500 no Sem Fronteiras e só 4 negros? Fraude oficial no Programa Abdias Nascimento para negros e índios

Em 2013 foi criado o Programa de Desenvolvimento Acadêmico Abdias Nascimento

Seu objetivos são: Incrementar o intercâmbio acadêmico entre instituições de pesquisa e ensino superior (IES) no Brasil e no exterior, de modo a proporcionar a realização de atividades conjuntas de pesquisa, de desenvolvimento tecnológico e de inovação com parceiros estrangeiros, especialmente na área de tecnologia assistiva (TA), bem como atender, preferencialmente, a candidatos autodeclarados pretos, pardos, indígenas e pessoas com necessidades especiais, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades e superdotação, conforme dispõe a Portaria do MEC Nº 1.129, de 17 de novembro de 2013.

Recebemos informações na Mamapress, que brancos responsáveis pelo programa, solicitaram e conseguiram junto ao MEC, a inclusão de brancos neste Programa destinado a negros e índios.

O que era uma política oficiosa de só mandarem brancos para estudarem no estrangeiro, virou política oficial excludente de negros e índios por parte do governo Brasileiro no Projeto Sem Fronteiras..

As Universidades Históricamente Negras dos EUA (HBCUS), já haviam relatado, que dos mais de quinhentos estudantes recebido por elas, apenas 04 eram fenotipicamente negros!!
Reproduzimos abaixo a carta conclamação do pesquisador Paulino Cardoso, da Associação Brasileira de Pesquisadores Negros. (ABPN)

Salve, vou notificar por aqui o absurdo.

Durante vários anos denunciamos a parcialidade do Programa Ciência Sem Fronteiras que, por critérios baseados na meritocracia injusta, típica da CAPEs e do CNPq, praticamente concentrava todo o programa em estudantes das classes médias brancas.

Para vocês terem ideia, em conversa com colegas das Universidades Históricamente Negras dos EUA (HBCUS), dos mais de quinhentos estudantes recebido por elas, apenas 04 eram fenotipicamente negros!!

Por essa razão e depois de muita discussão e com o apoio do então ministro Aloisio Mercadante, secretára da SECADI, Macaé Evaristo e o diretor depolíticas de diversidade Thiago Thobias, é que foi criado o Programa Abdias do Nascimento, uma luta da Associação Brasileira de Pesquisadores Negros e outras organizações antirracistas e do povo preto e indígenas.

Infelizmente, coordenadores brancos de projetos aprovados pelo Programa Abdias, consultaram o MEC, sobre a possibilidade de enviarem brancos no lugar de negros, indígenas e , o maior absurdo, é que o MEC disse sim !!!!!

Escrevam ao Ministro da Educação ( gabinetedoministro@mec.gov.br) e denunciem esse desvio de finalidade do programa. Os brancos tem tudo e não se cansam de fraudar nossas iniciativas!!

A luta companheiros!!!!

Paulino Cardoso

+ sobre o tema

Quilombolas do Paraná participam de encontro e seminário do PBQ

SEPPIR coordena a atividade, cuja abertura acontece segunda (04),...

Afrodescendentes defendem Parlamento próprio na ONU

Os delegados da 1ª Cúpula Mundial de Afrodescendentes, que...

Escritores e cartunistas negros participam de Encontro Afro-literário em Florianópolis

A organização do1° Encontro Afro-literário:150 anos de Cruz e...

para lembrar

Caminhada em Salvador marca luta antiracista

Nesta terça-feira (28/08), o movimento negro comemora a...

Nota da Seppir em relação ao texto, veiculada pela Afropress

Em relação à matéria "Conselho da Igualdade Racial entra...

Rio Claro: Veja a programação da Semana da Consciência Negra

A programação em comemoração à Semana da Consciência...
spot_imgspot_img

João Cândido e o silêncio da escola

João Cândido, o Almirante Negro, é um herói brasileiro. Nasceu no dia 24 de junho de 1880, Encruzilhada do Sul, Rio Grande do Sul....

Mostra em Inhotim revela caminhos de Abdias Nascimento no exílio

Intelectual de múltiplos talentos, Abdias Nascimento havia feito suas primeiras experiências nas artes plásticas meses antes de embarcar para os Estados Unidos, em 1968,...

Em ‘Submundo’, Abdias Nascimento nos faz enxergar o Brasil atual

Quem acompanha a trajetória de Abdias Nascimento (1914-2011) pouco tem ideia dos percalços de sua vida antes de ele se tornar a grande liderança negra de...
-+=