quarta-feira, setembro 16, 2020

    Tag: Martin Luther King

    Manifestante com uma imagem de Martin Luther King durante uma reedição da marcha que, há 57 anos, resultou no histórico discurso "Eu tenho um sonho" (Foto: Roberto Schmid/ AFP)

    Marcha em Washington relembra momento histórico de Martin Luther King em 1963

    "Viajei mais de 800 quilômetros desde Ohio para ter certeza de que estaríamos em número suficiente. Se tivesse pouca gente, não teria nenhum efeito. Aparecemos para que todos entendam que as nossas vidas negras importam." Aos 30 anos, Jeff Wynn era uma das milhares de pessoas que se reuniram nesta sexta-feira (28) em Washington para pedir igualdade racial e reforma do sistema de justiça nos EUA. O evento era uma reedição da marcha que, há 57 anos, resultou no histórico discurso "Eu tenho um sonho”, do ativista de direitos civis Martin Luther King. Os protestos antirracismo e contra a violência da polícia tomaram os EUA no fim de maio, após o assassinato de George Floyd —um homem negro que foi asfixiado por um policial branco em Minnesota, depois que o agente ajoelhou sobre seu pescoço por quase nove minutos. Os atos arrefeceram no mês passado, mas ganharam novos e graves ...

    Leia mais
    Milhares de pessoas são aguardadas em Washington nesta sexta-feira (28) para uma manifestação antirracismo e para celebrar o aniversário do lendário discurso do líder Martin Luther King, “I have a dream”, de 1963. AFP/Archives

    “I have a dream”: manifestação antirracista em Washington lembra discurso de Martin Luther King

    Depois de Kenosha e do mundo do esporte, a revolta antirracista deve tomar conta de Washington. A agressão policial contra Jacob Blake, no último domingo (23), reacendeu os protestos nos Estados Unidos. Milhares de pessoas são esperadas nesta sexta-feira (28) em Washington para uma manifestação pelo aniversário do icônico discurso de Martin Luther King, “I have a dream” (Eu tenho um sonho), de 1963. Em seu discurso histórico e frequentemente evocado, King imaginou uma época em que seus filhos “viveriam em uma nação onde não seriam julgados pela cor de sua pele, mas pelo conteúdo de seu caráter”. Seu 57º aniversário ocorre meio à agitação racial e protestos em todo o país. Intitulado "Tire o Joelho do Pescoço", o movimento desta sexta-feira faz referência a George Floyd, um outro americano negro sufocado por um policial branco em 25 de maio, em Minneapolis. Derek Chauvin manteve seu joelho contra o pescoço da vítima por quase ...

    Leia mais
    Stephen F. Somerstein/Getty Images

    Morte brutal de Martin Luther King até hoje não foi esclarecida

    Este 04 de Abril marca a história com um dos mais trágicos acontecimentos. Foi nesse dia, em 1968, há 52 anos, que o extraordinário líder das lutas pelos direitos civis nos EUA e pelo combate implacável contra a discriminação racial, Martin Luther King, foi em Menphis, quando participava de uma de suas históricas manifestações em favor da paz e da igualdade. O mundo perdia, assim, de forma brutal e convarde o pastor americano que fez da palavra sua arma contra o racismo e emocionou o mundo com seus discursos e com sua luta. Antes de ser morto, Martin Luther King sofre dois outros atentados. Num deles, passou por uma ciriurgia de 3 horas para remover uma faca de seu peito. Luther King foi morto pelo atirador de elite James Earl Ray. Luther King foi um dos maiores nomes da história da luta contra a discriminação racial nos Estados Unidos e ...

    Leia mais
    blank

    ENEM: Martin Luther King e o movimento pelo fim da segregação racial

    Em 2019, Martin Luther King teria completado 90 anos. Você sabe quem ele foi e o que representou na História dos EUA e do mundo? Para se ter uma ideia da importância do pastor e ativista, ele é o único cidadão nascido nos Estados Unidos no século XX a ter um feriado nacional em sua homenagem, o Dia de Martin Luther King Jr, celebrado em janeiro. Há exatos 55 anos, o Dr. King recebeu o Prêmio Nobel da Paz. Do O Globo Martin Luther King discursa sobre os direitos civis Foto: Julian Wasser / Time & Life Pictures/Getty Images Graças à luta dele e de outros ativistas, a população afro-americana conquistou livre acesso a lugares públicos como parques, lanchonetes e bibliotecas. Segundo o professor de História Flávio Ribeiro, coordenador da disciplina no Centro Educacional da Lagoa, há um forte paralelismo entre King e Mandela. — Ambos ...

    Leia mais
    (Foto: Stephen F. Somerstein/Getty Images)

    Hoje não se negoceia em Wall Street: é dia de Martin Luther King Jr.

    Desde 1986 que se realiza, nos Estados Unidos, na terceira segunda-feira de janeiro, o dia de Martin Luther King Jr., um feriado federal. A bolsa de Nova Iorque estará encerrada, assim como a maior parte das escolas, grandes empresas e departamentos considerados como não essenciais. Por se tratar de um feriado relativamente recente, ainda não existe uma tradição festiva para assinalar o dia que presta homenagem à vida e aos feitos do mais famoso proponente do fim da segregação racial em sólo norte-americano. Mas a história deste feriado tem quase tantos anos quantos aqueles que passaram desde o assassinato de Martin Luther King Jr., em 1968, no Lorraine Motel, em Memphis, no estado do Tennessee. Pouco depois de morrer, às 19h05 do dia 4 de abril, foi lançada uma campanha para tornar o seu dia de aniversário, 15 de janeiro, num dia feriado. As uniões sindicais lideram o processo. O Congresso norte-americano, que ...

    Leia mais
    Foto: Marta Azevedo

    Atenta aos sinais por Flávia Oliveira

    Vibro com datas que trazem reflexões sobre temas, pessoas, História. Pois 2018 guarda uma profusão de efemérides por Flávia Oliveira no O Globo Foto Marta Azevedo Dos pequenos segredos que já revelei nos escritos deste espaço, está a fixação por sinais. Por hábito, temperamento ou religiosidade, costumo reparar em cenas, pessoas, palavras, números – e buscar significado. Também gosto de datas comemorativas. Favor não confundir com o calendário comercial, assentado no retorno financeiro. Vibro com datas que são norte e provocam discussões sobre temas, personalidades, fatos históricos. Pois calhou de 2018 guardar uma profusão de efemérides. Sinal de quê? Ainda ontem, sul-africanos caminharam em celebração ao centenário de nascimento de Rolihlahla Mandela, eternizado como Nelson, o prenome de origem inglesa que lhe foi imposto por um sistema educacional inimigo da identidade africana. Planeta afora, o líder antiapartheid, preso por 27 anos, primeiro presidente não branco da ...

    Leia mais
    blank

    Martin Luther King: 50 anos e Geledés – Instituto da Mulher Negra: 30 anos: Exemplos de coragem, inteligência e generosidade na luta contra o racismo

    Martin Luther King, ativista norte-americano, lutou corajosamente contra a discriminação racial e tornou-se um dos mais importantes líderes dos movimentos pelos direitos civis dos negros nos Estados Unidos, tendo recebido o Prêmio Nobel da Paz em 1964. Quatro anos depois, no dia 04 de abril de 1968, foi assassinado em Memphis, Tennessee, Estados Unidos. Seus ideais e seus sonhos, no entanto, permanecem cada vez mais vivos e inspiram todos aqueles que acreditam e lutam para que prevaleça a justiça e a igualdade de direitos e oportunidades entre todos os seres humanos. Vinte e quatro anos depois, no dia 30 de abril de 1988, foi fundado em São Paulo o Geledès – Instituto da Mulher Negra. “Trata-se de uma organização da sociedade civil que se posiciona em defesa de mulheres e negros por entender que esses dois segmentos sociais padecem de desvantagens e discriminações no acesso às oportunidades sociais em função do racismo ...

    Leia mais
    Emiliano Capozoli

    Leci Brandão homenageia Maya Angelou e Martin Luther King

    Foto: Geledés A deputada estadual Leci Brandão (PCdoB-SP) registrou, da tribuna da Assembleia Legislativa, o aniversário de 90 anos da poetisa e escritora Maya Angelou e os 50 anos de morte de Martin Luther King. Leci falou sobre a inspiração que estas duas personalidades legaram para a humanidade por lutarem por justiça e liberdade. A parlamentar associou a mensagem de esperança deixada por Maya e Martin com a situação atual do país e finalizou citando o poema de Angelou Ainda Assim Eu Me Levanto. Do Vermelho 

    Leia mais
    Martin Luther King (Foto: Willian H. Aden/ Evening Standard/ Getty Images)

    MARTIN LUTHER KING: Cinquenta anos após morte, semente permanece viva

    Em 28 de agosto de 1963, durante a Marcha sobre Washington, o ativista dos direitos humanos Martin Luther King, nos degraus do Lincoln Memorial, disse que tinha um sonho: que seus quatro filhos pudessem um dia viver numa nação onde não fossem julgados pelo cor da pele, mas sim pelo seu caráter. O discurso, considerado um dos mais belos libelos contra o racismo da história, contagiou os mais de 250 mil presentes no ato, que chegaram de todo o país para pedir liberdade e o fim da segregação racial nos Estados Unidos. A luta dos negros ganhava volume, forçando o governo federal a aprovar, em 1964, a Lei dos Direitos Civis, que colocou fim às normas que legalizavam a segregação racial em diversos estados americanos (durante muito tempo, negros e brancos estudavam em instituições diferentes, assim como havia separação no transporte e outros serviços públicos). No ano seguinte, o presidente ...

    Leia mais
    Martin Luther King. (Foto: AFP/Arquivos)

    Recorde as frases mais famosas de Martin Luther King

    Martin Luther King foi assassinado em 4 de abril de 1968, há 50 anos, alvo de um disparo quando se encontrava no balcão do quarto de um hotel em Memphis, Tennessee. Confira, abaixo, alguns trechos dos discursos mais memoráveis do líder dos direitos civis dos Estados Unidos conhecido por sua grande retórica: "Eu tenho um sonho: que meus quatro filhos um dia viverão em uma nação onde não serão julgados pela cor de sua pele, e sim por seu caráter". 23 de agosto de 1968, na Marcha de Washington pelo Trabalho e pela Liberdade "Eu me oponho à Guerra do Vietnã, porque amo os Estados Unidos. Eu me pronuncio contra esta guerra, não com revolta, e sim com angústia e tristeza em meu coração, e principalmente com um desejo apaixonado de ver nosso querido país continuar sendo o exemplo moral do mundo. Falo contra esta guerra, porque estou decepcionado com ...

    Leia mais
    (Foto: © Reuters)

    54 anos depois, mais de mil líderes religiosos desfilaram em Washington na Marcha de Martin Luther King

    Em 28 de agosto de 1963, Martin Luther King proferiu o famoso discurso "I have a dream" ("Eu tenho um sonho"), perante cerca de 250 mil pessoas. Durante o desfile de segunda-feira, os participantes recordaram, junto ao imponente monumento a Luther King, que a justiça pela qual lutou este reverendo está longe de se ter concretizado e alertaram para a gravidade do momento atual. "Por que estamos aqui? Estamos aqui para que o país saiba que não toleramos o racismo. Estamos aqui para que o país saiba que não toleramos o fanatismo", disse um dos oradores, sob fortes aplausos. Com este mote, religiosos de todos os EUA e várias confissões uniram-se na "Marcha dos Mil Ministros pela Justiça", promovida pela organização não-governamental de direitos civis National Action Network (Rede de Ação Nacional). O seu presidente, o influente reverendo Al Sharpton, tinha dito antes da marcha que a violência racista, em ...

    Leia mais
    Dr. Martin Luther King Jr. (Foto: Stephen F. Somerstein/Getty Images)

    “Defrontamo-nos com a feroz urgência do agora” – Luther King é bom para a Humanidade

    Na última terça-feira, 4 de abril, celebrou-se e problematizou-se o 50º aniversário do discurso Beyond Vietnam: a time to break silence , que o reverendo Martin Luther King Jr. proferiu na Riverside Church, próxima ao coração do Harlem, em Nova York, em 1967. Menos lembrado que o I have a dream, proferido durante a Marcha de Washington de 1963, esse discurso, escrito em parceria com o historiador Dr. Vincent Harding, marca o momento em que Luther King se posiciona enfaticamente contra a guerra e se afasta de uma fidelidade nacionalista ingênua. Ainda que marcando um distanciamento do comunismo, Luther King acusava a guerra de ser “inimiga dos pobres” e defendia uma ação revolucionária pautada na solidariedade entre os povos, suas agendas de luta e o respeito pela Humanidade numa escala global. Conectava, portanto, a luta pelos direitos civis dos negros estadunidenses com ...

    Leia mais
    blank

    Teatro do Sesc recebe a 14ª Semana Martin Luther King

    Teatro do Sesc Vila Mariana recebe a 14ª Semana Martin Luther King, com entrada franca, no dia 4 de abril, terça-feira Enviado para o Portal Geledés  “A desumanidade não é perpetrada unicamente pelos atos rancorosos dos maus. Também o é pela inação prejudicial dos bons.” A Associação Palas Athena realiza junto ao Sesc, com a cooperação da UNESCO e do Consulado Geral dos Estados Unidos da América em São Paulo, a 14ª Semana Martin Luther King no dia 4 de abril às 19h no Sesc Vila Mariana. Sobre o tema Violência Não Abre Caminhos, convida o público a refletir e celebrar o legado do líder pacifista. A abertura será com Jenna Paisley, vice-cônsul dos Estados Unidos. A mesa temática trará Carlos Machado, escritor, professor e mestre em História Social - USP e Cláudia Adão, assistente social e mestranda do Programa de Mudança Social e Participação Política - USP, que vão partilharão suas pesquisas, vivências e inspirações sobre o tema. A abertura ...

    Leia mais
    Foto: Juliana Hilal

    Estudantes da escola pública vão de graça a peça com Lázaro Ramos

    A ação integra as atividades do Novembro Negro na Bahia Do Tribuna da Bahia O Teatro Castro Alves (TCA), em Salvador, recebe às 17h de sábado (29/10) 1.450 estudantes da rede pública estadual, atendidos por bases comunitárias de segurança e integrantes de movimentos sociais, que assistirão gratuitamente à peça ‘O Topo da Montanha’. “Eu espero que o teatro os encante”, diz o ator baiano Lázaro Ramos. Ele contracena com a atriz Taís Araújo a montagem sobre parte da história de Martin Luther King, homem símbolo da luta pelos direitos civis dos negros americanos. A ação, que integra as atividades do Novembro Negro na Bahia, mês emblemático no calendário da luta racial no Brasil, tem o intuito de inspirar e promover a identificação do público jovem baiano com a história do homem que foi transformado em mito, mas que era uma pessoa como todas as outras, com grandes sonhos e incansável ...

    Leia mais
    Foto: Juliana Hilal

    Lázaro Ramos e Taís Araújo levam a BH peça inspirada no último dia vivido por Martin Luther King

    Quando comprou a ideia de fazer o espetáculo “O Topo da Montanha”, Taís Araújo não imaginava que a história, uma ficção baseada no último dia vivido por Martin Luther King, faria tanto sentido ao Brasil de hoje. “O que é lamentável, já que estamos falando dos Estados Unidos de 1968”, justifica. no Hoje em Dia Além de integrar o elenco, ela assina a produção ao lado do marido, o ator Lázaro Ramos, também diretor e protagonista da trama em cartaz neste sábado (15) e domingo (16), no Palácio das Artes. A codireção é de Fernando Philbert e o texto da dramaturga norte-americana Katori Hall. Imortalizado na luta pelos direitos civis dos negros, Luther King repudiava a segregação racial. Taís também repudia. Lastimavelmente, foi vítima de racismo. Enquanto subia ao palco para apresentar a peça no fim do ano passado, a atriz foi alvo de comentários sobre a cor da pele ...

    Leia mais
    blank

    Cam Newton usa camiseta com frase de Martin Luther King antes de jogo

    O quarterback do Carolina Panthers Cam Newton entrou na onda dos protestos de Charlotte ao usar uma camisa com uma frase do notório ativista dos direitos humanos Martin Luther King Jr., antes da partida do seu time neste sábado. no UOL O atual melhor jogador da NFL, a liga de futebol americano, roubou a cena no aquecimento pré-jogo com uma camiseta preta com uma frase de Martin Luther King nas costas, com os dizeres "Injustiça em qualquer lugar é uma ameaça à justiça em todo lugar." O posicionamento de Newton dentro de campo veio cinco dias depois que um homem negro, Keith Scott, foi baleado e morto por um policial negro em Charlotte. As manifestações têm sido constantes há quase uma semana na cidade da Carolina do Norte, e houve presença reforçada de policiais do lado de fora do estádio dos Panthers, onde manifestantes realizavam um ato enquanto torcedores chegavam ...

    Leia mais
    blank

    Sobre negros, Era de Aquário e representações

    Este texto nasceu de uma série de conexões. Estava escrevendo sobre racismo para uma revista. Aí meio que por mágica (isso acontece muito comigo), veio a música Age of Aquarius/Let the sunshine in na mente. Por Tulio Custódio Do Brasil Post Quando isso acontece, abro Youtube e busco a música, no que encontrei dois vídeos (um do musical Hair, outro com imagem do grupo - 5th Dimension). Aí me veio na cabeça: "nossa o grupo é inteiro de negros, e a imagem/ representação do negro está tão desassociada dos hippies ou do movimento contra cultura". Na verdade, desassociada da paz... Entre vários exemplos ilustrativos, para ficar na esfera das representações no entretenimento, tenho também na memória o filme Forrest Gump, em específico aquela cena que Forrest vê sua amiga apanhando de um líder estudantil (branco) próximo aos Panteras Negras. Uma cena pequena no filme, que faz um retrato romanceado e caricato ...

    Leia mais
    blank

    “Faço parte do problema e da solução” diz Lázaro Ramos, sobre racismo

    Ator, no ar como 'Mister Brau', fala da relação com a mulher, Taís Araújo, e do infantil 'Boquinha...E Assim Surgiu o Mundo', de sua autoria Por Bruno Astuto Do Época Lázaro Ramos anda para baixo e para cima com uma mala. Não importa onde esteja - táxi, café, bar, estúdio de gravação ou camarim -, ele sempre saca seu notebook quando boas ideias lhe vem à cabeça. "Se estou sem ele, gravo áudios no WhatsApp para a Taís (Araújo), para não me esquecer", conta o protagonista da série 'Mister Brau', que está prestes a lançar sua terceira peça infantil como autor, Boquinha...E assim surgiu o mundo..., no Espaço Sesc, no Rio, dia 7. Ele revela que a verve de escritor vem pulsando cada vez mais forte e que com ela tenta diminuir o racismo. "Queria escrever algo para as crianças que falasse sobre as diferenças. Faço parte do problema e ...

    Leia mais
    blank

    Caminhada silenciosa com inspirações de Martin Luther King

    A Associação Palas Athena, com a cooperação da UNESCO e do Consulado Geral dos Estados Unidos da América, realiza no domingo, dia 10 de abril, às 10h, com ponto de encontro no Marco Zero da Praça da Sé. Por Priscila Fonseca Enviado para o Portal Geledés É uma atividade inspirada pela Marcha de Washington, realizada em 1963, quando 200 mil pessoas foram às ruas e fortaleceram sua capacidade de sonhar. Faremos uma caminhada de cerca de 30 minutos, sendo o ponto final a Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos. Esta atividade faz parte da 13ª Semana Martin Luther King. As Semanas em homenagem a King acontecem todos os anos no mês de abril, desde 2004, e têm o objetivo de disseminar o legado da experiência do líder pacifista, revelando sua continuidade e atualidade. Há também o convite para que outras instituições, coletivos e interessados organizem atividades em homenagem a Martin Luther King como parte da programação da Semana. ...

    Leia mais
    A mostra itinerante Martin Luther King – Legado & Inspiração fica em cartaz até 31 de março, na Biblioteca Parque Estadual (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

    Exposição na Biblioteca Parque do Rio lembra trajetória de Martin Luther King

    A mostra itinerante Martin Luther King – Legado & Inspiração foi inaugurada hoje (18) na Biblioteca Parque Estadual, na Avenida Presidente Vargas, no centro do Rio de Janeiro,onde fica até o dia 31 de março. São 15 painéis com fotos e textos que lembram a história de um dos principais ativistas do mundo na luta pelos direitos civis para os negros. Nascido em Atlanta, nos Estados Unidos, em 1929, ele ganhou o Prêmio Nobel da Paz de 1964 pelo combate à desigualdade racial por meio da não violência e do amor ao próximo. Após a abertura, foi exibido o documentário Freedom Riders, sobre a história da luta dos negros americanos por direitos civis, seguida de debate. Para a secretária de Estado de Cultura, Eva Doris Rosental, a principal mensagem da exposição é a luta contra a intolerância e o racismo. “São questões, infelizmente, ainda muito presentes na nossa sociedade, não ...

    Leia mais
    Página 1 de 3 1 2 3

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist