segunda-feira, novembro 30, 2020

    Tag: jovens

    Isabela dos Santos Silva, estudante de pedagogia Foto: Fabio Rossi / Agência O Globo

    Geração perdida: Pandemia fará economia ter pior desempenho em 120 anos, com ameaça a futuro dos jovens

    RIO - Décadas “perdidas” desperdiçam gerações, e os jovens brasileiros se veem espremidos entre a mais perdida delas e um futuro incógnito. É na década que termina este ano que o país estagnou e sofreu o maior recuo de renda de sua História. A retomada lenta após recessão profunda foi atropelada pela pandemia, selando um desastre econômico maior que o dos anos 1980 e que deixou um quarto dos jovens sem trabalho. Pela frente, especialistas preveem uma recuperação incerta sob a sombra do coronavírus, desemprego e desigualdade mais elevados e freio à mobilidade social. Um coquetel desalentador para a juventude mais preparada que o país já teve, sobretudo a mais pobre, e que atravessará a crise no auge do seu potencial. O PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro nesta década, entre 2011 e 2020, praticamente não cresceu. Deve fechar este ano com taxa média de 0,1% a 0,3%, dependendo do buraco ...

    Leia mais

    Jovens juiz-foranos combatem preconceito e discutem questões raciais na internet

    Assuntos como sobrepeso e desigualdade social são abordados em perfis e vídeos. Do G1 Diley Almeida criou o "Project 365" para falar sobre sobrepeso na internet (Foto: Reprodução/TV Integração) Três mineiros de Juiz de Fora estão usando as redes sociais para combater o ódio e discutir sobre formas de reagir ao preconceito e ao bullyng. Um deles é o produtor de moda, Diley Almeida. Incomodado com a reação das pessoas ao seu sobrepeso, ele decidiu criar uma plataforma para falar abertamente sobre o tema. O Project 365 pretende compartilhar o dia a dia e deixa claro que não quer incentivar o emagrecimento e sim o amor próprio. Projeto criado para proporcionar apoio e interação as pessoas obesas. A ideia de criar o perfil surgiu após um episódio em um ônibus do transporte público. "O trocador perguntou se eu queria sentar na frente, e eu entendi que ele ficou ...

    Leia mais

    Crescimento constante: taxa de suicídio entre jovens sobe 10% desde 2002

    De assunto mantido entre quatro paredes a tema de série na internet, o suicídio de jovens cresce de modo lento, mas constante no Brasil: dados ainda inéditos mostram que, em 12 anos, a taxa de suicídios na população de 15 a 29 anos subiu de 5,1 por 100 mil habitantes em 2002 para 5,6 em 2014 - um aumento de quase 10%. Por Fernanda da Escóssia, do BBC  Os números obtidos com exclusividade pela BBC Brasil são do Mapa da Violência 2017, estudo publicado anualmente a partir de dados oficiais do Sistema de Informações de Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde. Um olhar atento diante de uma série histórica mais longa de dados permite ver que o fenômeno não é recente nem isolado em relação ao que acontece com a população brasileira. Em 1980, a taxa de suicídios na faixa etária de 15 a 29 anos era de 4,4 por 100 ...

    Leia mais

    O Estado Terrorista

    O que legitima e existência de um estado é o Direito. Se a lei não serve para nada e pudermos fazer tudo, não estamos em um estado de direito e não existe direito algum, apenas uma situação anárquica. A Juiza da Vara de Execuções de Medidas Sócio Educativas atendendo a requerimento do Ministério Público e verificando o estado de desrespeito à dignidade da pessoa humana em que se encontram os jovens que cumprem medidas no DEGASE, onde com capacidade para 1051 adolescentes, encontram-se cumprindo medida de internação 2780 internos decretou a proibição de exceder o número máximo de capacidade de cada unidade desde fevereiro de 2016. Por Siro Darlan Do Jornal Do Brasil  Demonstrando total descaso com o compromisso constitucional de respeitar a dignidade da pessoa humana, o Estado não apenas recorreu, como continuou apreendendo adolescentes que são submetidos à mais torpe situação de tortura permanente em razão do desvio de ...

    Leia mais
    Foto: Marta Azevedo

    Moços, superem

    por: Flávia Oliveira Cinco gerações se passaram desde a abolição e o Brasil ainda tem jovens racistas. Eles se mostram nos estádios e nas redes sociais Foto: Marta Azevedo Nada mais triste para quem cruzou a fronteira da maturidade do que mirar, na outra margem, jovens com ideias atrasadas. Aconteceu esta semana, um par de vezes. O casal Maria das Dores e Leandro, de Muriaé (MG), foi alvo de comentários racistas numa rede social, dias depois de a moça, negra, postar foto com o namorado, branco. A última quinta-feira já se despedia, quando o goleiro Aranha, do Santos, foi xingado de macaco por torcedores do Grêmio, num estádio em Porto Alegre. Nas imagens do canal ESPN é visível a pouca idade dos racistas; uma foi identificada na mesma noite. No episódio das Gerais, a polícia conseguiu identificar os agressores. Moram em São Paulo, têm de 15 ...

    Leia mais
    Longe do "padrão FIFA", jovens da periferia de 20 países se encontram no Mundial de Futebol de Rua

    Longe do “padrão FIFA”, jovens da periferia de 20 países se encontram no Mundial de Futebol de Rua

    Dodô Calixto Evento em SP propôs diálogo e solidariedade de atletas que vivem em situação de risco em seus países Fim de jogo. Mas, diferente do futebol tradicional, não há apito final do juiz. É assim: no Mundial de Futebol de Rua, disputado durante o mês de julho em SP, são os atletas que decidem tempo e duração da partida. “Para jogar o futebol de rua são três regras básicas. Primeiro, homem e mulheres jogam juntos. Segundo, não tem juiz. Terceiro - e mais importante-, são os atletas que decidem as regras e o resultado do jogo, com base na solidariedade e cooperação entre equipes”, explica o secretário mundial do evento, Fábian Ferraro.Assista ao encontro e ao depoimento dos jovens no Largo do Batata, em Pinheiros A partida também é dividida em três tempos. Na primeira parte, acontece uma conversa para decidir as regras. O segundo tempo é a partida ...

    Leia mais

    É agora, José! A fé da pedagoga Dagmar Garroux

    Pedagoga completa três décadas de atividades em casa na periferia paulistana que se tornou referência de educação não formal por Ieda Estergilda de Abreu, do  Rede Brasil Atual JESUS CARLOS/IMAGEMGLOBAL Ela chega nos lugares já dizendo que gosta de contar histórias, e tem muitas, histórias da mais pura, dura e valiosa vida. São três décadas atuando como educadora na zona sul de São Paulo, entre os bairros Capão Redondo, Parque Santo Antônio e Jardim Ângela. Diz também que não cumpre missão. “Sou uma felizarda, adoro o que faço, vivo uma troca constante com crianças e jovens, o dia a dia é minha maior recompensa.” Dagmar Rivieri Garroux é pedagoga, paulistana de Santo Amaro, 60 anos, fundadora da Casa do Zezinho, referência no Brasil de educação não formal, engajamento coletivo e perseverança. É mais conhecida como tia Dag. É calça jeans, tênis, camiseta. Em vez do espelho, ...

    Leia mais

    Apenas 22% dos jovens mais pobres completaram o ensino médio aos 19 anos

    Etapa final da educação básica deveria ser concluída aos 17 anos; entre mais ricos, índice de conclusão sobe para 84,1%. Para especialista, escola precisa se reinventar para atrair jovem Por Priscilla Borges, do Ultimo Segundo Foto|: Amana Salles/Fotoarena Permanecer na escola, quando se é pobre, é um grande desafio. Dados compilados a partir da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) mostram que, aos 19 anos de idade, jovens que já deveriam estar na universidade ainda estão longe de concluir a educação básica. Especialmente os mais pobres. Apenas 22,4% deles concluem o ensino médio nessa idade. Entre o quinto (20%) mais rico da população, a realidade é bastante diferente, apesar de ainda não ser a ideal: 84,1% dos jovens de 19 anos já concluíram o ensino médio. O ideal é os alunos terminassem a educação básica com 17 anos. As desigualdades são ainda maiores quando a comparação ...

