terça-feira, dezembro 1, 2020

    Tag: cantoras e compositoras

    Alicia Keys decide não usar mais maquiagem e explica em carta: ‘Cansada de julgamentos’

    Cantora posa para ensaio sem maquiagem e decide adotar novo visual: 'Coisa mais empoderadora que senti' no MultiShow Alicia Keys voltou aos palcos com música e postura novas. Ao lançar "In Common", o primeiro single do novo disco que deve lançar até o fim do ano, a cantora chamou atenção não só pela música, dançante e bem diferente dos trabalhos anteriores, mas também pelo visual: agora, ela não usa mais maquiagem. Em uma carta publicada no site Lenny Letter, Alicia falou sobre as mudanças que imprimiu em sua vida, tanto profissional como pessoal, e descreveu o fato de parar de usar make como "a coisa mais forte, empoderadora, livre e honestamente bonita que ela sentiu". Em um ensaio para a revista Fault nesta semana, a cantora aparece linda, sem nenhum pingo de maquiagem. "Antes de iniciar meu novo álbum, escrevi uma lista de coisas de que eu estava cansada. E uma ...

    Leia mais
    Foto: Alesp

    Leci Brandão: a sambista que comprou a briga da merenda em SP

    História de vida levou deputada a construir seu mandato em torno de demandas das minorias Por Giorgia Cavicchioli, do R7 Acordar cedo, limpar salas de aula, lavar banheiros e ir estudar no final da tarde. Quando criança, a agora deputada Leci Brandão (PCdoB) precisava ajudar a família. De dona Lecy a jovem não tinha herdado só o nome — diferente apenas pela grafia—, mas a necessidade quase existencial de não ficar parada. Para conseguir sustentar os filhos, a mãe da deputada pediu para morar em um fundo de escola no Rio de Janeiro em troca de seus trabalhos como zeladora. — Eram 15 salas pra varrer. Tinha dia que eu varria até meia noite para entregar limpa no dia seguinte. Por isso, até hoje, eu tenho uma habilidade muito grande de varrer, de limpar. Além de tudo isso, para “ganhar um extra”, a mãe de Leci também começou a fazer ...

    Leia mais
    Foto: Reprodução/Youtube/Formation

    Beyoncé homenageia as mulheres negras com “Lemonade”, um “álbum-filme”

    A estrela americana do pop Beyoncé lançou no fim de semana um novo álbum em forma de filme, no qual presta homenagem à perseverança da mulher negra. Do Em  "Lemonade" havia sido anunciado como um misterioso especial "com estreia mundial" no canal a cabo HBO, mas a cantora, conhecida por apresentar sem aviso suas novas músicas, lançou o novo álbum de mesmo nome durante metade do programa. O sexto álbum de estúdio da artista de 34 anos tem uma série de colaborações de outros astros: "Don't Hurt Yourself" tem coautoria de integrantes do Led Zeppelin; também estão presentes o aclamado rapper Kendrick Lamar ("Freedom"), o guitarrista Jack White e a jovem sensação do R&B; The Weeknd. Com a nova obra, a diva do pop reafirma o gosto por combinar sua música com elementos visuais. O álbum anterior, "Beyonce", foi lançado em dezembro de 2013, sem aviso prévio e apresentado com ...

    Leia mais
    Lia de Itamaracá - Set./2007

    Esta ciranda quem me deu foi Lia que mora na Ilha de Itamaracá

    O jornal The New York Times a chamou de ‘diva da música negra‘. O francês Le Parisien comparou sua voz à da cabo-verdiana Cesária Évora. No Brasil, críticos de música comparam-na a Clementina de Jesus. No entanto, ainda há quem duvide que a cirandeira Lia de Itamaracá realmente exista. Do Cajumanga Para muita gente, trata-se de uma personagem que vive apenas nos versos Essa ciranda quem me deu foi Lia,/que mora na Ilha de Itamaracá, uma música de domínio público gravada pela primeira vez por Teca Calazans, em 1963. Mas Lia é real, tem 59 anos e poderá ser vista num documentário, dirigido pela cineasta carioca Karen Akerman, que dará origem a livro, CD e DVD. ‘Eita! É muita felicidade!’, festeja Lia. ‘Nunca pensei que um dia fosse virar uma estrela de cinema.’ Foto: Pedro Rampazzo/divulgação Maria Madalena Correia do Nascimento nasceu no dia 12 de janeiro de 1944, na ilha ...

