Vídeo em celular mostra que vítima implorou para não ser estuprada

Traficantes teriam obrigado moradores a participar de manifestações contra a jovem

Do Jornal do Brasil

Perícia no celular de Raí de Souza, jovem de 22 anos que gravou a violência ocorrida contra a menina de 16 anos no Rio, revelou que a vítima implorou para que parassem. A adolescente foi estuprada duas vezes e humilhada com xingamentos. Uma vez às 7h de sábado, 21 de maio, e outra às 19h do domingo, 22 de maio — foram 36 horas nas mãos dos criminosos. Há indicações de que traficantes teriam obrigado moradores a participar, dias depois, de manifestações contra a jovem.

A outra gravação, de acordo com reportagem do jornalExtra, mostra as cenas da violência. Em algumas delas, os homens introduzem objetos nas partes íntimas da jovem desacordada. O laudo completo do celular de Raí será divulgado nesta segunda-feira (6).

Raí tinha informado anteriormente que o celular havia sido jogado fora, mas o aparelho estava guardado na casa de um amigo, em Madureira. Ele e Raphael Assis Duarte Belo, de 41 anos, que aparece no vídeo fazendo uma selfie com a vítima, continuam presos.

O novo vídeo comprovou ainda a participação de Moisés Camilo de Lucena, conhecido como Canário, e Jefinho, que estão foragidos. Lucas Perdomo Duarte dos Santos, jogador do Boavista Sport Clube de Saquarema, deixou o Complexo Penitenciário de Gericinó na sexta-feira, mas ainda é investigado.

+ sobre o tema

Homem é preso sob acusação de violência sexual no metrô de SP

Um homem foi detido na última quarta-feira, 13, após...

Parto Humanizado: Hospital afasta especialista porque mães gritam demais

O especialista em partos humanizados, Victor Rodrigues, foi comunicado...

Ainda não teve um bebê? Então você é descartada

Jennifer Aniston falou sobre ser "julgada" por não ter...

para lembrar

Rafinha Bastos e suas piadas de apologia ao estupro denunciados no MPF

Grupos minoritários quando se trata de poder (mulheres, negros,...

Primeira livraria especializada em autoras negras ganha loja física em São Paulo

Inauguração será no próximo dia 09 de dezembro, com...

Entidades e lideranças políticas lamentam a morte de Theodosina Ribeiro

Entidades e lideranças políticas lamentam a morte de Theodosina...

Minha transição capilar – Por Mari e Lu Araujo

Hoje eu vim compartilhar a história de transição capilar...
spot_imgspot_img

Instituto Mãe Hilda anuncia o lançamento do livro sobre a vida de matriarca do Ilê Aiyê

O livro sobre a vida da Ialorixá Hilda Jitolu, matriarca do primeiro bloco afro do Brasil, o Ilê Aiyê, e fundadora do terreiro Acé...

Centenário de Tia Tita é marcado pela ancestralidade e louvado no quilombo

Tenho certeza que muitos aqui não conhecem dona Maria Gregória Ventura, também conhecida por Tia Tita. Não culpo ninguém por isso. Tia Tita é...

Julho das Pretas: celebração e resistência

As mulheres negras brasileiras têm mais avanços a celebrar ou desafios para travar? 25 de julho é o Dia Internacional da Mulher Negra, Latino-americana e...
-+=