‘Você tentou fechar as pernas?’, pergunta juíza à vítima de estupro

“Você fechou bem as pernas?”. Foi assim que uma juíza espanhola se dirigiu a uma vítima de violência sexual. 

no BrasilPost

Segundo a associação feminista Clara Campoamor, a juíza Carmen Molina Mansilla ultrapassou todos os limites ao violentar – com perguntas – uma mulher que havia sido estuprada. A entidade solicitou que a mulher seja suspensa ou removida do cargo que ocupa imediatante. 

O caso denunciado pela mídia espanhola aconteceu no dia 16 de fevereiro, em Vitoria-Gasteiz, no País Basco, segundo o jornal El Mundo. Enquanto ouvia uma mulher, grávida de quatro meses e que havia sido vítima de estupro e agressão, a magistrada perguntou, com todas as letras:

“Você fechou bem as pernas, fechou todas as partes dos órgãos femininos?”

“Com os olhos abertos, as profissionais da justiça devem obter a formação específica necessária para poder tratar esses casos com a devida sensibilidade, empatia e critério jurídico”, afirmou Blanca Estrella Ruiz Ungo, presidente da associação, em artigo publicado no El Diario. Em resposta à pergunta ofensiva da juíza, a mulher respondeu, incrédula, que sim.

Durante toda a declaração judicial, registrada em vídeo, a associação afirma que Carmen demonstrou “uma clara e manifestada predisposição de incredulidade em relação ao testemunho da denunciante, que era interrompida sem poder terminar as respostas”. Além disso, a mulher fez perguntas sugestivas condicionou o testemunho.

A associação afirma ainda que esse tipo de conduta da juíza não é isolada, mas sim um comportamento “habitual e contínuo”. Segundo o jornal El Mundo, em oura ocasião, a magistrada chegou a interrogar, ao mesmo tempo, a mulher que denunciou a agressão e o próprio agressor.

 

+ sobre o tema

Camila Pitanga fala de machismo, amor e família

Capa da Marie Claire de junho, a atriz fala...

Brasil está entre os 25 países com maior taxa de assassinato de mulheres

El Salvador é o país com mais feminicídios; Cerca...

Novas edições reacendem polêmicas sobre Carolina Maria de Jesus

“São conhecidos os casos de Saramago, dos irmãos Campos,...

para lembrar

Tinder faz campanha contra LGBTfobia, mas ainda bane perfis de pessoas trans

Dar match. Arrastar pro lado. Desfazer o match. Dar...

Olivia Santana: “ A mulher negra continua sendo marginalizada no carnaval de Salvador”

A Secretária Estadual de Políticas para as Mulheres, Olivia...

Eu quero amor, não “Sexo e as Negas”

Sexo e as Negas foi um dos assuntos mais...

‘Jogos Mortais’, o grupo homofóbico que assassina LGBTIs na Rússia

Após o assassinato de uma conhecida ativista LGBTI, outros...
spot_imgspot_img

Aborto legal: ‘80% dos estupros são contra meninas que muitas vezes nem sabem o que é gravidez’, diz obstetra

Em 2020, o ginecologista Olímpio Moraes, diretor médico da Universidade de Pernambuco, chegou ao hospital sob gritos de “assassino” porque ia interromper a gestação...

Lançamento do livro “A importância de uma lei integral de proteção às mulheres em situação de violência de gênero”

O caminho para a criação de uma lei geral que reconheça e responda a todas as formas de violência de gênero contra as mulheres...

O que está em jogo com projeto que torna homicídio aborto após 22 semanas de gestação

Um projeto de lei assinado por 32 deputados pretende equiparar qualquer aborto realizado no Brasil após 22 semanas de gestação ao crime de homicídio. A regra valeria inclusive para os...
-+=