Morte de ativista pode estar ligada a auditoria em um sindicato da Baixada

A Polícia Civil divulgou, nesta sexta-feira, o retrato falado de um dos responsáveis pela execução do advogado e professor universitário Sérgio da Silva Martins, de 49 anos.

Por Marcos Nunes, do Extra 

2130ab91-519e-4cf5-939e-827ed19dd13b

Retrato falado: testemunhas descreveram o assassino como um homem de cabelos raspados, com mais de 40 anos, que usava cavanhaque e óculos na testa Foto: Divulgação/Polícia Civil

De acordo com Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), que investiga o caso, testemunhas descreveram o assassino como sendo um homem de cabelos raspados, com mais de 40 anos, que usava cavanhaque e óculos na testa.

sergio

O professor e advogado Sérgio da Silva Martins foi assassinado, em 2014, na Baixada Fluminense. Polícia diz que vítima foi executada Foto: reprodução Facebook

Ativista dos direitos humanos e ex-integrante da Rede Nacional Contra o Racismo, o advogado foi baleado quando almoçava em uma pensão, no dia 27 de maio de 2014, no bairro Jardim Gramacho, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

Uma das hipóteses investigadas pela DHBF é que o assassinato do professor esteja ligado a uma auditoria que ele fez, em um sindicato que tem sede na Baixada.

sergio2

Sérgio era militante da Rede Nacional de Combate ao Racismo

Dois dias antes do assassinato, ele apresentou um relatório e revelou que um funcionário seria o responsável pelo desvio de mais de R$ 50 mil das contas do sindicato.

Por conta do relatório, o funcionário foi afastado de suas funções.

— Uma das linhas de investigação está ligada ao trabalho que a vítima fazia no sindicato. Não temos dúvida que o professor foi vítima de uma execução e que o crime foi metodicamente planejado — disse o delegado Giniton Lages, da DHBF.

O delegado disse ainda que, se alguém reconhecer o atirador e quiser ajudar a polícia, basta telefonar, sem se identificar, para o Disque-Denúncia (2253-1177).

Imagens de uma câmera de segurança revelaram que o homem responsável pela morte do professor desceu da garupa de uma motocicleta, minutos antes do assassinato. As cenas mostram o assassino entrando na pensão e saindo do local, logo depois de matar a vítima.

A polícia já sabe que o bandido foi até a mesa onde o advogado estava e sacou uma arma. A vítima ainda pegou uma cadeira para tentar se defender, mas o homem dispara um tiro. O disparo perfurou a cadeira e acertou o peito do advogado.

Ele ainda chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. A polícia trabalha com a hipótese de que ocupantes de uma caminhonete preta e de um Palio prata deram cobertura para a execução do crime.

 

Leia Também:

Sérgio Martins

Sérgio Martins – Zumbi dos Palmares e outros negros.

Sérgio Martins – O movimento social dos ricos para pagarem mais impostos. Será o fim da era do Capitalismo?

Sérgio Martins – O tempo de mudança de cada um e a indispensabilidade do convite

+ sobre o tema

Que escriba sou eu?

Tenho uma amiga que afirma que a gente só prova...

O Brasil de Diogo e o Brasil de Luiza; por Wagner Iglecias

Wagner Iglecias A entrevista de Luiza Trajano ao Manhattan...

para lembrar

Eike Batista cancela R$ 20 milhões que injetava por ano nas UPPs

Parceria com bilionário foi anunciada com pompa, em...

O ex-ministro, a senzala e as empregadas domésticas

  A declaração do economista e ex-ministro Delfim Netto neste...

BRASIL VS. CHINA

O "Wall Street Journal", em coluna, fez uma comparação...

Speedo corta patrocínio de Ryan Lochte e doa dinheiro para crianças brasileiras

O nadador Ryan Lochte, dos Estados Unidos, causou uma...

Fim da saída temporária apenas favorece facções

Relatado por Flávio Bolsonaro (PL-RJ), o Senado Federal aprovou projeto de lei que põe fim à saída temporária de presos em datas comemorativas. O líder do governo na Casa, Jaques Wagner (PT-BA),...

Caso Marielle: mandante da morte de vereadora teria foro privilegiado; entenda

O acordo de delação premiada do ex-policial militar Ronnie Lessa, acusado de ser o autor dos disparos contra a vereadora Marielle Franco (PSOL), não ocorreu do dia...

Morre o político Luiz Alberto, sem ver o PT priorizar o combate ao racismo

Morreu na manhã desta quarta (13) o ex-deputado federal Luiz Alberto (PT-BA), 70. Ele teve um infarto. Passou mal na madrugada e chegou a ser...
-+=