Gabriel Tchiema no Festival Internacional de Jazz de Cape Town

O proclamado Festival Internacional de Jazz de Cape Town está de volta com a sua 13ª edição, a ter lugar nos dias 30 e 31 de Março, no Centro Internacional de Convenções de Cape Town. Este ano Angola será representada pelo cantor Gabriel Tchiema.

Ao trazer mais de 40 artistas de renome, nacional e internacional, para actuarem durante dois dias, em 5 palcos diferentes, o Festival Internacional de Cape Town garantiu o seu reconhecimento enquanto evento musical mais prestigiado do Continente Africano.

“O objectivo do Festival Internacional de Cape Town é também mostrar ao mundo o que é a África do Sul. Além do festival as pessoas podem conhecer e apreciar o maravilhoso país que temos, um país onde se irão sentir bemvindas, revigoradas e rejuvenescidas através das experiências que aqui poderão desfrutar”, explica Phumĭ Dhlomo, Director Regional do Turismo da África do Sul para os países africanos e do Médio Oriente.

Este evento anual, que atrai mais de 34.000 turistas e gera um enorme estímulo económico para a província, tornou-se num dos eventos turísticos mais importantes do calendário anual sulafricano. Mais recentemente, Cape Town tem-se transformado num dos palcos de negócio mais visitados deste país, tendo a música, em especial o jazz, contribuindo para esse efeito.

Este ano, Angola estará representada pela voz de Gabriel Tchiema. Conhecido por uma voz que celebra, de forma sublime, o que é ser-se africano, Gabriel Tchiema tem como principais influências musicais o afro jazz, a afro fusão e a Tchianda.

Além da presença de Gabriel, o festival contará com as atuações de Hip Hop Pantsula, também conhecido como HHP, letrista e rapper de proporções épicas, David Sánchez, que tem vindo a ser considerado como o mais profundo jovem saxofonista dos dias de hoje, entre outros artistas de jazz reconhecidos internacionalmente.

O Festival não quer apenas celebrar a criatividade musical mas também a criatividade visual. A exposição fotográfica Duotone é um evento anual que acompanha o festival. Todos os anos a exposição comemora o jazz através da imagem fotográfica, consciencializando as pessoas para o poder da arte e da fotografia, mostrando como uma imagem pode ser intemporal e expor outras formas de arte, cultura e património, como tudo pode ser uma forma de expressão e prazer. Este ano a exposição apresenta as obras do angolano Nuno Martins, de Sipho Maluka e Shelley Christians, ambos sul-africanos.

“O Festival Internacional de Cape Town é um dos festivais de jazz mais prestigiados do mundo, reflectindo assim a excelência e a capacidade da África do Sul para sediar tais eventos. É uma grande oportunidade para quem quer desfrutar do melhor do jazz e descobrir a beleza e o grande património cultural e natural da África do Sul, na companhia de amigos ou familiares “, conclui Phumĭ Dhlomo.

Para quem deseja assistir de perto ao Festival Internacional de Jazz de Cape Town estão já disponíveis diversos pacotes turísticos que incluem passagens aéreas, hotel, transporte (aeroportohotel-aeroporto) e bilhete para os dois dias do festival. Poderá ficar no Hotel Capetonian por $613 (quarto individual) ou $823 (quarto duplo), no Hotel Westin grand por $1018 (quarto individual) ou $1295 (quarto duplo), no Hotel Southern Sun the Cullinan por $1231 (quarto individual) ou $1426 (quarto duplo), entre outras ofertas disponibilizadas.

Exibição

Luanda – O cantor angolano Gabriel Tchiema vai representar o país na 13ª edição do Festival Internacional de Jazz de Cape Town, a decorrer nos dias 30 e 31 deste mês, no Centro Internacional de Convenções naquela cidade sul-africana.

Segundo uma nota afecta a organização do espectáculo chegada hoje, terça-feira, à Angop, Gabriel Tchiema vai apresentar vários temas do seu reportório, principalmente para as canções com influências do afro-jazz e afro-fusão.

“Angola estará representada no festival por Gabriel Tchiema, conhecido pela sua voz sublime e melódica, com grandes influências musicais do afro-jazz e afrofusão”, ressalta.

O certame vai contar com mais de 40 artistas de jazz de renome internacional, que durante dois dias vão actuar em cinco palcos diferentes do festival, um dos mais prestigiados do mundo.

Outro dos objectivos do evento, lê-se no documento, é também mostrar ao mundo as potencialidades turísticas e económicas da África do Sul.

O festival reúne anualmente mais 34 mil turistas, gerando avultadas receitas económicas para a província, cujo espectáculo constitui um dos eventos culturais e turísticos mais importantes do calendário anual do país.

 

Fonte: O Pais

+ sobre o tema

Yohan Blake, o homem mais rápido do mundo. Entre os mortais

Caro(a) leitor (a), não estranhe o título do...

Conheça o cantor Michael Kiwanuka

Filho de Ugandenses o britânico Michael Kiwanuka ficou...

A inserção do negro no futebol brasileiro

Considerado esporte de elite em seus primórdios, o futebol...

para lembrar

Tradição exemplar: Negroesia, de Cuti

Por Jônatas Conceição da Silva1 Acredito que...

Festival expõe e exalta cultura africana no Rio

Fonte: Folha de São Paulo - Shows e debates...

A história oficial exclui os negros da construção do país, denuncia Cláudia Durans

A afirmação é de Cláudia Durans , professora-adjunta...

Copa do Mundo: SBT confirma Pelé como seu comentarista

O SBT confirmou, nesta quinta-feira, que Pelé será seu...
spot_imgspot_img

Em junho, Djavan fará sua estreia na Praia de Copacabana em show gratuito

O projeto TIM Music Rio, um dos mais conhecidos festivais de música no país, terá como uma de suas atrações, no dia 2 de...

Lauryn Hill, YG Marley e Mano Brown tocam em festival em SP; saiba como comprar ingressos

O Chic Show, projeto que celebra a cultura negra e realizava bailes que ficaram clássicos na São Paulo da década de 1970 e 1980, vai...

Filhos de Bob Marley anunciam primeira turnê coletiva em duas décadas

Bob Marley teve, ao total, 11 filhos, e cinco deles preparam a turnê coletiva The Marley Brothers: A Legacy Tour, que percorrerá a América do Norte...
-+=