quinta-feira, maio 28, 2020

    Tag: racismo no cinema

    blank

    7 famosos que perderam trabalhos por racismo ou homofobia

    Hollywood ainda é um lugar muito preconceituoso – largamente porque o mundo ao redor de Hollywood ainda é um lugar muito preconceituoso, e é um sample da vontade do público dominante que a indústria do cinema busca representar, infelizmente. por Caio Coletti no Observatório do Cinema Abaixo, confira famosos que perderam trabalho por racismo ou homofobia: Observatório do Cinema JAMIE FOXX | Foxx confessou que foi barrado da produção de um musical durante seus anos de faculdade por ser negro: “Eles precisavam de um tenor, e haviam me visto cantando em algum outro lugar. Então, na verdade, foi a produção do musical que veio até mim – mas eles não me deixaram entrar no palco, eu só podia cantar atrás das cortinas”. Observatório do Cinema RUPERT EVERETT | O astro de 59 anos afirmou que perdeu “três em cada quatro” papéis para os quais foi testado ...

    Leia mais
    blank

    Michael B. Jordan agora só fará filmes com “cláusula de inclusão”

    Michael B. Jordan anunciou que sua produtora adotará a chamada “Inclusion Rider” (ou “cláusula de inclusão/representatividade”) – uma cláusula em contratos que exigem que projetos audiovisuais tenha diversidade racial e de gênero em seu elenco e equipe. por Rafael Alou no Papel Pop A decisão do ator vem em resposta ao poderoso discurso que Frances McDormand fez ao vencer o prêmio de melhor atriz no Oscar, no último domingo (4), no qual ela incentivou a indústria a apoiar mais histórias e projetos criados por mulheres, e pediu que os atores passassem a adotar essa cláusula de inclusão em seus contratos. “Em apoio às mulheres e homens que lideram essa luta, vou adotar Inclusion Rider para todos os projetos produzidos pela minha empresa Outlier Society. Tive o privilégio de trabalhar com mulheres poderosas e pessoas de cor ao longo da minha carreira e a missão da Outlier é continuar a incentivar pessoas ...

    Leia mais
    blank

    Para cineasta, o audiovisual é o segmento mais racista da cultura brasileira

    Meios de comunicação não representam a diversidade da população brasileira Por Jaqueline Deister, do Brasil de Fato   Cineasta Joel Zito Araújo, curador do Encontro de Cinema Negro Zózimo Bulbul – Brasil, África e Caribe / Foto: Tânia Rêgo/Agência BrasilVocê já parou para pensar em qual lado da história brasileira aprendeu na escola? E na cor do brasileiro que ocupa as telas do cinema e da televisão? Ambas as perguntas levam para uma única resposta: o branco. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelam que 54% da população brasileira é composta por negros ou pardos (grupos agregados na definição de negros), sendo que a cada dez pessoas três são mulheres. Onde estão essas pessoas na mídia brasileira? O cineasta e pesquisador Joel Zito Araújo  afirma que o setor do audiovisual é o segmento da sociedade brasileira onde  o racismo e a desigualdade racial são mais profundos. Ele destaca que a baixa representatividade da população negra ...

    Leia mais
    blank

    Todos os personagens negros em filmes de brancos

    Incluindo aquela personagem em "Harry Potter" que magicamente se transforma em uma menina branca quando o papel passa a ter mais importância. por Gena-mour Barrett no BuzzFeed 1. O aluno problemático de "capuz" que está apenas esperando uma mulher branca aparecer para salvá-lo de si mesmo. "O QUE VOCÊ SABE, MULHER BRANCA?", grita o estudante negro. "Você está certo. Eu não sei”, responde ela com calma, olhando profundamente para o rosto do jovem com raiva: “Então, por que você não explica para mim?” 2. O amigo negro que é admirado pela complexidade da sua forma de cumprimentar as pessoas. 3. A figura autoritária durona que é tão forte e tão durona que não se importa se é a única pessoa não branca trabalhando em seu departamento. Afinal, quem precisa de diversidade quando você está tão ocupado sendo FORTE e DURÃO. 4. O amigo negro que mostra que o personagem principal branco é, ...