    Leia mais

    Denise Correia: “Corre sangue bom na veia dessa nêga”

    A cantora e atriz paranaense Denize Correia conta sobre ‘suas carreiras’: em Direito, cantando e atuando Por Fabiana Guia, do Correio Nagô  “Na veia da nêga corre amor / na veia da nêga corre o som / a veia da nêga é forte / na veia da nêga corre sangue bom“. Essa estrofe da música do compositor Jairzinho tem um pouco do que cabe na veia da atriz e cantora Denize Correia. Nessa veia cabe também o Direito, a música, o teatro, telenovela e muito mais do que foi possível perceber na entrevista que a atriz paranaense, que fez carreira em Salvador, concedeu ao Portal Correio Nagô. Filha da cidade de Alvorada do Sul, Região Metropolitana de Londrina, no Paraná, de família humilde, Denize chegou em Salvador ainda adolescente, em busca de novas oportunidades. Aqui se formou em Direito e embarcou no sonho: fazer teatro em uma grande companhia. E assim ...

    Leia mais

    Aos 95 anos, Dona Ivone Lara é tema de shows, exposição e livro

    Em “Dona Ivone Lara – A Primeira-Dama do Samba”, Lucas Nobile resgata os principais episódios da vida da cantora e compositora carioca Por MAÍRA DE DEUS BRITO, do Metrópoles  Difícil imaginar a história do samba sem Dona Ivone Lara. Prestes a completar 95 anos (seu aniversário é dia 13 de abril), a cantora e compositora carioca tem mais de seis décadas de música. Nos anos 1940, Dona Ivone escreveu os primeiros sambas-enredo e partidos-alto. Naquela época, o machismo era mais forte do que nos dias atuais e ela precisou buscar uma solução para que seus sambas fossem cantados na quadra da agremiação Prazer da Serrinha. A saída foi entregar as músicas para o primo Fuleiro, que interpretou as composições como se fossem dele. Em 1965, o ambiente predominantemente masculino das escolas de samba começou a mudar. Dona Ivone ingressou na Ala de Compositores da Império Serrano, onde fez história por ser a ...

    Leia mais
    Beyoncé (Foto: Getty Images)

    Beyoncé arrasa em apresentação no colégio da Blue Ivy

    Imagine que a escola do seu filho vai fazer um evento para arrecadar dinheiro e que a mãe de uma das crianças é uma cantora famosa e vai fazer uma apresentação. Agora imagine que esta mãe é a Beyoncé. Os pais de alunos do colégio da Blue Ivy viram esta história se tornar realidade e foi um arraso. Assista o vídeo e sinta a emoção. Depois do espetáculo, ela ainda tirou foto com alguns pais: Foto: Reprodução/ Twitter Foto: Reprodução/ Twitter

    Leia mais

    Rapper Kessidy lança seu primeiro videoclipe e traz à tona machismo e racismo

    O vídeo começa com uma pequena apresentação: “Eu sou Kessidy Kess, eu comecei o meu trabalho assim e eu sou uma mulher preta. E eu sou uma pessoa que defende muito a minha pauta, sabe?”. A partir daí, a música ‘No baile’ ganha vida. A primeira frase já diz a que veio: “Mundo machista e patriarcal, a gente grita, mas quase ninguém escuta!”. Por Isabela Mercuri, do Olhar Direto  E durante 2:41min a rapper canta sobre o que é ser uma mulher preta, o machismo e o racismo que sofre e sofreu todos os dias. Este é o primeiro clipe da cuiabana que começou a escrever aos onze anos, em sua casa no CPA – onde vive até hoje, e onde foi gravada grande parte de seu videoclipe. Nos últimos tempos, a cantora já tinha gravado algumas músicas, mas esta é a primeira vez que seu trabalho se torna uma produção ...

    Leia mais
    2015. Crédito: Diego Bressani/Divulgação. Cantora brasiliense Ellen Oléria.

