Tag: Barack Obama

    Joe Raedle/Getty Images/AFP

    Michelle Obama critica Trump por ‘bullying’ e pede união a democratas

    Quão popular é Michelle Obama? por Anna Virginia Balloussier no Folha Se a ovação do público servir de parâmetro, a primeira-dama parece ser uma unanimidade capaz de silenciar até barulhentos partidários de Bernie Sanders. Sobraram indiretas para Donald Trump, mas também para democratas inconformados com a derrota de Sanders nas prévias da legenda, no discurso da primeira-dama, um mais eletrizantes desta segunda (25), primeira noite da Convenção Nacional Democrata. Ela não precisou citar o presidenciável republicano para que a plateia recebesse o recado. "Os desafios que um presidente enfrenta não são preto ou branco e não podem ser reduzidos a 140 caracteres", disse, alfinetando Trump, o tuiteiro frenético. Quem suceder seu marido na Casa Branca comandará as Forças Armadas e os botões do arsenal nuclear, afirmou Michelle, em novo sopapo em Trump, o impulsivo e inexperiente rival. Ela também se referiu a uma característica associada ao magnata: fazer "bullying" contra seus desafetos. ...

    Leia mais
    blank

    Michelle Obama é gente como a gente. Confira o vídeo!

    Enquanto estourava a bomba sobre a acusação de plágio de Melania Trump de um discurso de Michelle Obama, a primeira-dama dos Estados Unidos estava tranquilona cantando e dançando 'Single Ladies' em um carro com o apresentador James Corden, em seu famoso quadro Carpool Karaoke, da rede CBS. no HuffPost Brasil O apresentador britânico conversou com Michelle enquanto dirigia nos jardins da Casa Branca. No trajeto, eles falaram sobre os projetos da primeira-dama, sua conta no Snapchat e o que ela mais sentirá falta ao deixar a Casa Branca. " das pessoas; essas pessoas que você vê todos os dias, que te ajudam, que te amam, isso que será mais difícil", disse Michelle. Entre as conversas, eles cantaram música de Stevie Wonder e tiveram a participação especial de Missy Elliott cantando "This Is For My Girls". Mas, o melhor momento ficou com a performance da primeira-dama ao cantar e dançar Single Ladies, de Beyoncé -- ...

    Leia mais
    KEVIN DIETSCH/EFE

    Temer, entre o silêncio dos EUA e o embate com a esquerda da região

    Impeachment de Dilma Rousseff gera críticas e silêncio entre países do continente José Serra, novo chanceler e com intenções eleitorais, dá guinada drástica de tom Por SILVIA AYUSO,  CARLOS E. CUÉ, RAQUEL SECO, do El Pais Ninguém esperava que um Governo interino fruto de um impeachment, cuja fase final ainda está por vir, fosse recebido calorosamente, mas em poucas horas Michel Temer(PMDB) teve dimensão do desafio diplomático que o espera no continente americano. Apenas a Argentina, o mais importante sócio do Cone Sul, expressou o seu “respeito”para com o substituto de Dilma Rousseff (PT), ainda que a Chancelaria argentina tenha falado abertamente sobre o desconforto com os questionamentos à "legitimidade" do processo. Os Governos da Venezuela, Cuba, Equador, Bolívia, Nicarágua e El Salvador, à esquerda e aliados de primeira hora da gestão alijada do Planalto, deram a resposta esperada: qualificaram a situação brasileira de um golpe de Estado, reproduzindo o discurso reiterado ...

    Leia mais
    blank

    Eric Fanning homossexual assumido passa a chefiar o Exército norte-americano

    Eric Fanning tornou-se o primeiro homem declaradamente homossexual a assumir o cargo de secretário do Exército dos Estados Unidos. no Agência Brasil O novo comandante vai coordenar os trabalhos das tropas terrestres norte-americanas. Neste cargo, Fanning responde diretamente ao secretário de Defesa do país. Eric Fanning era até agora vice-secretário da Defesa, considerado conselheiro próximo do chefe do Pentágono, Ashton Carter. Fanning recebeu o cargo em meio à política de integração dos homossexuais às Forças Armadas. As minorias sexuais receberam a oportunidade de servir no Exército depois da abolição da norma “não pergunte, não diga”, segundo a qual os homossexuais podiam entrar no serviço militar se não ostentassem a sua orientação. A nomeação de Eric Fenning já foi saudada pela comunidade gay norte-americana.

