Ministra Luiza Bairros recebe medalha Zumbi dos Palmares na Câmara Municipal de Salvador

Solenidade será no dia 17/11, às 19h, na Câmara Municipal de Salvador, que fica na Praça Municipal, Centro Histórico da capital baiana

A ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), Luiza Bairros, receberá a medalha Zumbi dos Palmares, em solenidade na Câmara Municipal de Salvador, no dia 17 de novembro, às 19h. A honraria é concedida a pessoas, grupos ou entidades que se destacam nos diversos setores da sociedade, na luta pelo combate à prática do racismo e a favor da cultura afro-brasileira.

Na opinião da autora da proposição, a vereadora Vânia Galvão (PT), “a medalha é mais que uma homenagem. É a ratificação de um merecimento pela resistência e pela coragem da homenageada de enfrentar de forma digna e firme a realidade do racismo e por sua incansável defesa da valorização da cultura negra em nosso estado, em nosso país”. A legisladora disse ainda: “A ministra Luiza Bairros representa, para todos nós baianos e baianas, em especial para a população negra, a vitória de ideais. O ideal do empoderamento, do reconhecimento, da luta e da competência. Mulher negra de garra, que abrilhantou as conquistas desta população em todas as suas experiências ao longo de sua militância política”.

Luiza Bairros

Nascida no Rio Grande do Sul, Luiza vive em Salvador desde 1979, quando ingressou no Movimento Negro Unificado (MNU), tendo participado ativamente das principais iniciativas do movimento negro na Bahia e no Brasil, sendo que, em 1991, foi eleita a primeira coordenadora Nacional do MNU, organização em que permaneceu até 1994. De agosto de 2008 a dezembro de 2010, foi titular da Secretaria de Promoção da Igualdade do Estado da Bahia (Sepromi) que, à época, tratava de políticas para mulheres e de igualdade racial. Em janeiro de 2011, assume o cardo de Ministra de Estado Chefe da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República (Seppir-PR), no governo Dilma Roussef.

 

 

 

Fonte: Lista Racial 

+ sobre o tema

Ministra da Igualdade Racial participa de debates do Fórum Social Temático 2012

Quilombos e mulheres negras são pautas da agenda da...

Memória Lélia Gonzalez: tributo que reativa o combate ao racismo e ao sexismo

“Um dia como esse tira qualquer mágoa do coração” Jê...

São Paulo recebe 2° Encontro Nacional de Negras Jovens Feministas

Em segundo encontro nacional, jovens se reúnem para discutir...

Ilê Aiyê recebe inscrições de crianças para formação de banda mirim

Crianças com idades entre 8 e 15 anos podem...

para lembrar

1,5 milhão de mulheres negras são vítimas de violência doméstica no Brasil

Elas representam 60% das 2,4 mi de agredidas. Reportagem...

A primeira juíza mulher da NBA e sua história de resistência

“Eu sabia que todo mundo estava esperando que eu...

Estatuto Racial: Comunidade negra não teve forças para aprovar texto melhor

Frei David Raimundo dos Santos Dedicado, há três...

É Tempo de Anastácia!

Quantas de nós, mulheres negras, ainda somos silenciadas nos...
spot_imgspot_img

Ela me largou

Dia de feira. Feita a pesquisa simbólica de preços, compraria nas bancas costumeiras. Escolhi as raríssimas que tinham mulheres negras trabalhando, depois as de...

“Dispositivo de Racialidade”: O trabalho imensurável de Sueli Carneiro

Sueli Carneiro é um nome que deveria dispensar apresentações. Filósofa e ativista do movimento negro — tendo cofundado o Geledés – Instituto da Mulher Negra,...

Comida mofada e banana de presente: diretora de escola denuncia caso de racismo após colegas pedirem saída dela sem justificativa em MG

Gladys Roberta Silva Evangelista alega ter sido vítima de racismo na escola municipal onde atua como diretora, em Uberaba. Segundo a servidora, ela está...
-+=