Marielle jamais será calada!

Enviado por / FontePor Geledés

O Geledés – Instituto da Mulher Negra recebeu com indignação e muita tristeza os assassinatos de Marielle Franco, negra, feminista e vereadora pelo PSOL (RJ) e de seu motorista e companheiro de ativismo, Anderson Pedro Gomes. Ao ser sumariamente assassinada na noite de 14 de março, no bairro da Lapa, no Rio de Janeiro, tentaram calar Marielle que vinha denunciando abusos de policiais, a intervenção do Exército e a violência contra as comunidades cariocas. Mas, ao contrário do que queriam seus executores, Marielle jamais será calada. Marielle está em todas nós. O Geledés se une a todas as outras Marilelles de nosso País, às lideranças do Movimento Negro, às lideranças dos Direitos Humanos, aos brasileiros que estão na luta contra o sexismo, o racismo, a violência contra a mulher para exigir Justiça!

Geledés no Ato na Paulista 15/03

(Foto: Acervo Geledés)
(Foto: Acervo Geledés)
(Foto: Acervo Geledés)
(Foto: Acervo Geledés)
(Foto: Acervo Geledés)
(Foto: Acervo Geledés)
(Foto: Acervo Geledés)

+ sobre o tema

O que fala esse corpo de mulher? Sexismo, (in)correção política e Gisele Hope

Quando alguns personagens participam de determinadas discussões, inevitavelmente são...

Garotas quilombolas de 10 a 14 anos são vítimas de escravidão sexual em Cavalcante (GO)

Meninas descendentes dos quilombolas no parquinho da escola: muitas...

‘Nascer negra é uma coisa libertadora, mas exaustiva’, diz Slick Woods

A modelo Slick Woods quer que o seu filho...

para lembrar

‘Mulheres negras não conseguem acordar um dia e dizer: hoje vou deixar meu ativismo em casa’

A militância das populações negras contra o racismo não...

O capital invisível investido na maternidade

Impor judicialmente à mulher quase que exclusivamente os custos...

Como o movimento de mulheres no Brasil contribuiu para construção do SUS

Criado pela Constituição de 1988 após anos de luta...

Ação afirmativa para as mulheres nigerianas com 30% de ministras no governo

Dos 40 ministros de uma lista de indicados ministerial,...
spot_imgspot_img

‘Abuso sexual em abrigos no RS é o que ocorre dentro de casa’, diz ministra

A ministra das Mulheres, Cida Gonçalves, considera que a violência sexual registrada contra mulheres nos abrigos que recebem desalojados pelas enchentes no Rio Grande...

ONU cobra Brasil por aborto legal após 12 mil meninas serem mães em 2023

Mais de 12,5 mil meninas entre 8 e 14 anos foram mães em 2023 no Brasil, num espelho da dimensão da violência contra meninas...

Após um ano e meio fechado, Museu da Diversidade Sexual anuncia reabertura para semana da Parada do Orgulho LGBT+ de SP

Depois de ser interditado para reformas por cerca de um ano e meio, o Museu da Diversidade Sexual, no Centro de São Paulo, vai reabrir...
-+=