Boletim III CONAPIR – Discurso de Dilma é bem recebido por mulheres negras

COMUNICADORAS NEGRAS NAS REDES SOCIAIS

A cerimônia de abertura da III Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial começou com a quebra do cerimonial protagonizada por yalorixás. Cantos a Ogun e à Oyá saudaram a chegada da presidenta Dilma Rousseff e da ministra da Seppir, Luiza Bairros.

Kika Gbessem, conselheira da Secretaria Municipal de Promoção da Igualdade Racial (SMPIR/SP), considerou que a presidenta Dilma estava “à vontade” para falar com a população negra.  “Ao falar sobre o desenvolvimento, usando balizas como a igualdade e o equilíbrio, a presidenta ressaltou que equipar as diferenças é algo urgente”, disse.

Na ótica de promover a diminuição das desigualdades, Kika espera que a partir de agora as pautas das mulheres negras sejam tratadas como prioridades dentro de todas as políticas públicas.

Para Jurema Batista, subsecretária de Inclusão Produtiva da Secretaria do Desenvolvimento Social do Rio de Janeiro as falas da presidenta e da ministra evidenciam possíveis avanços no futuro. “Dilma não ignorou o fato da pauta da promoção da igualdade racial estar consolidada na nossa sociedade, mesmo que haja divergências, não se pensa em deixar de promover esta política”, considerou ao citar o anúncio do projeto de lei encaminhado ao Congresso que prevê reserva de 20% das vagas nos concursos públicos para negros.

Já Silvana Veríssimo, delegada pelos povos de matriz africana pela cidade de Piracicaba/SP, membro fundadora do Nzinga, participante do Fórum Nacional de Mulheres, demostrou incômodo com promessas feitas nos processos de conferência que não se concretizam. “Na minha avaliação, muitas das políticas públicas de promoção da igualdade estão no faz de conta”, disparou.

Silvana acredita o caráter de “urgência” dado ao Projeto de Lei anunciado por Dilma – que estabelece 45 dias para votação no Senado – ocorreu exclusivamente pela pressão dos movimentos sociais.  “Não imaginava a assinatura desse projeto de lei, espero que ele saia do papel”, finalizou.

fotorepercurssao 2

 

 

COMUNICADORAS NEGRAS NAS REDES SOCIAIS

Acompanhe nossas informações pelo Facebook e pelo Twitter.

Acesse nosso conteúdo também pelo Portal Geledés e pela Agência Patrícia Galvão.

+ sobre o tema

Presidente dos Escoteiros dos EUA pede fim do banimento de líderes gays no grupo

No encontro nacional da organização em Atlanta, Robert Gates...

“Os mais graves erros judiciários são cometidos por mulheres juízas”, escreve advogado em processo

Juízas cometem mais injustiças devido à "disfunção hormonal provocada...

Uma rebelde no rebanho

A filósofa e teóloga Ivone Gebara é uma voz...

Paraná é o terceiro estado com maior índice de homicídios contra mulheres

Estudo com dados de 2010 foi divulgado nesta segunda-feira...

para lembrar

Webcelebridade paquistanesa é ‘morta por irmão’

A webcelebridade paquistanesa Qandeel Baloch foi morta por um...

Projeto que dificulta atendimento a vítimas de estupro será votado na terça-feira

Após divergências, o Projeto  de Lei que visa dificultar...

‘Já ouvi absurdos por ser negra’, desabafa Pathy Dejesus

Repórter do 'Vídeo show' posa em ensaio de moda,...

Homicídios no estado têm alta de 36,5% em novembro

Segundo o Instituto de Segurança Pública, foram registradas 461...
spot_imgspot_img

Documentário sobre Lélia Gonzales reverencia legado da ativista

Uma das vozes mais importantes do movimento negro e feminista no país, Lélia Gonzales é tema do Projeto Memória Lélia Gonzalez: Caminhos e Reflexões Antirracistas e Antissexistas,...

Aborto legal: ‘80% dos estupros são contra meninas que muitas vezes nem sabem o que é gravidez’, diz obstetra

Em 2020, o ginecologista Olímpio Moraes, diretor médico da Universidade de Pernambuco, chegou ao hospital sob gritos de “assassino” porque ia interromper a gestação...

Lançamento do livro “A importância de uma lei integral de proteção às mulheres em situação de violência de gênero”

O caminho para a criação de uma lei geral que reconheça e responda a todas as formas de violência de gênero contra as mulheres...
-+=