank

    Você sabe o que é masculinidade tóxica?

    Homem não chora, não expressa sentimentos, homem de verdade é bruto, não pode cuidar da aparência. Quantas vezes você ouviu como deveria se comportar? Quantas vezes outras pessoas te disseram como você deveria se sentir e se expressar? Quantas vezes você já não se sentiu preso em ideais impostos para se sentir mais homem? por Maria Confort no Manual do Homem Moderno Longe de mim dizer como um homem deve se portar, afinal, eu sou mulher. Mas nenhum outro homem deveria mandar em você. Não existe uma cartilha que todo homem deve seguir para ser considerado um homem. Você, e só você, sabe quem você é. Masculinidade é um conceito que vem mudando ao longo dos anos e antes de você torcer o nariz, bater na mesa e dizer que a ideia antiga de masculinidade é a certa, dê uma lida nessas 3 razões pelas quais você deveria mudar sua ideia ...

    Leia mais
    blank

    Quebrando o silêncio: como os homens se transformam por Guilherme Valadares

    "Quando a gente fala de gênero a gente não está falando só sobre o feminino. Estamos falando também sobre o masculino. E muito se fala sobre o que é mulher, mas pouco se fala sobre o que é ser homem." — Aline Ramos, jornalista e editora do site "Que nega é essa?" no Papo de Homem Assim como Aline, sinto que há muito diálogo acontecendo sobre as mulheres, mas pouco sobre os homens. Melhor dizendo, noto que há poucas conversas acontecendo que não tratem o masculino como uma "doença" ou problema a ser resolvido. Por mais que isso não seja colocado nesses termos, muitas vezes é o que surge como subtexto, se o foco se concentra apenas em quais são as falhas dos homens. Acredito que o masculino e o feminino são maravilhosos. Tremendamente ricos e com potencial sem tamanho. Um masculino seguro de si não precisa se provar a todo momento, ...

    Leia mais
    blank

    Homem Chora Masculinidade

    O modelo de masculinidade ainda é baseado em expressar potências e esconder imperfeições e angústias. Isso não faz mais sentido Por Leticia Gonzalez Do Revista Trip A cena é comum nos grupos de reflexão coordenados pelo psicólogo Carlos Zuma, no Rio de Janeiro. Numa sala cheia de homens reunidos por 1 hora e meia, tem alguém que chora primeiro. Aí, conta Zuma, o desconforto é palpável. "Um levanta para pegar um café, outro se mexe na cadeira, outro puxa conversa com o cara ao lado." Especialmente nos primeiros encontros, a pauta geral é incômoda — o que é, afinal, ser homem hoje? A portas fechadas, ideias de macheza e pressão social vêm à tona. Lembranças de infância se misturam a memórias recentes, como as das agressões que eles próprios cometeram. É que a maioria chega ali via juizado de violência doméstica; outros poucos por exigência da mulher e uma minoria por ...

    Leia mais
    blank

    Chacina de Campinas: nós, homens, precisamos discutir nossa masculinidade

    Não chamem de tragédia, apenas. Foi uma tragédia, mas foi sobretudo um crime horrendo, uma chacina bárbara, cometida por um assassino que a planejou meticulosamente, desde as armas utilizadas até a data escolhida para seu cometimento. Um crime covarde porque colheu a todos de surpresa, quando uma família brindava a passagem do ano e sequer poupou o próprio filho, a quem dizia amar, em meio a essas cartas messiânicas e canalhas. Cartas publicadas sem o menor pudor pela mídia, que horror. Fonte: Justificando por, Roberto Tardelli Não digam que o móvel do crime foi o fascismo, por favor, poupem-nos disso. O móvel do crime foi ódio misógino e machista levado a um nível absurdo, mas em que ele, o matador, um homem com idéias fascistas, com ideário fascista, com o pensamento raso dos fascistas, matou pelo mais velho e conhecido machismo. Ao final, seja por covardia, seja por soberba, rejeitando ...

    Leia mais
    blank

    Masculinidade e Cultura do Estupro

    Na terça-feira, dia 24/5, um vídeo é compartilhado no WhatsApp e começa a viralizar. Trata-se de um estupro coletivo executado por 30 homens onde a vítima era uma menina de 17 anos. Rapidamente a notícia viralizou em diversas mídias sociais. Numa lógica doente de disseminação do horror, milhares de “inocentes” neste momento veem o vídeo e compartilham com mais curiosos. Tão criminosos quanto, vulnerabilizam mais a vítima, mostrando mais seu corpo, violentando mais sua privacidade. O show de horrores não para por aí. Nos perfis do Facebook, um monte de homens justificam o ato, colocando a responsabilidade na vítima: “Ela estava bêbada”, “também, andando na favela com aquelas pessoas”, “usava roupa curta”… É uma sociedade muito adoentada e machista. Por falar em machismo, gostaria de direcionar este texto a você, macho. Porque deste assunto eu entendo, e você sabe do que estou falando. Por Vinicius Dias, do Favela Potente Nasci e me ...

