Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado realiza nesta manhã audiência pública para discutir a violência contra jovens negros

O deputado Alessandro Molon (PT-RJ), que propôs a audiência, ressalta que dados apresentados pela comissão – referentes ao Mapa da Violência de 2011 – comprovam que são vítimas de homicídio sobretudo os jovens das classes D e E, e, especialmente, negros.

“O movimento negro vem defendendo que se faça um debate. A pirâmide demográfica brasileira já se assemelha à de países que passaram por guerras, na diminuição em determinadas camadas sociais do número de jovens negros do sexo masculino. Precisamos refletir sobre essa questão”, justifica Molon.

Foram chamados para o debate o secretário-executivo de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República, Mário Lisboa Theodoro; o assessor da Secretaria Nacional de Segurança Pública Guilherme Zambarda; a socióloga Helena Abramo, representante da Secretaria Nacional de Juventude; e o idealizador e coordenador-geral do projeto Educafro – Educação e Cidadania de Afrodescendentes e Carentes, Frei Davi.

A audiência ocorrerá às 10 horas, no Plenário 8.

Veja o Mapa da Violência 2011

Mapa da Violência 2011: Morrem 67,1% mais negros do que brancos

 

VIOLÊNCIA RACIAL: Uma leitura sobre os dados de homicídios no Brasil

 

 

Fonte: Câmara dos Deputados

+ sobre o tema

Inesc: Racismo e Igualdade – vídeo

Apresentamos o programa "Racismo e Igualdade”, no qual...

Em entrevista, Nicki Minaj ataca Miley Cyrus novamente

Após desentendimento no VMA, Nicki Minaj criticou a postura...

Jovem negro sai para praticar fotografia e é perseguido como suspeito por moradores

Gabriel Souza trabalha como borracheiro e virou alvo de...

Zagueiro brasileiro do Bétis chora após ofensas racistas da própria torcida

O zagueiro brasileiro Paulão, do Bétis, foi alvo...

para lembrar

Com crime em alta, SP registra um caso de racismo a cada 8 horas

São Paulo – Os casos de racismo aumentaram 128% no estado de São...

Organização denuncia post racista que define ‘preto raiz’ e ‘preto nutella’

A organização Safernet, que monitora crimes e violações dos...

Busto em vilarejo provoca debate sobre passado fascista da Itália

Por Gaia PianigianiHomenagem de prefeito de Affile ao general...

Projeto de deputado gaúcho pode punir torcedor racista com cinco anos fora dos estádios

A Câmara dos Deputados analisa o projeto de lei 7383/14,...
spot_imgspot_img

Como as mexicanas descriminalizaram o aborto

Em junho de 2004, María, uma jovem surda-muda de 19 anos, foi estuprada pelo tio em Oaxaca, no México, e engravidou. Ela decidiu interromper...

Como o diabo gosta

Um retrocesso civilizatório, uma violência contra as mulheres e uma demonstração explícita do perigo que é misturar política com fundamentalismo religioso. O projeto de lei...

Homens, o tema do aborto também é nossa responsabilidade: precisamos agir

Nesta semana, a escritora Juliana Monteiro postou em suas redes sociais um trecho de uma conversa com um homem sobre o aborto. Reproduzo aqui: - Se liberar o...
-+=