    Leia mais
    blank

    Ao encontrar Obama, ela não aguentou a emoção e fez o que também gostaríamos de fazer

    Mari Copeny  é uma garotinha de oito anos que vive em Flint, no Michigan. Indignada com a crise que envolve a saúde pública em sua comunidade, ela resolveu escrever para a autoridade máxima do seu país: o presidente Barack Obama. Do HuffPost Brasil "Eu sou uma das crianças afetadas por essa água, e estou fazendo o meu melhor para protestar e falar por todas as crianças que vivem aqui", contou ela em sua carta, onde pedia ainda para encontrar o presidente quando fosse a Washington. Desde 2014, a água que sai das torneiras da cidade é turva e contaminada com alta concentração de agentes tóxicos. De acordo com a Reuters, o problema todo foi causado por uma falha do governo, que não soube tratar a água corretamente. Obama esteve lá na quarta-feira (4) e, além de beber a água da cidade para assegurar à população que a situação está sob controle, ...

    Leia mais
    Pete Souza / The White House

    Presidente dos EUA, Barack Obama conta como suas filhas adolescentes mudaram sua opinião sobre o casamento gay

    O presidente dos EUA, Barack Obama, contou neste final de semana que suas filhas, Sasha e Malia, tiveram um papel fundamental na sua mudança de visão - e de opinião - sobre o casamento gay. "Eu tenho que confessar que minhas filhas geralmente exercem impacto em mim", contou ele a 500 líderes que se reuniram em Londres, durante a visita do mandatário ao Reino Unido. Inicialmente, o presidente dos EUA pensou que apenas as uniões civis entre casais do mesmo sexo seriam suficientes. De acordo com ele, não era necessário "rotular" a união entre pessoas do mesmo sexo como casamento, afinal de contas, os direitos conquistados por casais homossexuais e heterossexuais seriam os mesmos. Foi com a ajuda das duas filhas adolescentes e de ativistas LGBT que Obama conseguiu entender porque o casamento gay era tão importante, segundo o site Pink News. "Pessoas que eu amo e que estavam em relações homossexuais e monogâmicas me ...

    Leia mais
    (Foto: Reprodução/ BBC)

    Americana de 106 anos dança de alegria em encontro com casal Obama

      Aos 106 anos, Virginia McLaurin realizou seu sonho de conhecer a Casa Branca, residência oficial do presidente dos Estados Unidos. McLaurin, que é negra, foi ciceroneada pelo casal Obama. Ela chegou a arriscar alguns passos de dança e disse estar muito feliz com a visita. "Nunca pensei que viveria para entrar na Casa Branca", afirmou. "Um presidente negro. E uma esposa negra. Estou muito feliz", acrescentou. McLaurin foi convidada pelo casal Obama para comemorar, segundo ela, a "história dos negros".

    Leia mais
    Larry Downing / AFP via Getty Images

    Obama confirma visita a Cuba em 21 e 22 de março

    Pela primeira vez depois de 88 anos um presidente dos Estados Unidos visitará Cuba; Barack Obama confirmou nesta quinta-feira, 18, que viajará para Cuba em 21 e 22 de março; ele terá encontro com o presidente Raúl Castro, em uma visita para "fazer avançar nossos progressos e esforços que podem ajudar as vidas dos cubanos"; pelo Twitter, Obama disse que, apesar de os EUA ainda terem diferenças com Cuba, os países já fizeram progresso significativo ao normalizar os laços Do Brasl 247 O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta quinta-feira, 18, que viajará para Cuba em 21 e 22 de março e terá um encontro com o presidente cubano, Raúl Castro, em uma visita para "fazer avançar nossos progressos e esforços que podem ajudar as vidas dos cubanos". Em uma publicação no Twitter, Obama disse que, apesar de os EUA ainda terem diferenças com Cuba, os países já ...

