quinta-feira, setembro 24, 2020

    Tag: diversidade étnico-racial

    O ministro da Educação, Abraham Weintraub, participa da reunião da comissão mista, que analisa a MP 890/19, que cria o programa Médicos pelo Brasil em substituição ao antigo programa Mais Médicos

    Weintraub critica Talíria Petrone: “Não existe povo negro, existe brasileiro de pele escura”

    Em resposta, Talíria disse que quem divide o país "é esse governo, que governa apenas para os que sempre detiveram o poder: homens, ricos, latifundiários - como nos tempos coloniais" Da Revista Fórum  (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil) Em pronunciamento na Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, fez críticas à deputada federal Talíria Petrone (PSOL-RJ) dizendo que ela não tem o direito de representar os negros do país, pois “não existe povo negro, existe brasileiro de pele escura”. O ministro ainda usou como argumento para atacar a deputada que seu avô tinha a pele mais escura do que a dela. “Meu avô era mais escuro que ela. Quando ela se atribui como grande defensora do povo negro, não sei quem lhe deu esse cargo”, disse. A deputada, que estava presente no debate da Câmara, acusou o ministro ...

    Leia mais
    @PAULBONAFIDEEFERIANOR/Nappy.co

    A importância de promover um ensino contra o racismo

    Experiências raciais atravessam todo o processo de ensino e aprendizagem. Não dar visibilidade a essas questões dificulta a construção de uma educação de qualidade POR Tatiane Rodrigues e Ivanilda Cardoso, do Nova Escola  A diversidade étnico-racial se apresenta cotidianamente nas relações interpessoais, no pertencimento étnico-racial da comunidade escolar, nas brincadeiras (Foto: @PAULBONAFIDEEFERIANOR/Nappy.co) A diversidade étnico-racial se apresenta cotidianamente nas relações interpessoais, no pertencimento étnico-racial da comunidade escolar, nas brincadeiras, nas diferentes formas de linguagens corporais e artísticas, nas práticas docentes, na arquitetura e localização da escola. A escola não é uma instituição isolada da sociedade, portanto produz e/ou reproduz contradições históricas, sociais, raciais e econômicas. Com a extinção da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi) e esvaziamento das questões de gênero e relações raciais, exige-se ainda mais do professor um compromisso com seu processo de formação para uma educação antirracista. Novos desafios são postos ...

    Leia mais
    Eu era gestora da América Latina, ganhava um ótimo salário, tinha uma equipe grande. Mas jamais promoveriam para gerente uma mulher negra - Divulgação / Carta Capital

    ‘Diversidade é ter na empresa a representatividade da demografia’

    Nos corredores de uma empresa de investimento, em São Paulo, sobravam homens. Não havia nem sequer uma mulher por ali. Exceto ao final do corredor, em uma salinha pequena, menos ostentosa. Essa sim cheia de funcionárias – no setor de telemarketing. por Carol Castro no Carta Capital Eu era gestora da América Latina, ganhava um ótimo salário, tinha uma equipe grande. Mas jamais promoveriam para gerente uma mulher negra - Divulgação / Carta Capital “Quando perguntei, me disseram que, por serem carismáticas, falarem bem, colocaram as mulheres para fazer as vendas no telemarketing”, explica Liliane Rocha, CEO da consultoria Gestão Kairós e autora do livro “Como ser um líder inclusivo”. “Falaram que queriam contratar mais mulheres, mas que era muito difícil encontrar essas profissionais no setor financeiro, na área de investimento”. É justamente ali a primeira dificuldade - a falta de mobilidade; não só para mulheres, mas ...