    Ellen Oléria estreia na tevê no programa ‘Estação plural’

    A atração da TV Brasil celebra a diversidade e conta ainda com Fefito e Mel Gonçalves Por Diego Ponce de Leon, do Divirta-se Mais  Ellen Oléria é plurivalente. Embora seja conhecida pela música, pelo vozeirão e pelo repertório, nem só de canto vive Ellen. A partir da próxima sexta-feira, o espectador terá chance de conferir a artista como apresentadora de tevê. Ao lado do jornalista Fefito e da também cantora Mel Gonçalves, da banda Uó, a brasiliense surge à frente da nova atração da TV Brasil, Estação plural. O programa aparece com uma proposta inédita e ousada na grade aberta: discutir temas relacionados à diversidade, ao preconceito e à intransigência social. Racismo, homofobia, a cultura LGBT, por exemplo, serão algumas das pautas tratadas e debatidas pelos apresentadores e por convidados. No primeiro episódio, o médico Drauzio Varella, a atriz Bruna Lombardi e a jornalista Bárbara Gancia fortalecem a roda de discussão. ...

    Leia mais
    (Foto: Imagem retirada do site Virgula)

    Jovem africana faz cover emocionante de Beyoncé: veja vídeo

    O vídeo da estudante universitária Audrey Iteriteka, de Burúndi, país africano próximo a Ruanda e Tanzânia, ganha cada vez mais visualizações nas redes sociais. Nas imagens, ela aparece cantando – com uma voz encantadora – a música Halo, de Beyoncé. As imagens foram compartilhadas por diversos usuários no Youtube e acumulou mais de 1 milhão de visualizações em dois dias após serem publicadas no Facebook. A jovem contou em entrevista à TV Iwacu que não esperava a repercussão. Ela cantou, naquele dia, para um colega de classe, quem gravou e compartilhou o vídeo. Desde que as imagens caíram na web, no final do último ano, Audrey já gravou outros hits como Without You, de Mariah Carey, foi contatada por agentes e profissionais da música. Foto: Reprodução/ Virgula

    Leia mais

    Hoje na História, 21 de Fevereiro de 1933 nascia Nina Simone

    Eunice Kathleen Waymon mais conhecida pelo nome artístico Nina Simone (Tryon, 21 de fevereiro de 1933 – Carry-le-Rouet, 21 de abril de 2003) foi uma pianista, cantora, compositora e ativista pelos direitos civis norte-americanos. É bastante conhecida nos meios musicais do jazz, mas trabalhou com diversos estilos musicais na vida, como música clássica, blues, folk, R&B, gospel e pop. O nome artístico foi adotado aos 20 anos, para que pudesse cantar blues escondida de seus pais, enquanto treinava para tornar-se uma pianista clássica, em bares de Nova York, Filadélfia e Atlantic City. "Nina" veio do espanhol de menina e "Simone" foi uma homenagem à atriz francesa Simone Signoret. Foi a sexta de oito filhos, sendo sua mãe uma ministra metodista e seu pai um marceneiro, quando jovem foi impedida de ingressar no Instituto de Música Curtis na Filadélfia, apesar de ter cursado piano clássico na severa Juilliard School, em Nova York. Também se destacou por posicionar-se contra ao racismo na crescente onda que tomava os Estados Unidos na década de 1960. Devido ao seu envolvimento, cantou no enterro de Martin Luther King. Depois de fracassar na tentativa de ser uma grande concertista ...

    Leia mais
    Foto: Divulgação

    Rapper Yzalú lançará novo álbum. Confira!

    O álbum completo sai, virtualmente, apenas no próximo dia 08/03, Dia Internacional da Mulher. Mas a rapper paulistana Yzalú já adiantou o single “Minha Bossa É Treta”. Além do som, outra coisa que chama muito a atenção é a capa do álbum , também divulgada: pela primeira vez, Yzalú mostra a prótese que tem na perna direita. “Quando vi essa foto, tive certeza que ela deveria ilustrar a capa do meu novo álbum. Acho que expõe uma realidade ainda sem voz e que segundo os últimos dados do IBGE representa quase 25% da população brasileira”, diz a cantora. “Eu quero que a minha música seja fonte de mudança e transformação na vida de quem ouve. É isso que me motiva e me impulsiona a seguir sempre em frente, mostrando as minhas verdades e incentivando pessoas a terem orgulho de quem são através da minha arte, do meu trabalho…”, complementa Yzalú.O ...