    Leia mais
    O presidente reafirmou que os EUA ainda são o país mais poderoso do mundo, destacando que "as versões sobre sua decadência econômica, diplomática ou militar são apenas fumaça"

    No último discurso da União, Obama diz que América “não deve temer futuro”

    O presidente dos Estados Unidos reconheceu que o grupo jihadista Estado Islâmico representa um perigo para os civis e deve ser contido, mas afirmou que não é uma ameaça à existência nacional dos Estados Unidos Por  France Presse, do Correio Brazilnse Washington, Estados Unidos - O presidente Barack Obama disse na terça-feira (12/1) que o povo americano não deve temer o futuro, e que os Estados Unidos são o país mais poderoso do mundo, no discurso do Estado da União pronunciado no Congresso em Washington. Obama destacou que os americanos "vivem uma época de mudanças extraordinárias e gostemos ou não, o ritmo destas mudanças vai se acelerar". Os Estados Unidos "já passaram por mudanças importantes no passado - guerras, recessões, chegada de imigrantes, lutas sindicais e pelos direitos civis - e sempre há aqueles que nos dizem que devemos ter medo do futuro (...), mas todas as vezes superamos estes ...

    Leia mais
    Getty Images

    Obama é o político mais admirado no mundo; Veja lista completa

    Chegando ao fim do seu segundo mandato como presidente, a popularidade do líder dos EUA Barack Obama, ainda está em alta. Do Brasil Post Em uma pesquisa realizada pela Worldwide Independent Network of Market Research (WIN), 59% dos entrevistados se mostraram favoráveis ao líder americano. Foram ouvidas 63.976 pessoas em 65 países. No Brasil, a popularidade de Obama é ainda maior que a média: ele é bem visto por 66% da população. Já nos países do Oriente Médio e no Norte da África, apenas 33% veem o presidente americano com "bons olhos". Em seguida de Obama está a chanceler alemã Angela Merkel, que conta com 42% de aprovação mundial e 29% de reprovação. A presidente do Brasil, Dilma Rousseff ficou em 8º lugar entre os dez líderes mundiais citados na enquete: 24% dos entrevistados se disseram favoráveis à mandatária e 23% desfavoráveis. Apesar de viver um momento complicado no Brasil, Dilma ...

    Leia mais
    A reforma tem como objectivo tapar alguns buracos na lei actual JIM WATSON/AFP

    Limitar a venda de armas nos EUA pode ser a última grande guerra de Obama

    Limitar a venda de armas nos EUA pode ser a última grande guerra de Obama. À entrada para o último ano na Casa Branca, o Presidente norte-americano prepara-se para alterar a lei através de uma ordem executiva. Críticos dizem que isso não vai travar massacres em escolas ou cinemas. Por ALEXANDRE MARTINS, do Público Depois de várias derrotas em braços-de-ferro com o Congresso para mudar as leis de compra e posse de armas, o Presidente dos EUA, Barack Obama, começou o seu último ano na Casa Branca decidido a fazer alterações com a força da caneta presidencial. Na primeira mensagem de 2016, divulgada nesta sexta-feira, Obama indicou que vai usar o seu poder executivo para tornar mais difícil a venda de armas sem uma verificação dos antecedentes criminais e do perfil psicológico dos compradores. Os advogados da Casa Branca estão a preparar há meses um decreto presidencial que não seja facilmente ...

    Leia mais
    Charles Dharapak/AP

    Michelle Obama faz Rap incentivando jovens a irem para faculdade

    A primeira-dama americana Michelle Obama fez uma parceria com o canal Collge Humor e mostrou seu talento nas rimas com um Rap onde incentiva adolescentes a completarem seus ensinos até a graduação superior, chamado “Go To College” (algo como “Vá para a faculdade”). Assista ao clipe:   No RND A música ganho o vídeo cima gravado na Casa Branca e apresenta de uma forma bem humorada algumas vantagens de ter um curso superior, como a possibilidade de ser astronauta ou criar robôs, enquanto na parte de Michelle Obama, a primeira-dama conta um pouco de sua própria história no clipe, versando como se esforçou nos estudos na cidade de Chicago e como conseguiu, assim, conquistar seus objetivos. O vídeo integra a campanha “Better Make Rom“, iniciada pela esposa de Barack Obama em outubro deste ano, que visa atingir jovens entre 14 e 19 anos nos EUA e ressaltar a importância de cursar a Faculdade.

    Leia mais
    blank

    Barack Obama escolhe música de Kendrick Lamar como favorita do ano

    Para presidente dos Estados Unidos, “How Much a Dollar Cost” foi a melhor canção de 2015 No ROLLING STONE É temporada de listas de melhores do ano, e a família mais importante dos Estados Unidos não ficou de fora de fazer escolhas relacionadas à cultura pop. Barack e Michelle Obama revelaram seus filmes, livros, programas de TV e músicas favoritos de 2015 à revista People. Enquanto Michelle visa as paradas da música pop na escolha da canção – o hino funk/pop “Uptown Funk”, de Mark Ronson e Bruno Mars –, Barack vai um pouco mais fundo. O presidente norte-americano teve como música favorita de 2015 a faixa “How Much a Dollar Cost”, lançado por Kendrick Lamar em To Pimp a Butterfly. A atmosférica e hinpnótica faixa de Lamar – que traz um gancho de James Fauntleroy e uma participação de Ronald Isley, do Isley Brothers – é o centro emocional de ...

    Leia mais
    blank

    Obama estampa capa de revista gay

    A edição de novembro da revista americana Out100 traz em sua capa o presidente dos EUA,Barack Obama. No Brasil Post  A imagem em preto e branco de Obama sorrindo, sob o título: "Nosso Presidente. Aliado. Herói", também foi usada pela Casa Branca para lançar uma campanha para defender os direitos dos homossexuais. A Casa Branca apoia um projeto de lei federal, conhecido no EUA como Lei da Igualdade, que busca modificar o antigo texto dos direitos civis americanos para combater a discriminação de gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros. "Isto é algo que o governo tem revisto há várias semanas", assinalou o porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest. "Após esta revisão, agora está claro que o governo apoia firmemente a Lei de Igualdade. Este projeto é uma legislação histórica que poderá permitir avançar no propósito de conseguir a igualdade para milhões de americanos".

    Leia mais
    Foto: Paul Morigi/WireImage

    ‘Educamos meninas mal porque tratamos mulheres mal’, diz Michelle Obama

    Se quisermos mais meninas nas escolas, precisamos refletir sobre como tratamos as mulheres na sociedade. Essa foi a mensagem da primeira-dama dos EUA, Michelle Obama, em discurso de abertura do WISE 2015, um dos principais congressos de educação do mundo. por Sabine Righetti no Abecedário “Não podemos separar a maneira como educamos as meninas e como tratamos as mulheres”, disse a senhora Obama no evento que começou nesta quarta-feira (4) em Doha, no Qatar. De acordo com Michelle, ainda existem meninas fora da escola porque vemos as mulheres como cidadãs de segunda classe –o que está ligado a assédio sexual, à violência doméstica e ao estupro.   Ativista do direito à educação de meninas, Michelle foi uma escolha certa para abrir o WISE em um momento em que a educação das meninas está mais ameaçada com o avanço de movimentos extremistas que perseguem meninas que estudam, destroem escolas femininas e sequestram crianças para casamento. “Estamos ...

