Tag: blackface

    Jimmy Fallon fazendo blackface em esquete de 2000 (Foto: Reprodução)

    Jimmy Fallon pede desculpas por blackface em esquete antiga que viralizou na internet

    O apresentador Jimmy Fallon pediu desculpas por ter feito uso da prática racista de blackface em uma esquete para o programa 'Satyrday Night Live' em 2000. In 2000, while on SNL, I made a terrible decision to do an impersonation of Chris Rock while in blackface. There is no excuse for this. I am very sorry for making this unquestionably offensive decision and thank all of you for holding me accountable. — jimmy fallon (@jimmyfallon) May 26, 2020 "Em 2000, no 'SNL', eu tomei a terrível decisão de fazer uma imitação de Chris Rock usando blackface", destacou o apresentador no Twitter. "Não existem desculpas para isso. Sinto muito por ter tomado essa decisão inquestionavelmente ofensiva e agradeço a todos por me responsabilizarem". A esquete viralizou na internet nessa terça-feira, 26 de maio, e rapidamente alcançou o topo dos assuntos mais comentados no Twitter, com a hashtag #JimmyFallonIsOverParty, destacou a revista People. ...

    Leia mais
    blank

    Por que o ‘blackface’ é uma forma de racismo

    Maquiagem usada pelo primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, surgiu durante a escravidão nos Estados Unidos para ridicularizar negros Por André Duchiade, Do O Globo O primeiro-ministro do Canadá Justin Trudeau com maquiagem 'brownface' em uma festa em 2001 Foto: HO / AFP Em menos de 12 horas, vieram a público duas fotos e um vídeo do primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, com o rosto pintado de marrom e de preto, produzidos entre a sua adolescência, no começo da década de 1990, e 2001. O premier, que concorre à reeleição no mês que vem e construiu sua imagem pública como um político pró-diversidade, admitiu que as práticas, conhecidas pelas expressões em inglês "brownface" e "blackface", são racistas, e pediu “perdão”, afirmando que, “por vir de um lugar privilegiado”, tinha então “um ponto cego” sobre o próprio preconceito. O uso da maquiagem com a intenção de caricaturizar pessoas ...

    Leia mais
    Katy Parry e sapatos pretos com olhos e bocas vermelhas

    Katy Perry é acusada de racismo e tem linha de sapatos retirada do mercado

    Katy Perry teve sua coleção de sapatos retiradas do mercado após ser acusada de fazer blackface. no Bahia Notícias Picture- Getty:Twitter:@BloopJustSayin As sandálias e mocassins, projetados com um rosto com lábios vermelhos proeminentes, não estão mais à venda em varejistas como o Walmart. “Para ser respeitosa e sensível, a equipe está no processo de retirada dos sapatos”, explicou um porta-voz da empresa ao TMZ. Os desenhos são os mais recentes de uma série de itens polêmicos de roupas que usam a caricatura de lábios vermelhos e olhos azuis em um rosto negra. Logo depois foi a vez de Katy se pronunciar sobre o caso para o Page Six. Ela explicou a escolha do design. “The Rue and The Ora faziam parte de uma coleção que foi lançada no último verão em 9 cores diferentes (preto, azul, ouro, grafite, chumbo, nude, rosa, vermelho, prata) e concebida como ...

    Leia mais
    imagem:UOL

    Há meio século, Feiticeira usou blackface para condenar racismo e levou Emmy

    Técnica controversa do século 19 empregada por atores brancos para ridicularizar negros no teatro, a blackface ressurgiu em A Feiticeira (1964-1972) para condenar o racismo. Há 48 anos, a popular série escureceu a pele dos principais personagens para dar uma lição. Atualmente, uma nova versão da atração está em desenvolvimento e vai transformar a bruxa Samantha loira em negra, também com objetivos didáticos. por João da Paz no UOL imagem:UOL Na véspera do Natal de 1970, época na qual o blackface era combatido pelo blaxploitation (cinema feito por negros para negros), A Feiticeira exibiu o episódio Sisters at Heart, algo como Irmãs de Coração, uma história comovente, idealizada por alunos da periferia de Los Angeles. O capítulo chegou a receber uma honraria no Emmy do ano seguinte e é o preferido de Elizabeth Montgomery, a protagonista loira. A narrativa é simples. A herdeira de Samantha, Tabitha ...

