Teatro do Sesc recebe a 14ª Semana Martin Luther King

Teatro do Sesc Vila Mariana recebe a 14ª Semana Martin Luther King, com entrada franca, no dia 4 de abril, terça-feira

Enviado para o Portal Geledés

 “A desumanidade não é perpetrada unicamente pelos atos rancorosos dos maus. Também o é pela inação prejudicial dos bons.”

A Associação Palas Athena realiza junto ao Sesc, com a cooperação da UNESCO e do Consulado Geral dos Estados Unidos da América em São Paulo, a 14ª Semana Martin Luther King no dia 4 de abril às 19h no Sesc Vila Mariana.

Sobre o tema Violência Não Abre Caminhos, convida o público a refletir e celebrar o legado do líder pacifista. A abertura será com Jenna Paisley, vice-cônsul dos Estados Unidos. A mesa temática trará Carlos Machado, escritor, professor e mestre em História Social – USP e Cláudia Adão, assistente social e mestranda do Programa de Mudança Social e Participação Política – USP, que vão partilharão suas pesquisas, vivências e inspirações sobre o tema. A abertura artística terá a cantora Andreia Bal acompanhada do músico Rick Udler. O encerramento será feito pelo grupo Denna e as Mandigas.

Semana Martin Luther King acontece todos os anos no mês de abril desde 2004, com o objetivo de disseminar o legado da experiência do líder pacifista, revelando sua continuidade e atualidade. Em 4 de abril de 2017 serão completados 49 anos da morte de Martin Luther King.

14ª Semana Martin Luther King
Data: terça-feira, 4 de abril de 2016

Horário: 19 horas

Entrada Franca

Local: Sesc Vila Mariana

Endereço: Rua Pelotas, 141 – Vila Mariana, São Paulo (SP)

Mais informações: (11) 3050-6188 | 3266-6188

Retirada de ingressos nas bilheterias do Sesc no dia do evento a partir das 14h.

Limite de 2 ingressos por pessoa.

Sobre os convidados:

Jenna Paisley

Atualmente trabalha como Vice-Cônsul no Consulado Geral dos Estados Unidos em São Paulo.  Nascida no estado do Colorado, estudou literatura latinoamericana e tradução na Universidade de Chicago e na Universidade do Colorado. Antes de entrar para o Departamento de Estado, lecionou na Pontifícia Universidad Católica Madre y Maestra em Santo Domingo, na República Dominicana.  Já morou em comunidades no Rio de Janeiro e em Salvador, e se orgulha em ter aprendido português com os moradores do Morro Santa Marta e Vila Brandão.

Carlos Machado

Possui graduação (2003) e licenciatura (2004) e mestrado em História Social (2009) pela Universidade de São Paulo.  É alumni da International Fellowships Program – IFP (Ford Foundation – USA).  Atua na área de ensino desde 1999. É escritor de artigos e livros de divulgação científica. Foi palestrante na Fundação Roberto Marinho (Projeto A Cor da Cultura), Fundação Cultural Palmares (Ministério da Cultura), IFPA, IFBA, UFSCar, professor em cursos de extensão universitária e atualmente é professor da SME-PMSP.

Claudia Rosalina Adão 
É assistente social do Centro Social Marista Ir. Justino, especialista em gestão de projetos sociais, mestranda do Programa de Mudança Social e Participação Política da EACH-USP. Faz parte da rede Quilombação de ativistas antirracistas.

Andreia Balbino

Bacharel em Música pela USP, iniciou seus estudos musicais em Minas Gerais apresentando-se em eventos de música popular brasileira ao lado de grandes músicos mineiros. Em 2006, recebeu o prêmio de intérprete revelação regional do Festival da Canção de Boa Esperança. Participou de masterclasses ministradas por grandes nomes do cenário musical nacional e internacional e integrou o Coro Luther King (SP) entre 2011 e 2016, participando de concertos no Brasil, Paraguai e Itália. Em 2012, ao lado do pianista Felipe Balieiro, apresentou-se na Sala São Paulo.

Rick Udler

Violonista que viveu por longos períodos nos Estados Unidos e no Brasil, é fruto de diferentes culturas: nasceu no Chile, filho de argentinos de ascendência europeia. Sua atuação como compositor inclui parcerias com Paulo César Pinheiro, um dos letristas mais admirados do Brasil. Seu álbum Rhythm & Romance, em duo com a cantora Maria Alvim, foi premiado nos Estados Unidos e o álbum Papaya recebeu elogios da crítica brasileira e internacional. Rick tem se apresentado e ministrado workshops sobre violão brasileiro no Brasil, Chile e Estados Unidos.

Denna Souza é múltipla, mulher, negra, psicóloga, trançadeira, arte-educadora e cantora, sua arte nasce no Hip Hop e na maturação encontra com a ginga da capoeira e revigora sua arte. Seu novo projeto mescla a mandinga capoeirista com o soulrapjazz.  Desenha na voz potente e vibrante o convite aos musicistas mandingueiros: Mestre Zelão, Dukid, Tomás Bastos,  Jonatha e Pedro Droca para compor com o berimbau, a percussão capoeirista como atabaque, agogô, pandeiro temperados com guitar e bateria na marcação

+ sobre o tema

Quilombos de São Paulo recebem profissionais do Programa Mais Médicos

  Recepção aos médicos acontece nesta quinta, dia...

Ações culturais marcam comemoração do Dia da Consciência Negra

Atrações gratuitas incluem cinema, show e exposição. por André Roedel   A...

Willow Smith pode protagonizar musical

A carreira de Willow Smith pode estar prestes a...

Ramires elimina o Barça ‘para nossa alegria’

Herói da classificação sobre o Barcelona vira sensação na...

para lembrar

spot_imgspot_img

 Interprete da trilha sonora da novela Renascer, Xenia França participa do disco de José James

Vencedora do Grammy Latino de 2023 com seu disco "Em nome da Estrela" e intérprete da canção “Lua Soberana”, trilha sonora da novela Renascer...

‘Bad Boys 5’ já está sendo discutido, afirma produtor

‘Bad Boys: Até o Fim‘ estreou há apenas uma semana, mas um 5ª filme para a franquia estrelada por Will Smith e Martin Lawrence já está sendo discutido. A...

Sambista ligada ao rap, Leci Brandão rebate críticas de Ed Motta: ‘Elitista’

Leci Brandão, 79, rebateu com estilo as recentes declarações de Ed Motta, que chamou de "burros" os fãs de hip hop, "sem exceção". Sem citar...
-+=