    Leia mais
    Getty Images

    Michelle Obama divulga playlist “feminista” com Beyoncé e Billie Holiday

    Michelle Obama revelou seus gostos musicais -- que incluem Beyoncé e estrelas do passado como Billie Holiday -- ao divulgar sua primeira playlist. Após o presidente dos Estados Unidos Barack Obama revelar que era fã de Bob Dylan, Coldplay e Stevie Wonder, a primeira-dama dos Estados Unidos publicou sua lista no domingo (11) para chamar atenção do Dia Internacional das Meninas, campanha da ONU para promover melhorias na educação e na saúde de mulheres e meninas do mundo inteiro. Michelle abriu sua lista com um hino contemporâneo do poder da mulher:"Run the World (Girls)", de Beyoncé. A seleção não é totalmente surpreendente, já que Beyoncé e seu marido Jay Z são defensores políticos dos Obama. No mês passado, Beyoncé subiu no palco com Michelle Obama no festival Global Citizen de Nova York, onde a primeira-dama pediu uma campanha para promover o acesso à educação para cerca de 62 milhões de meninas no mundo inteiro que não vão à escola. A primeira-dama também ...

    Leia mais
    Larry Downing / AFP via Getty Images

    EUA e 11 países fecham acordo comercial histórico

    Após quase cinco anos de negociação, Austrália, Brunei, Canadá, Chile, Japão, Malásia, México, Nova Zelândia, Peru, Singapura, Estados Unidos e Vietnã anunciaram hoje (5) o chamado Tratado Transpacífico de Comércio Livre (TPP, sigla em inglês); acordo já é considerado o maior tratado de livre comércio celebrado na história mundial e reúne 40% das riquezas do mundo Por Leandra Felipe Do Brasil247 Após quase cinco anos de negociação, Austrália, Brunei, Canadá, Chile, Japão, Malásia, México, Nova Zelândia, Peru, Singapura, Estados Unidos e Vietnã anunciaram hoje (5) o chamado Tratado Transpacífico de Comércio Livre (TPP, sigla em inglês). O acordo já é considerado o maior tratado de livre comércio celebrado na história mundial e reúne 40% das riquezas do mundo. A imprensa norte-americana informou, inicialmente, que o acordo havia sido celebrado por meio de uma fonte da área econômica do governo, mas a assinatura do documento foi confirmada pelo primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe. ...

    Leia mais
    Tuíte veio acompanhado de uma foto dos dois jovens, ainda em preto e branco, e uma atual. (Fotos: The White House/Fotos Públicas)

    Casal Obama completa 23 anos de matrimônio

    O casal Barack e Michelle Obama completou 23 anos de casamento neste sábado (03) e a Casa Branca aproveitou a data para parabenizar o presidente e a primeira-dama norte-americanos. "Feliz aniversário, Potus e Flotus", escreveu na conta em referência à sigla em inglês que significa Presidente dos Estados Unidos e Primeira-Dama dos Estados Unidos. O tuíte veio acompanhado de uma foto dos dois jovens, ainda em preto e branco, e uma atual. A cerimônia de matrimônio ocorreu em 1992, quando ele tinha 31 anos e ela 28. Os dois são pais de duas meninas, Malia e Sasha. (ANSA)

    Leia mais
    blank

    Filha mais velha de Obama, Malia atrai legião de fãs com seu estilo

    Filha do dono da caneta mais poderosa do mundo, Malia Obama, 17, cresceu diante das câmeras. Por Thais Bilenky Do folha A um clique, fotografias da família de Barack Obama, presidente dos EUA, mostram as várias fases da vida da primogênita e da irmã caçula, Sasha, 14. Ao chegar à adolescência, Malia se tornou pop. Ganhou legiões de fãs que admiram seu estilo, sua beleza, sua descontração e, especialmente, os seus estágios. Em julho deste ano, por exemplo, Malia usou as férias para trabalhar na série "Girls", da HBO. Recebeu elogios públicos da chefe, a diretora e atriz Lena Dunhan, 29, que disse que gostaria de ter a mesma elegância "quando crescesse". Como toda celebridade que se preze, Malia Obama passou a ser notícia, mesmo na ausência de notícia. Seu périplo por universidades à procura de onde cursará o ensino superior a partir do ano que vem tem sido exaustivamente coberto pela ...

    Leia mais
    Página 3 de 28 1 2 3 4 28

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist