O que o desfile da Mangueira nos ensinou sobre tolerância?

Ao evocar Maria Bethânia como enredo de carnaval, a Mangueira se viu convidada a lidar com o sincretismo religioso da baiana, que frequenta desde missas no Bonfim a terreiros de candomblé. Na avenida, entidades afros ocuparam o mesmo espaço que símbolos católicos. Iansã e Menino Jesus. Ogum e Nossa Senhora. Lado a lado, de mãos dadas.

Por Carmela Veloso de Beauvoir, do Correio Braziliense 

O espectador testemunhou a comunhão de religiões distintas, mas igualmente voltadas para o respeito ao próximo, acima de tudo. E foi o que prevaleceu. Como raras vezes testemunhamos neste país, cada vez mais segregado por razões de credo, gênero, orientação e cor, uma única corrente de alegria predominou.

Pelas arquibancadas, cristãos, ateus, budistas, umbandistas (gays, negros, velhos, crianças, pais e mães) celebraram a figura da menina dos olhos de Oyá. A música, o samba, o carnaval promovendo um instante de paz. Que fique a lição. Há, entre todos nós, afinidades maiores que nossas convicções. Seja qual for o seu terreiro, templo ou igreja, tenho certeza de que o sentimento da convivência impera. Vamos exercê-lo.

 

+ sobre o tema

Câmara pretende ouvir Janot sobre equiparação de homofobia a racismo

A Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara...

Não entendemos errado, o que aconteceu com Angelo Assunção foi racismo

A sofisticação do racismo brasileiro está no fato de...

Candomblecista da Vila Autódromo Descreve o Terror do Processo de Remoção

Moradora removida da Vila Autódromo, Heloisa Helena Costa Berto,...

para lembrar

Pastor Henrique Vieira diz que Jesus foi honrado em desfile da Mangueira

O pastor e ator Henrique Vieira, que representou Jesus...

Aluno é barrado em escola por usar trajes de candomblé

Mãe diz que menino foi proibido de frequentar as...

Assista o filme de super-heróis africanos Oya – Rise of The Orisha,

Como anunciado o diretor nigeriano Nosa Igbinedion estava produzindo um...
spot_imgspot_img

Na mira do ódio

A explosão dos casos de racismo religioso é mais um exemplo do quanto nossos mecanismos legais carecem de efetividade e de como é difícil nutrir valores...

Homenageada em enredo, Alcione lembra ajuda de outras escolas na criação da Mangueira do Amanhã e início do projeto: ‘Chamado espiritual’

A Estação Primeira de Mangueira homenageia a cantora Alcione em seu desfile do carnaval deste ano. A trajetória da Marrom que se se mistura, em parte,...

Alcione visita barracão da Mangueira, na Cidade do Samba

A cantora Alcione e baluarte da escola de samba Estação Primeira de Mangueira visitou nesta terça-feira o barracão da escola na Cidade do Samba...
-+=