    Leia mais
    blank

    Uma luz negra para nos espelhar

    'Pantera Negra' mostra negros que não são servos ou marginalizados, mas sim deuses por PJ KAIOWÁ no O Globo Lembro que, quando “Thor” foi anunciado, os fãs ficaram entusiasmados com a ideia de ver Asgard nas telonas. Tudo aquilo que vivíamos nos quadrinhos agora veríamos “de verdade”. Era de fato animador, mas será que um reino nórdico representaria a todos? Até que no terceiro filme do Capitão América surgiu o Pantera Negra, e ali mesmo já mostrou a que veio. Não foi apenas numa pontinha, ou como sidekick. Sua presença foi determinante na trama, e sua postura não mandava recados, batia de frente. Junto a ele, Wakanda, um reino localizado na África e que, em termos de importância, nada perdia para Asgard. Agora temos a estreia do seu filme solo, contando a história de T’Challa, herdeiro da dinastia governante daquele reino e líder ritual de seu clã Pantera. Nas HQ’s, é ...

    Leia mais
    blank

    Projeto Incluir Direito prepara estudantes negros para escritórios de advocacia

    Um conjunto de entidades lançaram nesta segunda-feira (10/3), em São Paulo, uma iniciativa com o objetivo de ajudar estudantes de Direito negros a terem condições de igualdade nos processos seletivos de escritórios. O projeto Incluir Direito contará com uma série de cursos ao longo de 2017, incluindo postura profissional, línguas e produção de textos. no Conjur A iniciativa é uma parceria entre o Centro de Estudos das Sociedades de Advogados (Cesa), o Instituto Presbiteriano Mackenzie e a Universidade Presbiteriana Mackenzie. A princípio, dez estudantes serão escolhidos. O edital do processo seletivo deve ser lançado na segunda quinzena de abril. As entidades organizadoras esperam que, no final dos cursos, os participantes disputem vagas em escritórios de advocacia vinculados ao Cesa e garantam sua inserção profissional nos melhores postos de trabalho. Até 2016, menos de 1% do quadro profissional de escritórios associados ao Cesa era formado por negros. Segundo o mesmo levantamento, nas seleções promovidas para a contratação de estagiários — principal meio de ingresso ...

    Leia mais
    blank

    Na publicidade brasileira, mais de 90% dos protagonistas ainda são brancos

    Sem esteriótipos. Na campanha do Dia dos Namorados de 2015, O Boticário fez retrato social diferente Estudo mostra que propaganda reproduz velhos conceitos de gênero e raça no País por Fernando Scheller no Estadão Um país com mais de 90% da população composta por brancos, em que as mulheres se dedicam principalmente aos cuidados com a casa e com a beleza. Este é o retrato do Brasil na publicidade veiculada na televisão, de acordo com uma pesquisa feita pela agência brasileira Heads, com o auxílio da ONU Mulheres. O objetivo da iniciativa conjunta é combater estereótipos na propaganda e na mídia. Para chegar à conclusão de que as simplificações sociais continuam a dar o tom da publicidade no País, a Heads monitorou, durante os dias 25 a 31 de janeiro, mais de 2,3 mil inserções de 30 segundos exibidas em intervalos comerciais de duas emissoras: a TV Globo e o Megapix (canal ...

    Leia mais
    blank

    Inspirado em filho adotivo, americano cria curativos para pele negra

    Produto vem em 3 tons de pele, todos mais escuros que os convencionais. Americano branco criou empresa após não achar opções para o filho negro. por Flávia Mantovani no G1 Quando seu filho Kai machucou a testa, o americano Toby Meisenheimer foi à farmácia em busca de um curativo e voltou com um incômodo: na prateleira desse produto, não havia nenhuma opção da cor da pele do garoto. Negro, Kai é um dos três filhos adotivos de Toby, que é branco e tem ainda outros dois filhos biológicos. Ele conta que ficou impressionado de nunca ter pensado nisso antes. “Não acredito que vivi 38 anos sem perceber que os curativos vinham em um formato que só combina com um tom de pele. Isso não está certo”, pensou. Professor de matemática e consultor em uma firma de investimentos financeiros na região de Chicago, Toby então resolveu criar um produto que suprisse essa lacuna ...

    Leia mais
    blank

    Palmas sediará Forum de Educação e Diversidade Étnico Racial do Paraná

    O lançamento oficial do encontro estadual ocorrerá na sexta-feira(25) no Centro Cultural Dom Agostinho Por  Ivan Cezar Fochzato, do RBJ No próximo dia 25, sexta-feira, às 19h00, ocorrerá em Palmas, sul do Paraná, o lançamento oficial do XIII Forum Permanente de Educação e Diversidade Étnico Racial do Paraná – FPEDER, que ocorrerá no próximo ano no município. A partir de então será formalizada a agenda e iniciados os  trabalhos visando o evento, que deverá reunir representantes de várias regiões paranaenses no mês de 11 a 13 de junho. Seguindo as orientações gerais para os Fóruns, a partir do evento de sexta-feira começam a ser elaboradas os planos de trabalho; sensibilização, publicidade, levantamentos, proposições de atividades como cursos e oficinas, agenda de reuniões preparatórias. A definição de Palmas ocorreu durante o XII Forum realizado em Campo Largo, no mês de agosto, quando o município concorreu com Umuarama a condição de sediar o próximo evento. ...

    Leia mais
    blank

    TV Globo nega racismo em foto sobre ‘diversidade’ só com mulheres louras

    Dezessete mulheres louras, brancas, de cabelos lisos se enfileiram para a foto, como um time de futebol. Diz a legenda: "O concurso 'Bailarina do Faustão' tem mostrado a diversidade da beleza da mulher brasileira. Gatas para todos os gostos". Publicada no Facebook, a imagem gerou quase 30 mil comentários, compartilhamentos e curtidas em apenas dois dias. A maioria critica a ausência de negras na postagem que exalta a diversidade feminina - a proporção oficial de negros (pessoas que se declaram pretas ou pardas, segundo o IBGE) representa mais de metade (50,74%) da população brasileira. Procurada pela reportagem, a TV Globo disse inicialmente desconhecer a polêmica em torno da postagem. Após o contato da BBC Brasil, a emissora afirmou, por e-mail, que "o post não reflete a totalidade das participantes do quadro". A produção do programa afirma que "o Domingão do Faustão, assim como toda a programação da Globo, repudia qualquer tipo ...

    Leia mais
    blank

    Novas geração de Barbies traz bonecas com vários tons de pele, olhos e cabelos

    Criada em 1959, a boneca mais famosa do mundo acaba de se reinventar. Conhecida como sinônimo de uma perfeição inatingível, a Barbie passou a ser criticada nos últimos anos por seu padrão de beleza eurocêntrico e irreal. Por conta disso, a Mattel acaba de lançar uma nova geração do produto, que promete conquistar os mais variados públicos. no MdeMulher de Priscila Doneda do Brasil Post A coleção Barbies Fashionistas traz para o público 8 tons de pele, 14 rostos, 18 cores de olhos e 23 cabelos diferentes (com novas cores, formatos e texturas). Além disso, a Barbie irá, finalmente, descer do salto alto! Depois de mais de 50 anos, a boneca ganhou um tornozelo móvel e articulável, que a permite usar sapatilhas, botas, tênis e, claro, scarpin. "Como você inspira os outros e expressa o seu estilo único? Sendo você!", estimulou a marca, que já divulgou algumas fotos dessa nova coleção, ...

    Leia mais
    blank

    Aldo, o menino negro da escola

    Na minha escola, havia o Aldo. Era ele o menino negro da escola particular paulistana. Por acaso, ele estudava na minha classe. Era alto e quieto, tinha um sorriso discreto e era bom aluno, mas não me lembro muito mais dele, exceto que ele foi a única pessoa negra com quem estudei na minha escola primária. por Deborah Kietzmann Goldemberg no Brasil Post Anos depois, fui me dar conta do real significado da presença de Aldo naquela classe na década de 80. Da excepcionalidade dele estudar ali. Nós, seus colegas de classe, sabíamos que ele era negro, diferente de nós por isso, mas não sabíamos exatamente o que significava de ser isso no Brasil. Essa consciência política só me veio na época da faculdade. Depois disso, a felicidade de conhecer e conviver com pessoas negras que ampliaram a minha vida. Quando tive minha filha, exatos trinta anos depois, uma das características que ...

    Leia mais
    blank

    Teatro de bonecos em São José dos Campos mostra diversidade africana

    O espetáculo teatral “Os Orixás”, do grupo Giramundo Teatro de Bonecos de Belo Horizonte apresenta a riqueza da cultura africana em espetáculo deste sábado (11), às 20h, e domingo (12), às 18h, no Sesc São José dos Campos. O ingresso custa de R$ 3 a R$ 15. A peça apresenta a gênese do mundo, da terra e do homem. Dirigido por Álvaro Apocalypse, a companhia fala de lendas da mitologia africana, suas interpretações da criação do mundo e de personagens marcantes da história da cultura iorubá, de países da África Ocidental. A tradição iorubá mostra ligações com a cultura brasileira por meio de costumes, culinária, danças, músicas, etc. "Orixás" existe desde 2001 e faz parte do repertório de mais de 40 anos do Giramundo criando teatro de bonecos. Foi um dos pioneiros no Brasil a utilizar diferentes técnicas e linguagens neste gênero teatral. Em Belo Horizonte, há o Museu Giramundo, ...

    Leia mais
    iStockphoto

    “Você faz a Diferença” retrata racismo no ambiente escolar

    Dirigido por Miriam Chnaiderman, curta reúne depoimentos de alunos e professores sobre preconceito e a importância de refletir sobre as diferenças Do Catraca Livre iStockphoto Educação é elemento básico para o desenvolvimento de qualquer pessoa e a escola desempenha um papel fundamental nesse processo. Contudo, o ambiente escolar não está livre das muitas “chagas” que assolam o convívio social. Uma delas  - talvez a que mais resista à emancipação do pensamento humano – é discriminação racial. Um documentário produzido em 2005 buscou retratar as muitas facetas do preconceito no âmbito escolar. Intitulado “Você faz a Diferença”, o trabalho dirigido por Miriam Chnaiderman reuniu depoimentos de alunos, professores e pessoas que por conta de sua etnia ou condição social foram coagidas e humilhadas. O doc pode ser assistido na íntegra    

    Leia mais
    iStockphoto

    Negros defendem mudanças na educação para garantir respeito à diversidade racial

    O Brasil precisa garantir mudanças na educação pública para oferecer aos estudantes melhor acesso à cultura africana, a fim de se combater a discriminação racial. A advertência foi feita pelos participantes da sessão solene que a Câmara Legislativa realizou na manhã desta sexta-feira (30) para homenagear a África e também a "Década das Mulheres", conforme proposto pela Organização das Nações Unidas (ONU). O dia internacional dedicado ao continente africano é 25 de maio. DO  Câmara Legislativa iStockphoto O evento – de autoria do deputado Cláudio Abrantes (PT) – reuniu, no plenário, militantes do movimento de defesa da igualdade racial, além de representantes de entidades e órgãos do governo ligados às questões raciais e de gênero. Contou ainda com embaixadores e membros do corpo diplomático de países africanos. Nas manifestações, foi  unânime o discurso de defesa da luta contra o racismo e de reconhecimento da relevância das raízes culturais africanas para a formação do povo brasileiro. ...

    Leia mais
    blank

    Em busca do protagonismo perdido

    Eduardo Alves, diretor do Observatório de Favelas e militante de partidos de esquerda desde jovem, escreveu artigo em seu Facebook questionando o lugar da "esquerda" e da "direita" nos dias de hoje, quando nas redes sociais pessoas "de esquerda" se posicionam de forma conservadora. Em vez de tentar modificar esses conceitos, Eduardo aponta o grupo social que vê como principal protagonista de transformações: "O grupo social ao qual pretendo me aproximar, aprender, ensinar, dialogar, modificar ao ser modificado, contribuir ao incorporar contribuições, me misturar, é esse: os pobres, negros, moradores de territórios populares, principalmente favelas e periferias. E isso não foi sempre assim" Por Eduardo Alves, publicado em sua página no Facebook Em busca do protagonismo perdido  Duas formas de ver o mundo, entre as outras várias, me chamaram atenção desde cedo em minha vida. Uma a que identificava aquilo que era sempre igual. Outra, que buscava identificar a diferença. A primeira ...

    Leia mais
    africacampanhafacebookrep

    Estudantes africanos criam Campanha para mostrar diversidade da África: “não somos um país”

    Campanha traz estudantes segurando bandeiras de países do continente africano Um grupo de estudantes africanos que vive nos Estados Unidos lançou uma campanha em fotos em uma tentativa de dissipar equívocos e preconceitos sobre o continente em que nasceram. Chamada de The Real Africa: Fight the Stereotype (A Verdadeira África: Combata o Estereótipo, em tradução livre), a campanha no Facebook busca destruir estereótipos e mostrar que o continente africano não é uma entidade homogênea, mas um território diversificado com mais de 50 países. As informações são da CNN. A campanha mostra imagens dos membros da Associação de Estudantes Africanos de Ithaca College, em Nova York, segurando com orgulho bandeiras de diversos países africanos. Em cada fotografia, os alunos mostram uma mensagem simples para refutar os comentários ignorantes e ofensivos que costumam ouvir. "O que nós queríamos fazer era abraçar as bandeiras individuais dos países da África", afiimou Rita Bunatal, chefe de relações públicas da ...

    Leia mais
    o continente africano tem 61 países ou territórios dependentes

    10 ideias errôneas que temos sobre a África

    Uma jornalista da Namíbia, Christine Vrey, estava revoltada com a ignorância das pessoas com quem já conversou a respeito de seu continente natal, a África. Segundo ela, o mundo ocidental sabe muito menos do que deveria sobre o continente africano, pecando por ignorância e preconceitos. Pensando nisso, Christine elaborou uma lista com dez ideias enganosas sobre o continente. Confira: 10 – A ÁFRICA É UM PAÍS o continente africano tem 61 países ou territórios dependentes Pode parecer inacreditável, mas muitas pessoas, segundo ela, ainda pensam que a África inteira é um país só. Na verdade, o continente africano tem 61 países ou territórios dependentes, e população superior a um bilhão de habitantes (o que faz deles o segundo continente mais populoso, atrás apenas da Ásia). 9 – A ÁFRICA INTEIRA É UM DESERTO a África apresenta um rico ecossistema com florestas, savanas e até montanhas onde há ...

    Leia mais
    iStockphoto

    Projeto: Respeito à diversidade na escola

    iStockphoto Objetivos - Geral Estimular intervenções individuais e coletivas contra atitudes preconceituosas. - Para a equipe diretiva e a coordenação pedagógica Criar condições necessárias para que as ações sejam realizadas. - Para os professores Definir conteúdos, atividades e abordagens metodológicas que tratem a cultura negra de modo transdisciplinar. - Para os alunos Compreender a diversidade étnico-racial e respeitá-la. - Para os funcionários Participar de ações educativas que visam melhorar o comportamento de todos com relação à diversidade. - Para os pais Colaborar com as ações propostas pela escola e, assim, desenvolver atitudes de respeito à diversidade étnica e racial. Conteúdos de Gestão Escolar - Administrativo Levantamento dos perfis dos alunos, elaboração de questionários, tabulação dos dados e organização de atividades. - Comunidade Estímulo à reflexão sobre o tema. - Aprendizagem Estudo da cultura afrobrasileira e das semelhanças e diferenças entre grupos étnicos existentes na escola. Elaboração de estratégias de combate à discriminação para a formação continuada dos professores. Tempo estimado Um ano. ...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist