UFMG recebe acervo com cópias completas de escritos de Carolina Maria de Jesus

Material será doado pelo o historiador José Carlos Sebe Bom Meihy, que pesquisou a obra da autora de ‘Quarto de despejo’

Estado de Minas

A mineira Carolina Maria de Jesus (1914-1977) tinha tudo para ter uma existência infeliz. Era pobre, foi mãe solteira, morava numa favela miserável de São Paulo e sustentava a família como catadora de detritos na capital paulista. No entanto, registrava sua experiência em cadernos que recolhia nos lixos e, com o tempo, deu a seus escritos a forma de livro, ‘Quarto de despejo’. Assim que foi publicado, o volume teve excelente recepção entre leitores e críticos, tendo sido elogiado por Clarice Lispector e pelo escritor italiano Alberto Moravia. A partir daí, seu caso se tornou conhecido e gerou vário estudos, que destacavam sua condição de mulher, negra e marginalizada.

Um dos maiores pesquisadores da obra de Carolina Maria de Jesus, o historiador José Carlos Sebe Bom Meihy, doa hoje ao Acervo dos Escritores Mineiros, da Faculdade de Letras da UFMG, uma coleção de microfilmes com as cópias completas dos cadernos fornecidos pela família da escritora. O material é precioso. Só existem duas cópias em todo o mundo, uma pertencente à Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro, e outra sob a guarda da Biblioteca do Congresso dos EUA, em Washington D.C. À doação dos microfilmes soma-se uma cópia do filme alemão ‘Favela – A vida na pobreza’ (1971), de Christa Gottmann-Elter, cedido à instituição mineira pelo professor Sergio Barcellos.

Para Eduardo Assis Duarte, professor de literatura da UFMG, o material tem textos inéditos de alta qualidade. Ele avalia ainda que será de grande interesse para estudiosos de história e literatura. “Não precisaremos ir ao Rio nem a Washington para pesquisar sobre a vida e obra da escritora”, registra. Além das doações, José Carlos Sebe Bom Meihy e Sergio Barcelos participam de debate sobre a obra de Carolina Maria de Jesus, que contará ainda com a exibição e comentário do filme ‘Favela’.

Fonte: Racismo Ambiental

+ sobre o tema

Uma magistrada negra: história e um Judiciário para além da exceção

Karen Pinheiro, magistrada negra do Rio Grande do Sul...

Casamentos homoafetivos no Brasil aumentam 149% em nove anos

O Brasil registrou 59.620 casamentos entre pessoas do mesmo sexo...

Pai deixou o preconceito no passado e resolveu ir no casamento de sua filha com uma mulher! É muito lindo!

Muitos pais heterossexuais, contam que no início do relacionamento...

UNIFEM se solidariza com as mulheres que estão denunciando agressões sexuais

A revelação pública da série de crimes sexuais atribuídos...

para lembrar

Uber registra quase 6 mil casos de abuso sexual em dois anos nos EUA

A companhia Uber, que opera o aplicativo mundial de...

Denise Correia: “Corre sangue bom na veia dessa nêga”

A cantora e atriz paranaense Denize Correia conta sobre...

Só eu canto a dor que é minha

Um relato emocionado de uma leitora aos Jornalistas Livres...

‘Este vai ser o século das mulheres na África’, diz Margarida Paredes

“Hoje, um terço dos cargos de poder em Angola...
spot_imgspot_img

Aborto legal: ‘80% dos estupros são contra meninas que muitas vezes nem sabem o que é gravidez’, diz obstetra

Em 2020, o ginecologista Olímpio Moraes, diretor médico da Universidade de Pernambuco, chegou ao hospital sob gritos de “assassino” porque ia interromper a gestação...

O que está em jogo com projeto que torna homicídio aborto após 22 semanas de gestação

Um projeto de lei assinado por 32 deputados pretende equiparar qualquer aborto realizado no Brasil após 22 semanas de gestação ao crime de homicídio. A regra valeria inclusive para os...

Moraes libera denúncia do caso Marielle para julgamento no STF

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), liberou nesta terça-feira (11) para julgamento a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra...
-+=