Primavera das mulheres ecoa e faz a diferença na discussão conjuntural

Nestes dias turbulentos de agitação política e social, com muitos riscos para as conquistas históricas dos movimentos sociais, em que muitas se tornaram políticas públicas – como por exemplo o Sistema Único de Saúde que falamos aqui por estes dias – a primavera das mulheres continua ecoando e fazendo uma grande diferença na discussão conjuntural.

Por  Mônica Francisco, do Jornal do Brasil 

Se em 2013, os jovens deram o tom e mobilizaram a sociedade de diversas formas, as mulheres têm dado o tom. As mulheres vêm ocupando a cena social e política de uma maneira surpreendente. São ações como encontros em praças, coletivos de mulheres jovens, negras, das periferias, universitárias e das favelas, por exemplo.

São ações de afirmação em todos os sentidos. Não há como negar a crescente onda de ações capitaneadas pelas mulheres no sentido de chamar a atenção para questões fundamentais para toda sociedade.

As mulheres vêm demonstrando sua força, não só em trazer debates importantes como assédio, violências contra as mulheres, estupro, maternidade, mas incidindo profundamente nas questões que versam sobre a vida política do país.

Se andamos em um momento difícil e afeito a retrocessos e perdas significativas, temos que aplaudir esse momento ímpar de ação direta das mulheres, tanto no campo , como na cidade. Vida longa à primavera das mulheres!

* Mônica Santos Francisco – Consultora na ONG ASPLANDE, Colunista no Jornal doBrasil. Coordenadora do Grupo Arteiras

+ sobre o tema

A inocência dos homens – Por alex castro

As mulheres são tão responsáveis quanto os homens pela...

Angela Davis compara Brasil a uma fênix e afirma que o país é ‘farol de esperança’

A filósofa e ativista negra feminista Angela Davis comparou o Brasil...

Projeto dá visibilidade ao trabalho de cientistas negras brasileiras de forma lúdica

A ciência também é coisa de menina Quantas mulheres pesquisadoras...

Contra traições, mulheres recebem salários de maridos na Indonésia

As autoridades de uma província indonésia depositam a partir...

para lembrar

Jovens Mulheres Líderes – A mulher na mídia

Como a mulher é representada na televisão? Como os...

Margens moldam o rio da literatura brasileira na prosa de Cidinha da Silva

Cidinha da Silva não está resfriada. Mas a prosadora...

Será que algum dia os homens realmente crescem? – Por: Fabio Hernandez

Você é um menino. Treze, catorze anos. Inseguro, tímido....

Bissexual não é gay enrustido; atração pelos dois sexos existe

Independentemente da relação que vive no momento, o...
spot_imgspot_img

Casa Sueli Carneiro abre as portas ao público e apresenta o III Festival Casa Sueli Carneiro, pela primeira vez em formato presencial

RETIRE SEU INGRESSO A Casa Sueli Carneiro, fundada em dezembro de 2020 e atuando em formato on-line desde abril de 2021, é uma entidade criada...

Aborto legal: falhas na rede de apoio penalizam meninas e mulheres

As desigualdades sociais no Brasil podem explicar a razão para que meninas e mulheres busquem apoio para o aborto legal também após 22 semanas...

Referência do feminismo negro, Patricia Hill Collins vem ao Brasil para conferência, curso e lançamento de livro

Referência do feminismo negro, a socióloga estadunidense Patricia Hill Collins participa, nesta quarta-feira (19), de um evento em Salvador, na Universidade do Estado da Bahia (Uneb)....
-+=