    Leia mais
    "O voto do jovem da classe C vai ser preponderante"

    “O voto do jovem da classe C vai ser preponderante”

    O presidente do instituto Data Popular, Renato Meirelles, repercute pesquisa "A Relação dos Jovens com a Política", que mostra a importância do jovem da classe C nas próximas eleições. Apesar de 81% dos brasileiros entre 18 e 30 anos considerar a política um assunto importante, só 32% afirmam entender de política. "É como se a política fosse analógica e o jovem fosse digital", avalia Meirelles em entrevista a Sonia Racy, do Estadão Sete em cada dez brasileiros entre 18 e 30 anos acreditam que seu voto pode mudar o País. A informação foi revelada pelo presidente do instituto de pesquisas Data Popular, o publicitário Renato Meirelles, ao blog de Sonia Racy, do Estadão. O dado faz parte da pesquisa "A Relação dos Jovens com a Política", que mostra ainda que 58% dos jovens acham que o Brasil seria melhor sem partidos. "O voto do jovem da classe C vai ser preponderante (nas próximas eleições). ...

    Leia mais
    Um dia isto tinha que acontecer - Por: Mia Couto

    Um dia isto tinha que acontecer – Por: Mia Couto

    Está à rasca a geração dos pais que educaram os seus meninos numa abastança caprichosa, protegendo-os de dificuldades e escondendo-lhes as agruras da vida. Está à rasca a geração dos filhos que nunca foram ensinados a lidar com frustrações. A ironia de tudo isto é que os jovens que agora se dizem (e também estão) à rasca são os que mais tiveram tudo. Nunca nenhuma geração foi, como esta, tão privilegiada na sua infância e na sua adolescência. E nunca a sociedade exigiu tão pouco aos seus jovens como lhes tem sido exigido nos últimos anos. Deslumbradas com a melhoria significativa das condições de vida, a minha geração e as seguintes (atualmente entre os 30 e os 50 anos) vingaram-se das dificuldades em que foram criadas, no antes ou no pós 1974, e quiseram dar aos seus filhos o melhor. Ansiosos por sublimar as suas próprias frustrações, os pais investiram ...

    Leia mais

    Os jovens que esquecem a história e a memória. Por Umberto Eco

    É um truísmo que os jovens carecem de conhecimento histórico geral. Mas, na minha experiência, para muitos jovens o passado se achatou em uma grande nebulosa indiferenciada. É por isso que, em uma carta aberta publicada recentemente na revista italiana "L'Espresso", aconselhei meu neto adolescente a exercitar sua memória aprendendo de cor um longo poema. Eu temo que as gerações mais jovens de hoje corram o risco de perder o poder da memória, tanto a individual quanto a coletiva. Pesquisas revelaram os tipos de enganos que persistem entre jovens ostensivamente educados: por exemplo, li que muitos universitários italianos acreditam que Aldo Moro foi líder da organização militante Brigadas Vermelhas, quando na verdade ele foi primeiro-ministro da Itália e as Brigadas Vermelhas foram responsáveis por sua morte em 1978. Escrevi a carta para meu neto em dezembro, mais ou menos na época em que um certo vídeo se tornou viral no ...

    Leia mais
    Meu filho, você não merece nada - Por: ELIANE BRUM

    Meu filho, você não merece nada – Por: ELIANE BRUM

    A crença de que a felicidade é um direito tem tornado despreparada a geração mais preparada. Ao conviver com os bem mais jovens, com aqueles que se tornaram adultos há pouco e com aqueles que estão tateando para virar gente grande, percebo que estamos diante da geração mais preparada – e, ao mesmo tempo, da mais despreparada. Preparada do ponto de vista das habilidades, despreparada porque não sabe lidar com frustrações. Preparada porque é capaz de usar as ferramentas da tecnologia, despreparada porque despreza o esforço. Preparada porque conhece o mundo em viagens protegidas, despreparada porque desconhece a fragilidade da matéria da vida. E por tudo isso sofre, sofre muito, porque foi ensinada a acreditar que nasceu com o patrimônio da felicidade. E não foi ensinada a criar a partir da dor. Há uma geração de classe média que estudou em bons colégios, é fluente em outras línguas, viajou para ...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist