Teaser de nova série DEAR WHITE PEOPLE da Netflix expõe racismo e faz criticas ao blackface

‘Dear White People’ estreia na plataforma dia 28 de abril.

Por Amauri Terto, do  HuffPost Brasil

O teaser de Dear White People (Cara Gente Branca), nova série da Netflix, tem causado polêmica no YouTube. A produção é derivada do filme independente homônimo que estreou sob elogios no Festival Sundance de Cinema em 2014.

No vídeo, a personagem Samantha White, jovem negra e locutora de uma rádio no campus de sua faculdade, faz uma crítica ao blackface.

O contexto é o seguinte: ao microfone, ela enumera as fantasias de Halloween que são aceitas para pessoas brancas: “Pirata, enfermeira, qualquer um dos 43 presidentes americanos…”

Ao final, a jovem destaca a fantasia que está no topo da lista de inaceitáveis: “Eu”, diz. Em seguida, aparecem várias imagens de mulheres e homens brancos com o rosto pintados com tinta marrom imitando negros.

Assista a seguir:

Para quem não sabe, o blackface é uma técnica de maquiagem em artes cênicas que surgiu no século 16 e caiu em desuso na segunda metade do século 20 – com o crescimento dos movimentos dos direitos civis.

 Por meio dela, pessoas brancas pintavam a pele de tons escuros para imitar pessoas – sempre de forma caricata. A técnica não é mais usada justamente por ridicularizar a figura do negro e reforças estereótipos racistas.

O blackface caiu em desuso, mas infelizmente não foi completamente extinto.

No Brasil, por exemplo, o ator Paulo Gustavo fez uso da técnica no ano passado, e se desculpou publicamente após indignação de seguidores nas redes sociais.

A crítica apresentada no teaser de Dear White People poderia ter agradado muito gente, mas não é isso o que vem ocorrendo. Publicado no dia 8 de fevereiro, o vídeo soma mais de 2 milhões de visualizações, cerca de 20 mil avaliações positivas e mais de 200 mil negativações.

No campo de comentários é possível ver mensagens acusando a produção de ser racista com as pessoas brancas, outras ameaçando cancelar o serviço de streaming e também destinadas de forma preconceituosa às “queridas pessoas negras”.

Veja algumas reações:

Reprodução/Facebook

Dear White People terá 10 episódios. A trama de tom ácido gira em torno de um grupo de estudantes que enfrenta tensões raciais em uma universidade americana de elite ocupada predominantemente por alunos brancos.

A protagonista Samantha White é interpretada pela atriz Logan Browning. Diretor do filme que deu origem à série, Justin Simiende é o responsável pelo roteiro. Yvette Lee Bowser (Black-ish), Stephanie Allain e Julia Lebedev assinam a produção.

A estreia na Netflix está marcada para o dia 28 de abril.

*********

E se os negros fossem maioria em Hollywood…

MATRIX
BELEZA AMERICANA
PSICOSE
THELMA E LOUISE
FRIDA
PULP FICTION
O ILUMINADO
CHICAGO
MATRIX

**********

25 vezes que pessoas brancas atuaram como pessoas de outras etnias e ninguém deu a mínima…

+ sobre o tema

Mulheres pretas e pardas são as mais afetadas pela dengue no Brasil

Mulheres pretas e pardas são o grupo populacional com...

‘Me sinto decapitado’: por que cada vez mais homens têm o pênis amputado no Brasil?

Uma verruga no pênis fez João*, de 63 anos,...

Direito ao voto feminino no Brasil completa 92 anos

As mulheres são atualmente 52% do eleitorado brasileiro, segundo...

para lembrar

Ludmilla abre jogo sobre insegurança e relembra ataque: “Neguinha macaca”

Um dos nomes mais fortes da música brasileira atual,...

Prada retira produtos de circulação após acusações de racismo

A Prada tornou-se a mais recente marca a ser...

Professora trancava o banheiro porque “quem usava era uma negrada porca”

Uma professora que ensina jovens e adultos durante a...
spot_imgspot_img

Grupos antirracistas criticam ‘blackface’ em desfiles de Reis na Espanha

Ativistas espanhóis contra o racismo pediram o fim do uso da pintura "blackface" vista em muitas das tradicionais comemorações do Dia de Reis no...

Quanto custa a dignidade humana de vítimas em casos de racismo?

Quanto custa a dignidade de uma pessoa? E se essa pessoa for uma mulher jovem? E se for uma mulher idosa com 85 anos...

Unicamp abre grupo de trabalho para criar serviço de acolher e tratar sobre denúncias de racismo

A Unicamp abriu um grupo de trabalho que será responsável por criar um serviço para acolher e fazer tratativas institucionais sobre denúncias de racismo. A equipe...
-+=