    Leia mais
    Christian McPhilamy é um garoto de oito anos que vive em Melbourne, na Flórida (EUA). Há cerca de dois anos ele viu um comercial de TV que mudou sua vida, era sobre um hospital que trata de crianças com câncer, o St Jude Children's Hospital

    Mesmo sob bullying garoto deixa cabelo crescer para ajudar crianças com cancer

    Christian McPhilamy é um garoto de oito anos que vive em Melbourne, na Flórida (EUA). Há cerca de dois anos ele viu um comercial de TV que mudou sua vida: era sobre um hospital que trata de crianças com câncer, o St Jude Children's Hospital. no UOL Foi então que ele ficou determinado em deixar o cabelo crescer para fazer perucas para crianças que perdem o cabelo por conta do tratamento da doença. No dia 20 de maio, o garoto cumpriu o planejado e cortou mais de 25 centímetros de cabelo para doar. O próprio McPhilamy foi quem escolheu a instituição para quem doaria as mechas de seu cabelo loiro, a Crianças com Perda de Cabelo, que fica em Michigan e ajuda crianças de vítimas de câncer e de queimaduras. Mas o caminho até o objetivo não foi fácil, e sim cheio de críticas e bullying. "De seus colegas de ...

    Leia mais
    blank

    Mulheres devem ser o quiserem: uma resposta a Camille Paglia

    Recentemente, no dia 24 de abril , a escritora auto-intitulada feminista (apesar de lutar pelo "direito dos homens", de se opor a todo o feminismo, de desconsiderar as mulheres trans, e de defender um modelo utópico de feminilidade) Camille Paglia deu uma entrevista à Folha de S. Paulo na qual afirmava: "mulheres devem ser mais maternais". Como transfeminista, e ativista brasileira, tomei a liberdade de enumerar os equívocos de Camille: Por Fernando Vieira Do Brasil Post 1. "Feministas de hoje culpam os homens por tudo. Feministas de hoje querem que os homens sejam como mulheres, pensem como mulheres. As feministas de hoje não são como as grandes mulheres dos anos 60". Feministas não culpam os homens por tudo. O feminismo percebeu, e Camille já deveria ter feito isso, que a produção da desigualdade nas relações de gênero é fruto do patriarcado, um sistema de poder, que fundamenta, historicamente, a supremacia do homem ...

    Leia mais
    blank

    Aluno do colégio Marista é impedido de usar tiara; motivo? “Meninos não usam tiara”

    Na última quinta-feira (23) um aluno do colégio Marista de Salvador, do turno matutino, que utilizava uma tiara foi surpreendido por um dos diretores da instituição que confiscou o seu adereço. O motivo? Segundo o diretor, "meninos não usam tiaras". Os colegas do estudante ficaram indignados com a situação e, no dia seguinte, na última sexta-feira (24), resolveram realizar um protesto silencioso e foram todos assistir aula de tiaras -- meninos e meninas. por  Júlia Sarmento no Metro1 Não foi uma surpresa quando, novamente, os diretores confiscaram os adereços de todos os alunos. A alegação foi a mesma utilizada no dia anterior: "meninos não podem usar tiaras". As tiaras só foram devolvidas ao final das aulas. O que mais surpreende nesta situação foi que, segundo fontes ligadas ao Metro1, o grêmio da escola foi em cada turma avisar que qualquer manifestação deveria ser feita pelo grêmio estudantil e devidamente protocolada pela escola. ...

    Leia mais
    blank

    12 frases que precisamos parar de falar para os meninos urgente

    “Engole o choro porque homem não chora.” Por Iran Giusti Do Buzz Feed Conversamos com mães como Carol Patrocínio e educadoras infantis para saber quais as frases que precisam parar de ser ditas para os pequenos que reforçam o machismo e homofobia na sociedade. 1. “Vira homem, moleque.” Chamillewhite / Getty I Chamillewhite / Getty Images 2. “Menino não chora.” Trentvino / Getty Images 3. “Isso é coisa de menina.” Tetmc / Getty Images 4. “Engole o choro” Didesign021 / Getty Images 5. “Você tem que dar a sua palavra de homem.” Fuse / Getty Images 6. “Você já é um homem, não pode fazer isso.” Bananastock / Getty Images 7. “Para com isso, parece mulherzinha.” Danienel / Getty Images 8. “Se você fizer tal coisa, pinto o seu quarto de rosa.” Jackf / Getty Images 9. “Fala direito, engrossa essa voz.” Ned White / Getty Images 10. “Se chorar todo ...

    Leia mais
    Página 1 de 2 1 2

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist