Guest Post »

Vereador Sílvio Humberto cogita acionar o MP para investigar caso de discriminação racial em agência da Caixa

Dentro de uma relação de consumo, o cliente é quem deveria ter um tratamento digno. Mas o que se viu foi um racismo. Vamos acionar o Ministéiro Público para investigar isso”, disse o legislador.

vereador Sílvio Humberto
Foto – BNews: vereador Sílvio Humberto

no BNews

O vereador Sílvio Humberto (PSB), militante do movimento negro, pretende buscar a Comissão de Reparação da Câmara de Salvador para pedir que o Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) investigue o caso de discriminação racial sofrido por um homem na Caixa Econômica Federal do Largo do Relógio de São Pedro, em Salvador, no último dia 19.

Em relato nas redes sociais, Crispim Terral publicou um vídeo que mostra a abordagem policial feita após o gerente chamar uma guarnição militar. No texto, Terral afirma que foi à agência pela oitava vez para tentar resolver um problema relacionado a dois cheques que voltaram. No entanto, nesta ocasião, o gerente o deixou esperando por quase cinco horas e foi atender outras pessoas.

Entenda o caso: Crispim Terral denuncia caso de racismo em banco de Salvador

Em contato com o BNews, o vereador Sílvio Humberto disse ter ficado estarrecido com as imagens. “Mais um caso brutal de racismo, você vai para uma relação de consumo com um banco, você vai como cliente e acaba tendo um atendimento discriminatório. E me surpreende um gerente virar e dizer que só vai seguir se o rapaz fosse algemado. Dentro de uma relação de consumo, o cliente é quem deveria ter um tratamento digno. Mas o que se viu foi um racismo. Vamos acionar o Ministéiro Público para investigar isso”, disse o legislador.

Sílvio Humberto também criticou o discurso de que Salvador é capital da negritude. “Esse discurso de Salvador capital da negritude não resiste ao um pedido de explicação, a uma reclamaçaõ de um cliente”, apontou.

Related posts