Ministra Anielle Franco discute discriminação racial em viagem oficial a Portugal

Ministra da Igualdade Racial está na Europa em comitiva do presidente Luiz Inácio Lula da Silva

Funcionários do governo do Brasil estão usando a primeira visita de seu presidente à Europa desde que foi eleito para aumentar a conscientização e lutar contra a discriminação racial enfrentada pela comunidade brasileira em Portugal e em outros lugares.

A ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, foi uma das autoridades que viajou com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Sua missão era trazer discussões sobre o racismo para o debate.

“Não vamos conseguir resolver 523 anos de problemas em apenas uma visita, mas espero que possamos seguir em frente, porque é por isso que estamos aqui”, disse a ministra neste domingo (23).

Quando eleito, Lula disse que pretendia atacar o racismo e o legado da escravidão no Brasil. Navios portugueses transportaram quase 6 milhões de africanos escravizados. A maioria deles foi para o Brasil.

O principal grupo de direitos humanos da Europa disse anteriormente que Portugal teve que enfrentar seu passado colonial e seu papel no comércio transatlântico de escravos para ajudar a combater o racismo e a discriminação no país hoje em dia.

Em carta endereçada a Lula no domingo, a associação de migrantes Casa do Brasil, com sede em Lisboa, disse que os casos de discriminação contra brasileiros em Portugal estão aumentando.

Um estudo da Casa do Brasil mostrou que 91% dos brasileiros em Portugal, uma comunidade de cerca de 300 mil habitantes, já enfrentaram algum tipo de discriminação no acesso aos serviços públicos.

Anielle Franco se reuniu com a ministra dos Assuntos do Parlamento português, Ana Catarina Mendes, no sábado (22), para discutir políticas para combater a injustiça racial.

Ambos os governos concordaram com uma estratégia nacional para combater o racismo. “Precisamos fazer isso acontecer”, disse Anielle.

+ sobre o tema

Antropóloga disseca caso de racismo na BMW

Segundo Débora Diniz, o mal-entendido na concessionária da Barra...

Idoso é preso por racismo contra médico em hospital de MS

Nadyenka Castro Profissional conta que atendia a filha do suspeito...

O falso feminismo interseccional ou o que importa é representar

Texto de Naila Chaves para as Blogueiras Feministas. Desde quando...

para lembrar

Governo alemão admite ‘incapacidade’ para deter neonazismo

A chanceler Angela Merkel reconheceu nesta quinta-feira (23) a...

Tenha responsabilidade emocional com o outro.

Ao sair da vida de alguém, acabar uma relação...

Querido atleta branco

Foi com enorme desprazer que me deparei com a...
spot_imgspot_img

Prisão de torcedores deveria servir de exemplo para o futebol brasileiro

A condenação de três torcedores racistas na Espanha demonstra que, apesar da demora, estamos avançando em termos de uma sociedade que quer viver livre...

Futuro da gestão escolar

A educação pública precisa de muitos parceiros para funcionar. É dever do Estado e da família, com colaboração da sociedade, promover a educação de todas as...

Educação para além dos muros da escola

Você pode fornecer escolas de qualidade para os mais pobres e, mesmo assim, talvez não veja a mudança na realidade do país que se...
-+=