Para conscientizar – Artistas africanos gravam música para campanha de combate ao ebola

Alguns dos mais conhecidos artistas africanos gravaram uma música em conjunto para ajudar na conscientização da população sobre o vírus ebola.

Chamada “Africa Stop Ebola” (África pare o ebola), tem contribuições de músicos como Amadou & Miriam, Salif Keita, Oumou Sangaré e Kandia Kouyaté, do Mali, Mory Kante e Sia Tolno, da Guiné, do astro do reggae da Costa do Marfim Tiken Jah Fakoly, da cantora congolesa Barbara Kanam e do senegalês Didier Awadi.

A letra foi escrita pelos colaboradores e por Carlos Chirinos, um especialista em comunicação para mudança comportamental, e traz conselhos para a população se proteger da doença.

Cantada em francês –falado na Guiné, um dos países atingidos pelo vírus, além do Senegal, Mali, Gâmbia e Costa do Marfim, entre outros países africanos– e línguas indígenas dominantes na parte ocidental do continente, “Africa Stop Ebola” fala da importância de confiar nos médicos, não tocar em cadáveres e de saneamento e higiene adequados.

“A África está cheia de tristeza/ de ver nossas famílias morrerem/ não toque nos doentes/ não toque nos que estão morrendo/ todos estão em perigo/ os jovens e os velhos”, começa a música, que tem como refrão os versos “ebola, ebola/ inimigo invisível”.

A epidemia de ebola causou a morte de quase 5.000 pessoas na África Ocidental em 10.000 casos de contágio. Os sintomas da doença são febre, vômitos, diarreia e dores.

O vírus é transmitido por meio do contato direto com fluidos corporais de alguém que já esteja apresentando os sintomas.

Fonte: Via Comercial

 

+ sobre o tema

‘Escravo reprodutor’ teve mais de 200 filhos e viveu 130 anos, afirma família

'É uma história verdadeira, não é uma lenda', diz...

A menina que fundou negócio aos 4 anos e, aos 13, é CEO de sucesso

As limonadas de Mikaila Ulmer estão em mais de...

‘Susan Boyle brasileira’ prepara disco com produtor de Roberto Carlos

Ex-doméstica, Nice Silva deixou Guto Graça Melo 'impressionado'.'Não acreditavam...

Argentina discute políticas públicas para la población afrodescendiente

  En el contexto de las celebración del Año Internacional...

para lembrar

Coleção Literatura e Afrodescendencia no Brasil é lançada em São Paulo

O lançamento ocorreu na última terá feira, 06 de...

Governo lança campanha para reduzir consumo de energia com Taís Araújo

Governo lança campanha com Taís Araújo para reduzir consumo...

Os Negros, a Cidadania, a Economia e a Escravidão.

Tem um pensamento que eu gosto muito. Mais do...

Por que você pode tudo, conheça Amina Mucciolo e seus cabelos arco-íris

Se você está pensando em deixar o seu cabelo...
spot_imgspot_img

Inéditos de Joel Rufino dos Santos trazem de volta a sua grandeza criativa

Quando faleceu, em 2015, Joel Rufino dos Santos deixou pelo menos dois romances inéditos, prontos para publicação. Historiador arguto e professor de grandes méritos, com...

Carnaval 2025: nove das 12 escolas do Grupo Especial vão levar enredos afro para a Avenida

Em 2025, a Marquês de Sapucaí, com suas luzes e cores, será palco de um verdadeiro aquilombamento, termo que hoje define o movimento de...

Álbum de Lauryn Hill é considerado melhor da história em lista da Apple Music; veja ranking

Uma lista publicada pela Apple Music elegeu os 100 melhores álbuns de todos os tempos. Em primeiro lugar, a escolha foi para 'The Miseducation...
-+=