    Leia mais
    blank

    Brie Larson é acusada de preconceito por viver “salvadora branca” em filme

    Brie Larson -- escalada para interpretar a Capitã Marvel em 2019 -- vem sendo acusada de apoiar estereótipos e outros preconceitos pelo seus papel no filme "Basmati Blues", que se passa na Índia. no Cinema UOL A vencedora do Oscar vive uma cientista que cria um arroz modificado geneticamente e defende o povo local contra as corporações gigantescas. O primeiro trailer foi divulgado nesta semana. "Estou cansado desses filmes de Hollywood em que pessoas brancas vêm para salvar nossas almas e arroz e terras", escreveu um usuário no Twitter. "Esse trailer da Brie Larson é todo clichê indiano em dois minutos. Salvadora branca, pessoas andam no teto dos trens e comida apimentada. Parem com essa loucura", completou outro. No YouTube, as críticas também são comuns. "Parece que eles filmaram há 20, 30 anos. Se a Índia parecer com isso agora, então dinossauros vivem na Noruega. Eu sou paquistanês e estou ofendido. Quem fez essa pseudo-oriental merda?", ...

    Leia mais
    blank

    Racebending, nerds e racismo

    Mais uma escalação e mais uma revolta no meio nerd: bastou anunciarem Anna Diop como Estelar na série dos Jovens Titãs e, coletivamente, vários nerds lamentaram o quanto “estavam apagando personagens brancos”. Em uma imagem compartilhada repetidamente nas redes sociais, várias escalações não brancas para personagens outrora brancos eram acompanhadas pela frase “Ta foda”. Várias das críticas à atriz traziam um subtexto gritante de racismo – a começar pela opinião de “apagamento branco”. no Q Stage O caso de Estelar é particularmente emblemático da indignação de parte do público nerd com atores não brancos em papéis de destaque. Não apenas a personagem é laranja, um tom de cor que não representa nenhum grupo étnico na Terra, mas… Seu desenhista original, George Pérez, deliberadamente a desenhava com traços negros e cabelo bufante: os traços caucasianos (ou asiáticos) e cabelos lisos vieram muito depois. Divulgação O mesmo tipo de revolta com a escalação ...

    Leia mais
    blank

    Teaser de nova série DEAR WHITE PEOPLE da Netflix expõe racismo e faz criticas ao blackface

    'Dear White People' estreia na plataforma dia 28 de abril. Por Amauri Terto, do  HuffPost Brasil O teaser de Dear White People (Cara Gente Branca), nova série da Netflix, tem causado polêmica no YouTube. A produção é derivada do filme independente homônimo que estreou sob elogios no Festival Sundance de Cinema em 2014. No vídeo, a personagem Samantha White, jovem negra e locutora de uma rádio no campus de sua faculdade, faz uma crítica ao blackface. O contexto é o seguinte: ao microfone, ela enumera as fantasias de Halloween que são aceitas para pessoas brancas: "Pirata, enfermeira, qualquer um dos 43 presidentes americanos..." Ao final, a jovem destaca a fantasia que está no topo da lista de inaceitáveis: "Eu", diz. Em seguida, aparecem várias imagens de mulheres e homens brancos com o rosto pintados com tinta marrom imitando negros. Assista a seguir: Para quem não sabe, o blackface é uma técnica ...

    Leia mais
    blank

    Polêmica racial encobre a ruindade do longa épico ‘Deuses do Egito’

    "Deuses do Egito" é mais branco que o Oscar 2016. E, nesse caso, há um agravante: o filme se passa em um país do norte da África, e não na festa da firma em Los Angeles. no Libre Prensa O "physique du rôle" do elenco principal parece mais apropriado para lenda celta do que para Egito antigo: tem escocês (Gerard Butler), inglês (Rufus Sewel), australianos (Brenton Thwaites, Geoffrey Rush)? todos brancos. A ideia de diversidade de Hollywood parece ser dividir papeis de africanos entre atores do Reino Unido ?abrindo exceções para o loiro dinamarquês Nikolaj Coster-Waldau e para o americano (e negro) Chadwick Boseman. Esse branqueamento histórico foi motivo de fortes críticas nos Estados Unidos. A ponto de a produtora Lionsgate e o diretor Alex Proyas (filho de gregos nascido no Egito e radicado na Austrália) terem de vir a público pedir desculpas. Eles estavam apenas se apoiando em uma velha ...

    Leia mais
    blank

    Idris Elba é muito ‘das ruas’ para viver James Bond, diz autor de livro de 007

    'É uma questão de ser suave? Sim', declarou escritor de 'Trigger Mortis'. Ator é um dos mais cotados para assumir franquia de agente secreto. Do G1 O ator Idris Elba é um dos nomes mais cotados para substituir Daniel Craig como o próximo James Bond. Mas ele não é suave o suficiente para o papel, de acordo com Anthony Horowitz, autor do próximo romance do agente secreto, "Trigger Mortis". Em entrevista ao tabloide "Daily Mail", o escritor disse que acha Idris Elba "um pouco demasiado áspero" para interpretar o papel, embora tenha afirmado que não é "uma questão de cor". "Acho que ele é provavelmente muito das ruas para o Bond. É uma questão de ser suave? Sim", declarou. "007 contra Spectre", que estreia no dia 5 de novembro, é o quarto longa de Daniel Craig como James Bond. Segunda a sinopse oficial do film, uma mensagem enigmática do passado ...

    Leia mais
    blank

    Qual é o problema de um James Bond negro?

    por  Bruno Carmelo no Adoro Cinema A polêmica sobre o próximo intérprete de James Bond parece longe de terminar. Idris Elba nem foi oficialmente convidado para substituir Daniel Craig, mas a hipótese de um ator negro no papel do agente 007 tem dado origem a diversos comentários racistas em Hollywood e nas mídias sociais. Primeiro, o antigo James Bond, Roger Moore, desprezou a indicação de Elba ao defender que o personagem deveria ser "inglês-inglês", apesar de vários outros atores da série terem outra nacionalidade. Mais tarde, ele tentou esclarecer seu comentário pelo Twitter, negando as acusações de racismo, mas acabou reforçando a suposta necessidade de um herói branco.   Yaphet Kotto em Com 007 Viva e Deixe Morrer   Cada um no seu lugar? Agora, os defensores de um James Bond branco ganharam um novo apoio... de um ator negro. Yaphet Kotto, intérprete do vilão Dr. Kananga em Com 007 Viva e ...

    Leia mais
    blank

    O 007 não deveria ser bonitão? Com bom humor, Idris Elba comenta rumores de que ele seria o próximo James Bond

    O ator Idris Elba respondeu com bom humor às especulações de que ele substituirá Daniel Craig como o novo James Bond. No Twitter, o astro, indicado ao Globo de Ouro pela sua atuação em "Mandela - O caminho para a liberdade", postou uma selfie com a seguinte legenda: "O 007 não deveria ser bonitão? Que bom que vocês acham que eu tenho chance! Feliz ano novo, pessoal" (veja ao final da página). Os rumores de que Elba pode encarnar o icônico personagem existem há alguns anos, mas ganharam mais força nos últimos meses após documentos vazados da Sony Pictures terem revelado que altos executivos do estúdio de fato estão considerando o nome do ator para o papel. A possibilidade, porém, não entusiasmou algumas pessoas. Nas redes sociais, usuários publicaram mensagens preconceituosas, criticando a possível escolha de Elba por ele ser negro. Uma das reclamações que tiveram mais repercussão veio do ...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist