Unicef lança campanha para reforçar o combate à violência sexual contra crianças e adolescentes

Enviado por / FonteG1

A iniciativa também aborda outros tipos de violência, como a física e a psicológica, mas ressalta o recorde de 74 mil vítimas de estupro de vulnerável no país

No último sábado (18) foi celebrado o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Em um esforço para aumentar a conscientização sobre o tema, o UNICEF, o Canal Futura e a Childhood Brasil lançaram a campanha #EmCasaSemViolencia, parte do Projeto Crescer sem Violência.

A ação aborda os tipos de violências mais praticados contra crianças e adolescentes, incluindo violência física, psicológica, sexual, trabalho infantil e negligência.

A estratégia de divulgação inclui ações digitais com influenciadores digitais, cartilha de autoproteção para ensinar os jovens a como identificar sinais de violência e o lançamento do clipe “Corra”, em parceria com a banda paulistana Palavra Cantada.

campanha-unicef-violência-crianças — Foto: Foto: Divulgação/Unicef

Números alarmantes

Segundo Anuário Brasileiro de Segurança Pública de 2023, o Brasil registrou o maior número de casos de estupro e estupro de vulnerável na história do país, com um total alarmante de 74.930 vítimas.

A pesquisa mostrou que 8 em cada 10 vítimas de violência sexual no país tinham menos de 18 anos, com 10,4% do total sendo bebês e crianças com idade entre 0 e 4 anos; 17,7% entre 5 e 9 anos; e 33,2% entre 10 e 13 anos.

A residência é o local mais perigoso para meninas e meninos, com 72,2% dos casos ocorrendo em ambiente doméstico e 71,5% das vezes tendo como autor um familiar ou conhecido da vítima.

+ sobre o tema

Lista de organizações selecionadas para participar do FSM2016 Montreal

Ontem (09/06), o coletivo brasileiro rumo ao FSM2016 se...

Juventude do PSDB reage a Coronel Telhada em Comissão de Direitos Humanos

No sábado (9), setores tucanos divulgaram nota em que...

“E preto não sente dor, meu irmão?”

Por:Maíra Zapater (paper apresentando no IX Graduação em Campo, realizado...

Que tal trabalhar na Missão Permanente do Brasil na ONU? As inscrições estão abertas!

A Missão Permanente do Brasil junto à Organização das Nações...

para lembrar

spot_imgspot_img

Evento do G20 debate intolerância às religiões de matriz africana

Apesar de o livre exercício de cultos religiosos e a liberdade de crença estarem garantidos pela Constituição brasileira, há um aumento relevante de ameaças...

Raça e gênero são abordados em documentos da Conferência de Bonn

A participação de Geledés - Instituto da Mulher Negra na Conferência de Bonn de 2024 (SB 60), que se encerrou na última quinta-feira 13,...

NOTA PÚBLICA | Em repúdio ao PL 1904/24, ao equiparar aborto a homicídio

A Comissão de Defesa dos Direitos Humanos Dom Paulo Evaristo Arns – Comissão Arns vem a público manifestar a sua profunda indignação com a...
-+=