    Leia mais
    Foto: Reprodução/Youtube/Formation

    De surpresa, Beyoncé lança nova música e novo clipe

    Beyoncé pegou gostou pelas surpresas. Que bom que o HuffPost Brasil está sempre ligado. no HuffPost Brasil Neste sábado de Carnaval, foi a vez dela mostrar ao mundo a música Formation, que veio acompanhada de um clipe. Segundo o site Stereogum, é a primeira canção inédita solo dela desde o premiadíssimo disco BEYONCÉ, de 2014. Ah, e não esqueça que ela estará no intervalo do Super Bowl 50, neste domingo, ao lado do Coldplay. É possível que Formation esteja na apresentação da cantora. Então é melhor já se acostumar com a música nova. Legendado Formation (Dirty) ASSISTA O VÍDEO ORIGINAL >>> https://goo.gl/UDozK6 Publicado por Bruna Martinez em Sábado, 6 de fevereiro de 2016

    Leia mais
    Elza Soares se apresentará às 20h, na Praça da República / Divulgação

    Bloco afro homenageia e recebe Elza Soares em SP

    Junto com a cantora, grupo de mulheres se reunirá na Praça da República no início de fevereiro Do Diário SP Online O Bloco Afro Ilú Obá De Min, composto apenas por mulheres, homenageará em seu Carnaval de 2016 a cantora Elza Soares. O grupo sairá da Praça da República, no próximo dia 5 de fevereiro (sexta-feira), às 21h, e passará pela Avenida São Luiz e Rua Xavier de Toledo, até chegar à Praça das Artes. Antes disso, às 20h, a cantora eleita como a voz do milênio pela BBC de Londres fará uma participação especial no show do bloco montado na Praça da República, onde as componentes se concentram, e em seguida participará de parte do cortejo, formado por danças e cantos em Yorubá dos terreiros de Candomblé e de diversas manifestações da cultura afro-brasileira e africana. Cinco composições contando a trajetória de Elza também serão interpretadas pelas cantoras do bloco. ...

    Leia mais

    Você sabia que foi uma mulher negra que criou “Rock N’Roll”?

    Quase que completamente desconhecida hoje, Sister Rosetta tinha um programa gospel na rádio nos anos 30, 40. Reza a lenda que King of Rock N’Roll,  Mr. Elvis, quando criança, saía correndo da escola para ouvir o programa e as músicas que ela cantava. Do Pensador Anonimo O jeito dela cantar e tocar guitarra acabou sendo assimilado por outro King, o B.B. E ainda há o terceiro King, desta vez o do Folk, Bob Dylan, assumidamente fã desta artista extraordinária. É gratificante relembrar e curtir os antepassados negros que fizeram a história do blues americano, como a pioneira Sister Rosetta Tharpe, a madrinha-avó do Rock And Roll. Sister Rosetta Tharpe foi um amor à primeira vista. Aquela mulher de energia possante a brincar com a guitarra, faz lembrar Chuck Berry. A verdade é que foi esta a mulher que inspirou Chuck Berry. A mulher “bonita, divina sem mencionar sublime e esplêndida”, como Bob ...

    Leia mais
    Gregg DeGuire/WireImage

    Compositora e agora roteirista: Beyoncé vai escrever e protagonizar filme sobre escravidão

    Beyoncé já estrelou uma série de longa-metragens no passado – Dreamgirls, Obsessiva – todos muito bem recebidos pela crítica e grandes sucessos de bilheteria, e, aparentemente, ela pretende expandir ainda mais sua carreira no cinema em 2016. no Portal dos Famosos A hitmaker de Drunk in Love é uma das maiores, senão a maior, performers do mundo, mas ainda não é tão levada a sério nas telonas quanto deseja. E, desta vez, o projeto é ainda mais ambicioso: ela romantizará a poderosa história de , uma mulher negra vendida à escravidão por homens escoceses que precisou batalhar seu caminho até a liberdade novamente na corte inglesa. Saartje Baartman. De acordo com o The Mirror, Beyoncé já contratou um time de professores de teatro e roteiristas experientes para ajudá-la a trazer a trajetória de Baartman à realidade. Para completar, a cantora quer estrelar ela própria no filme como Saartjie, e um elenco de peso também pode estar encaminhado, mesmo que ...

    Leia mais

    Morreu a inesquecível Natalie Cole

    Filha e herdeira musical de Nat King Cole, a cantora morreu na véspera de Ano Novo em Los Angeles. Tinha 65 anos. por Luís Miguel Queirós no Público A cantora Natalie Cole, filha de Nat King Cole e intérprete de sucessos como This Will Be (An Everlasting Love) I’ve Got Love on My Mind, Miss You Like Crazy ou Unforgettable, o dueto virtual que gravou com o pai, morreu nesta quinta-feira aos 65 anos no hospital Cedar Sinai, em Los Angeles, nos Estados Unidos. Natalie Cole lutava há anos com graves problemas de saúde, que ela própria atribuía a um passado de consumo de heroína, cocaína e outras drogas, dependência que ultrapassara em 1984, após ter passado meio ano numa clínica de reabilitação. Em 2008 foi-lhe diagnosticada hepatite C, provavelmente contraída décadas antes através de uma agulha infectada. Alguns meses após ter começado a fazer quimioterapia, Cole teve uma falência renal e assumiu na televisão, no programa ...

    Leia mais

    Aretha Franklin emociona plateia com apresentação de Natural Woman

    Rainha do soul subiu ao palco do Prêmio Kennedy e fez Obama chorar e a cantora Carole King surtar Do Correio Braziliense  Emoção é pouco para definir a apresentação de Aretha Franklin durante o Prêmio Kennedy. A premiação, que aconteceu no dia 6 de dezembro, mas só foi transmitida na TV norte-americana nessa terça-feira (29) reconhece artistas de diferentes categorias que contribuíram para a industria de artes cênicas nos EUA. Aos 73 anos, Aretha subiu no palco e logo já arrancou lágrimas do presidente Barack Obama. A cantora Carole King também não escondeu a emoção de ver a diva do soul performando a música Natural woman. Todos os outros artistas presentes, incluindo George Lucas e as atrizes Viola Davis e Gina Rodrigues também se emocionaram com a apresentação. Em um certo momento, Aretha ainda tirou o casaco e exibiu os braços, em resposta às críticas que recebeu após se apresentar ...

    Leia mais
    Fotos © www.stephmunnier.com

    ‘Poderia ter sido eu’, diz Elza Soares sobre chacina de Costa Barros

    "A carne mais barata do mercado é a carne negra". Foi cantando o refrão da canção A Carne a plenos pulmões que a cantora Elza Soares desabafou, há cerca de três semanas, sobre o caso dos cinco jovens assassinados por policiais militares em Costa Barros, no Rio de Janeiro. O vídeo da apresentação se espalhou nas redes sociais. Por Luís Barrucho, do BBC Brasil  "Até quanto negros serão mortos nesse país?", pergunta ela, em entrevista, à BBC Brasil. "Negro é gente. Precisamos de uma vacina contra essa doença incurável chamada racismo", vaticina. "Se não tivesse tido oportunidade, poderia ser eu no lugar daqueles meninos", acrescenta. Aos 78 anos, Elza fala do assunto com conhecimento de causa. Nascida em uma favela no subúrbio do Rio de Janeiro, filha de uma lavadeira e de um operário, ela conseguiu contornar o futuro sombrio reservado a quem é, em suas palavras, "pobre e negro". Elza ...

    Leia mais
    (Foto: Divulgação)

    Janine Mathias evoca seu delírio onírico em novo clipe com parceria de Rodrigo Marques

    “Se tudo isso é paixão é fato se entregar?”, este é o questionamento por trás de toda a composição da música “Só Você”, novo clipe da cantora e compositora Janine Mathias, com a participação do baixo jazzístico de Rodrigo Marques. Gravado no estúdio Academia do Rock, em Curitiba, a música é mais um clássico sobre a paixão. Mas, para Janine Mathias, “Só Você” vai além das rimas piegas entre amor e dor, e apresenta versos de um delírio onírico buscado pela cantora. “É essa questão onde primeiro é preciso nos olharmos. E ai surge a entrega pro outro e por inteiro. Em um mundo onde a transparência é quase uma raridade, onde a entrega é quase uma fragilidade, eu falo dessa paz que devemos ter em nós. E assim, dividir a vida com o outro. E nesse caso eu falo mesmo do amor”. Diferente da dançante “No Flow”, clipe lançado ...

    Leia mais
    Página 2 de 15 1 2 3 15

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist