Guest Post »
UFSM aprova novo código de conduta após casos de estupro e racismo
Créditos da foto: Maurício Rebellato/RBS TV

UFSM aprova novo código de conduta após casos de estupro e racismo

Após ser adiada outras vezes, votação ocorreu nesta manhã com reforço da segurança no prédio da reitoria. DCE considerou ‘arbitrária’ a forma como o documento foi construído e se absteve do voto.

Do G1 

A reunião do conselho aconteceu depois de a segurança ter sido reforçada na reitoria (Foto: Maurício Rebellato/RBS TV)

Com reforço na segurança do prédio da reitoria, o novo código de conduta da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) foi aprovado pelos integrantes do Conselho Universitário (Consu). A medida ganhou prioridade depois que práticas de racismo, furtos e estupro foram registradas dentro dos campi da instituição.

Somente o Diretório Central dos Estudantes (DCE) se absteve do voto, alegando que “o processo foi construído de forma arbitrária”. A votação já havia sido adiada outras vezes porque alguns estudantes são contrários à maneira como o documento foi estruturado. Segundo o reitor, Paulo Afonso Burmann, os alunos foram ouvidos e a criação do código estava previsto no regimento geral da universidade desde 2011.

UFSM teve registros de casos de estupro, racismo e furtos (Foto: Felipe Truda/G1)

O código de conduta apresenta medidas e punições contra alunos infratores, como advertências, repreensão por escrito e suspensão das aulas por um prazo que pode variar de três a 90 dias, podendo chegar até mesmo ao desligamento da instituição.

O documento aprovado divide os tipos de infração em leve (com aplicação de advertência), média (com advertência ou repreensão), grave (com suspensão máxima de 45 dias) e gravíssima (cabível de suspensão ou o desligamento da instituição).

Praticar estupro ou atentando violento ao pudor e manifestar expressões de cunho racista ou injúria racial estão entre as gravíssimas.

Artigos relacionados