Grupo de rap feminino Contaminação mostra estilo e talento na cena paulistana

Trio se apresenta neste sábado (27) no projeto Composição Urbana

Por Juca Guimarães, do R7

O grupo de rap feminino Contaminação é uma das principais atrações do festival de cultura hip-hop Composição Urbana, que acontece neste sábado (27), no Jardim do Éden, na Vila São Remo, região do Butantã, zona Oeste da capital. O Contaminação tem um estilo inovador com letras pesadas e batidas dançantes para falar de temas feministas e de Direitos Humanos.

O grupo, formado por MC Lion, Nathy pra Jah e Camila Sobrinho, vai tocar as músicas Brutalidade, Ladeira, dona Ana, Discriminação Social e Arrisca, entre outras composições próprias. O show terá participação especial da Yaisa Yaya e do DJ Murilo.

O Contaminação é um grupo que une letras fortes e de protesto com um ativismo social. Além da música, elas também promovem o resgate da cultura africana através da dança e das tranças e penteados afros. MC Lion é a dona do salão Afro Zion, que fica na região Central e é um dos principais centros culturais do hip-hop feminino na capital. O trio participou também das duas coletâneas “Mulheriu Clã”, que reuniu em CD os grupos e as artistas engajadas no feminismo e hip-hop.

O festival terá também outros elementos da cultura hip-hop como apresentações de grupos de break dance, grafite e batalha de rimas. A programação do  Composição Urbana vai das 13h às 19h e terá também mesas de debates, palestra sobre revitalização da periferia e um destaque especial para a poesia contemporânea da cidade.

Além do grupo Contaminação, se apresentam no festival os grupos CSR Bugadaus, Cris MC, GuetuOeste, Jota MC, Othaideia, Família Detroit Breakers e o André Canto Rima.

O festival é gratuito e acontece na praça da Amizade, perto do campo do São Remo, na rua Aquianés.

+ sobre o tema

EUA elogiam programas sociais brasileiros e inclusão feminina

A embaixadora-geral para Assuntos Globais da Mulher dos Estados...

Japoneses ‘gritam’ em público para declarar amor às mulheres em festival anual

Pelo nono ano consecutivo, o Japão comemora no dia...

Jornada das Pretas: as lutas das mulheres negras nas eleições de 2022

“África liberta em suas trincheiras, quantas anônimas guerreiras brasileiras”....

para lembrar

Delegacia de Homicídios da Baixada acredita em crime de ódio

'Tudo indica que tenha sido um crime de ódio,...

Breves considerações: é possível pensar?

A causalidade e as mudanças que atravessam o olhar...

El machismo: ¿Cómo afecta a las mujeres y a los mismos hombres?

¿Que es el machismo? Por Antonio de Moya El machismo es...

‘Sou apaixonada por Malu e pelas liberdades individuais’, diz Daniela

Artista baiana assumiu relacionamento com mulher nesta quarta-feira (3). Em...
spot_imgspot_img

Aborto legal: ‘80% dos estupros são contra meninas que muitas vezes nem sabem o que é gravidez’, diz obstetra

Em 2020, o ginecologista Olímpio Moraes, diretor médico da Universidade de Pernambuco, chegou ao hospital sob gritos de “assassino” porque ia interromper a gestação...

O que está em jogo com projeto que torna homicídio aborto após 22 semanas de gestação

Um projeto de lei assinado por 32 deputados pretende equiparar qualquer aborto realizado no Brasil após 22 semanas de gestação ao crime de homicídio. A regra valeria inclusive para os...

Moraes libera denúncia do caso Marielle para julgamento no STF

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), liberou nesta terça-feira (11) para julgamento a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra...
-+=