    Leia mais
    blank

    Fox é acusada de ato racista após humorista imitar Roger com “blackface”

    Programa que mistura esporte e humor e tem como mote o slogan “a zoeira é livre”, o Jogo Sagrado, do Fox Sports, foi acusado de cometer um ato racista nesta noite de segunda-feira (21). noUOL Esporte UOL Esporte Contando com o humorista Rudy Landucci, conhecido por fazer imitações de jogadores e técnicos de futebol, o programa fez uma paródia de Roger Machado, técnico do Palmeiras. Porém, inúmeros internautas acusaram o programa de fazer a chamado “blackface”, prática considerada racista no teatro. O “blackface” se popularizou, principalmente, no século 19 e início do século 20. Na época, comediantes brancos se maquiavam de negros e faziam piadas racistas. O mais conhecido deles nos Estados Unidos foi o ator Thomas Rice, que criou o personagem Jim Crow, usado até hoje como exemplo de segregação racial. Aqui no Brasil, a prática também ocorreu nos anos 1920 com mais força. A prática é ...

    Leia mais
    blank

    Presidente, diretor e mais um funcionário são demitidos após fantasia blackface

    A multinacional de produção de softwares Salesforce demitiu três funcionários de sua filial brasileira após a festa de fim de ano da empresa ter causado polêmica depois que um deles se fantasiou de um meme de Whatsapp chamado “Negão do Whatsapp”. O presidente, o diretor comercial e um empregado da área de vendas foram dispensados. Do SRzd  Festa à fantasia da empresa Salesforce. Foto: Reprodução Tudo começou quando a área de recursos humanos resolveu promover um concurso de melhor fantasia na festa, com premiação em dinheiro para os três primeiros colocados, com votação entre os funcionários presentes na confraternização. Vestido de camisa azul, uma toalha no ombro, chapéu rosa e uma prótese para imitar o pênis do personagem, o “Negão do Whatsapp” ficou em quarto lugar. Em uma foto feita no dia da festa, o funcionário aparece fantasiado ao lado do diretor comercial e outras pessoas. A imagem foi parar na ...

    Leia mais
    blank

    Ufac abre processo administrativo contra professor que se fantasiou de ‘negão do WhatsApp’

    Instituição vai ouvir professor, que foi acusado de racismo. Conselho foi montado para apurar o caso. Por Tácita Muniz, do G1 Professor fez aula da saudade fantasiado de 'negão do Whatsapp' na terça-feira (12) e foi acusado de racismo (Foto: Reprodução redes sociais) A Universidade Federal do Acre (Ufac) informou que um processo administrativo foi instaurado para apurar a conduta do professor de medicina Giovanni Casseb. Conhecido por sempre incorporar personagens em suas aulas, ele causou polêmica ao se fantasiar do meme ‘negão do Whatsapp’ durante uma aula da saudade – um encontro com os alunos antes da formatura – na última terça-feira (12). O G1 chegou a falar com o professor, mas ele informou que não falaria sobre o assunto. Ele foi acusado de racismo pelos internautas. De acordo com a Ufac, o processo foi aberto ainda no dia 15 e ressalta que não é uma ação condenatória, mas de apuração. A medida ...

    Leia mais
    blank

    Uma festa que faz blackface coletivo na Espanha quer se tornar Patrimônio Cultural da Humanidade

    Um "blackface" coletivo *no município de Alcoy, em Valência (Espanha), pode ser considerado um patrimônio cultural imaterial? Por Antoinette Torres Soler enviado para o Portal Geledés  Afrofeminas.com photo O Natal em Alcoy, tem como destaque na sua programação os chamados "patges" ou "negrets" em Valenciano. Se trata de um "blackface" coletivo que insulta toda a nossa comunidade. Esses personagens, evidentemente anônimos, se dedicam a distribuir presentes. Batem de porta em porta e até entram em algumas casas. Até aqui tudo perfeito... Mas... Porque pintar a cara de preto? Esse negócio de "tradição" é um assunto delicado, mas não podemos nos esconder atrás de um ato anacrônico que ofende a um setor da população. Nos surpreende que uma prefeitura dita progressista não tenha visto nada inoportuno na foto do cartaz. Nos surpreende tal miopia. Entendemos o silêncio. Não há muito o que dizer sobre o fato. Isso ofende. E ofende muito. Ofende ...

    Leia mais
    blank

    A “blackface” no Faustão anuncia o tombo do Brasil rumo ao século 19. Por Sacramento

    O Domingão do Faustão, programa do qual não dá para esperar nada de bom, exibiu uma apresentação do humorista Nelson Freitas fantasiado de James Brown, durante o quadro “Show dos Famosos”. por Sacramento no DCM Reprodução Para ficar mais parecido com o Rei do Soul, Freitas apareceu com a cútis maquiada de marrom, artifício conhecido como “blackface”. Surgido nos Estados Unidos na época da segregação racial, foi uma forma de ridicularizar os negros em espetáculos de humor. Hoje em dia a “blackface” é considerada manifestação racista, seja aqui ou no outro lado da linha do Equador. Para completar a patacoada, Cláudia Raia, uma das participantes do quadro, falou que gostaria de ser “negona”. “Eu vim só com a bunda de negona, com o resto não vim. Eu queria ser ‘nega’, eu amo a música soul, a black music”, disse. O resultado dessa salada de mal gosto foi óbvio: as redes ...

    Leia mais
    blank

    Do estereótipo do “bem dotado” à marginalização, o Brasil do país do escárnio e da violência

    Pau grande, mas subjugado: vai ter preto humilhado sim por Djamila Ribeiro no Carta Capital Escrevi diversas vezes sobre o modo pelo qual a população negra é desumanizada. Desde representações que a colocam como inferior, violenta e objetificada até a violência que extermina um jovem negro a cada 23 minutos. Julgo importante discutir representação, pois a imposição dessas imagens justifica inclusive a morte. Não à toa homens negros são os principais suspeitos e alvos da polícia. Debater racismo é mais amplo do que se pode imaginar, pois as violências se dão das mais variadas formas. Vamos analisar casos recentes. A produtora Padrão Carvalheira, do Recife, realiza um concurso de fantasias todos os anos. A “fantasia” vencedora foi a de homens brancos fazendo blackface e com pênis enormes, personificando o estereótipo racista de que homens negros são "bem dotados", ou melhor, reduzindo seres humanos a seus órgãos genitais. Além de ser ofensivo por ser blackface, desumaniza o homem ...

    Leia mais
    blank

    Teaser de nova série DEAR WHITE PEOPLE da Netflix expõe racismo e faz criticas ao blackface

    'Dear White People' estreia na plataforma dia 28 de abril. Por Amauri Terto, do  HuffPost Brasil O teaser de Dear White People (Cara Gente Branca), nova série da Netflix, tem causado polêmica no YouTube. A produção é derivada do filme independente homônimo que estreou sob elogios no Festival Sundance de Cinema em 2014. No vídeo, a personagem Samantha White, jovem negra e locutora de uma rádio no campus de sua faculdade, faz uma crítica ao blackface. O contexto é o seguinte: ao microfone, ela enumera as fantasias de Halloween que são aceitas para pessoas brancas: "Pirata, enfermeira, qualquer um dos 43 presidentes americanos..." Ao final, a jovem destaca a fantasia que está no topo da lista de inaceitáveis: "Eu", diz. Em seguida, aparecem várias imagens de mulheres e homens brancos com o rosto pintados com tinta marrom imitando negros. Assista a seguir: Para quem não sabe, o blackface é uma técnica ...

    Leia mais
    blank

    Blackface não é homenagem: Espetáculo “Trem de Minas” tem ator branco caracterizado de personagem negra de forma estereotipada

    No espetáculo “Trem de Minas”, ator faz uso de blackface para representar babá negra Blackface, técnica de caracterização de atores brancos como personagens negros a partir do uso de tinta preta na pele e uso de outros elementos estereotipados, é uma ferramenta racista que se iniciou no século XIX, nos Estados Unidos, em populares shows de menestréis que ridicularizavam os sujeitos negros. por Joyce Athiê no O Tempo Foto: Reprodução O Tempo Com o uso da mesma ferramenta, a peça “Trem de Minas” gerou polêmica, antes mesmo de sua estreia na Campanha de Popularização do Teatro e da Dança, prevista para ontem à noite, quando o jornalista mineiro Miguel Arcanjo Prado chamou atenção para a técnica em seu blog, o que repercutiu nas redes sociais. “Trem de Minas” é uma comédia dos atores e irmãos gêmeos Leosino e Leonildo Miranda Araújo, ou Leo e Leo, como ...

    Leia mais
    blank

    “Mais Você” da a receita: Quando tudo estiver muito ruim, faça um blackface para ser comentado

    O quadro “Jogo de Panelas” já estreou no centro de uma polêmica, na manhã desta segunda-feira (12), no "Mais Você", da TV Globo. Isso porque um dos integrantes do reality culinário resolveu pintar o rosto de preto e gerou uma série de críticas ao programa. por Janifer Vargas no MSN Reprodução/Rede Globo Tudo aconteceu quando o primeiro anfitrião da disputa, o barbeiro William, preparou um jantar com o tema de “Sexo Oposto” e se fantasiou de “Nega Maluca”, com direito a vestido rosa, peruca Black Power e tinta pelo corpo. A prática, conhecida como ‘blackface’, é considerada um ato racista, por banalizar a cor da pele dos negros e todo o histórico de lutas contra o preconceito. Não demorou muito para internautas demonstrarem insatisfação com a sequência. “E o ‘blackface’ no ‘Mais Você’, hein, amadas? Quando vocês vão aprender que fantasia de ‘Nega Maluca’ é deveras desrespeitoso e racista? Só ...

    Leia mais
    blank

    Por qué un negro no puede interpretar a alguien de su misma raza en el cine peruano?

    Negados, olvidados o injustamente postergados, usted escoja. El asunto es que a lo largo de nuestro paso por estas tierras los descendientes de africanos hemos, y seguimos siendo, mal vistos ante los ojos de lo “correcto”. Desde los bailes de nuestros primeros ancestros hasta nuestros logros más allá de lo culinario y lo deportivo (cosas que “ naturalmente nos sale bien”), la censura nos ha perseguido cual Ketín Vidal al ‘Cachetón’ a inicios de los 90 (con el mismo resultado positivo para el captor lamentablemente) y la situación amenaza con seguir al menos hasta que Perú llegue a zona de repechaje para Qatar. Do El Panfleto Cuando llegaron a suelo peruano los esclavos traídos del Golfo de Guinea y zonas aledañas, vieron cómo su vida pasaba a depender de aquellos que decían ser superiores y los tildaban de “ignorantes” mientras le echaban la culpa de los temblores a los “idólatras”. ...

    Leia mais
    blank

    Significado de Blackface

    O que é Blackface: Do Significados Blackface é o nome dado para acaracterização de personagens do teatro com estereótipos racistas atribuídos aos negros. Na tradução literal do inglês, blackfacesignifica “rosto negro”, em português. Os blackfaces surgiram no começo do século XIX nos Estados Unidos, como uma das atrações dos Minstrel Shows (shows de menestréis ou jograis), que eram bastante populares naquela época. Os atores brancos utilizavam carvão de cortiça e outras tintas para pintar os seus rostos de preto, com exceção dos olhos e lábios (estes eram realçados com uma coloração vermelha intensa). A intenção era representar personagens afro-americanos, satirizando e ridicularizando de modo extravagante os negros que, normalmente, eram apresentados com personalidades pejorativas (como ignorantes, bêbados, vadios e etc). As apresentações tinham como público-alvo ex-escravistas e pessoas majoritariamente brancas. Além de ajudar a potencializar os estereótipos racistas contra os negros, o blackface também impedia a abertura de espaço para ...

    Leia mais
    blank

    Paulo Gustavo decide refazer personagem após ser acusado de racismo: ‘Peço desculpas’

    Paulo Gustavo usou o Facebook na tarde deste sábado para se desculpar com seus seguidores após ser acusado de racismo e de praticar black face — uma prática do teatro americano, no século 19, que satirizava e ridicularizava de modo extravagante os negros. Na última semana, o humorista foi alvo da acusação por interpretar a personagem Ivonete, uma mulher negra e caricata. Neste fim de semana, o artista anunciou mudanças no papel. no Extra “Nesses últimos dias li, ouvi, pensei e entendi que há uma longa discussão sobre o uso de "blackface" muito anterior e muito maior do que eu, minha carreira, minha personagem e o 220 volts, por isso decidi refazer a Ivonete sem que ela pareça uma caricatura risível da mulher negra. Ela não é. Ivonete é esperta, crítica, consciente e questionadora. É uma brasileira que passa por todas as dificuldades absurdas que todos passamos como a falta transporte eficiente, sistema de ...

    Leia mais
    blank

    Não é cansativo? Paulo Gustavo faz ‘blackface’ e causa polêmica na internet

    No último domingo, dia 12, o ator Paulo Gustavo publicou uma foto no Facebook no qual interpreta a personagem Ivonete, uma mulher pobre e negra. no Catraca Livre Para interpretá-la, o ator recorre ao uso do "blackface", uma técnica de maquiagem em que pessoas brancas pintam-se de negras para imitá-las de forma caricata. A prática é considerada ofensiva por discriminar e reforçar estereótipos racistas. De acordo com a pesquisadora feminista Djamila Ribeiro, o blackface “serve tanto como estereótipo racista quanto como forma de exclusão, porque se no primeiro caso ridiculariza, no segundo nega papéis a artistas negros”. Na rede social, usuários criticaram a publicação. "Não sei qual é a graça de se pintar de preto. Quer um personagem negro? Contrate um e pare de nos usar como fantasia", escreveu uma internauta. “Sou negra e não preciso de um branco se pintando de negra para me representar”, comentou outra. leia também: Paulo Gustavo decide refazer personagem após ser acusado ...

    Leia mais
    blank

    Snap cria filtro Bob Marley e é acusado de racismo

    Os filtros do Snapchat estão na moda, mas nem sempre geram consenso. Neste 20 de Abri, dia da Liamba, a app adoptou um filtro em homenagem a Bob Marley e quem o utilizasse passaria a ter pele negra, rasta e o icónico chapéu do cantor. no Bantumen A revolta surgiu de alguns utilizadores que acusam a rede social de racismo. O fundamento é a blackface,caracterização caricatural adoptada por brancos para interpretarem personagens de negros nos primórdios do cinema. Mas não foi a única polémica a envolver a nova opção do Snap, Há quem reclame que a brincadeira faz apologia à liamba, enquanto outros fãs também reclamam que o filtro reduz Bob Marley a um estereótipo relacionado ao uso da droga. Selecionamos um Bob Marley que nos dá orgulho e sem estereótipo. Confira! Redemption Song Old pirates, yes, they rob I Sold I to the merchant ...

    Leia mais
    blank

    10 Vezes que Atores Brancos Interpretaram Personagens de Outras Etnias (nos últimos dez anos)

    Os primos do blackface: whitewashing, estereotipização e apropriação cultural. Por Lara Vascouto Do No de Oito   Por volta de 1830, um artista branco resolveu pintar o rosto de preto e os lábios de vermelho de forma caricata, com o objetivo de humilhar e esculhambar a população negra e arrancar risadas da aristocracia branca escravista norte-americana. Iniciou-se aí a prática do blackface, que, mais tarde, se tornaria corrente no cinema e na televisão. Lawrence Olivier no papel de Otelo. Com as conquistas dos movimentos de direitos civis, no entanto, tal prática profundamente ofensiva foi aos poucos sendo deixada de lado, sendo que hoje em dia fazer uso dela é o mesmo que andar por aí com uma etiqueta gigante escrito RACISTA colada no peito. De acordo com a filósofa Djamila Ribeiro, o blackface “serve tanto como estereótipo racista quanto como forma de exclusão, porque se no primeiro caso ridiculariza, no segundo nega ...

    Leia mais
    blank

    O desabafo da jovem negra que se fantasiou de “paneleira” no Carnaval

    “A graça que vemos na Lolo não está apenas na cor, mas porque, na realidade, longe dos dias de confete e serpentina onde os papéis se invertem, Lolos nos oprimem com seu dinheiro, suas opiniões e sua indignação seletiva. Mas, neste Carnaval, pudemos rir dela e algo mudou”, diz a blogueira sobre a personagem que criou Existe whiteface? Por Luanna Teofillo*, da Revista Fórum  Quem é Lolo? “Teatro é uma arma. Uma arma muito eficiente.” Augusto Boal Heloísa Clarice Figueiroa dos Santos, paulistana da gema e, apesar dos pais não serem casados no papel (o avô de Lolo era militar e a mãe recebe a pensão destinada a filhas solteiras de militares), representa a família tradicional brasileira e é um personagem cômico. Entre leituras de Brecht e Augusto Boal e seu Teatro do Oprimido, surgiu a ideia de Lolo – a Paneleira, sátira criada para o Carnaval de 2016. Os detalhes da sua caracterização ...

    Leia mais
    Página 1 de 3 1 2 3

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist