terça-feira, julho 14, 2020

    Tag: Mandela

    blank

    SADC destaca figura de Mandela

    Em reconhecimento à contribuição de Nelson Mandela à cultura da paz e à liberdade dos povos, o secretário-executivo da Comunidade de Desenvolvimento dos Países da África Austral (SADC), Stergomena L. Tax, destacou on-tem, em comunicado, o papel de Nelson Mandela “Madiba” na concretização da paz, liberdade e justiça social na África do Sul e na consolidação da democracia no continente e no mundo. Por Victor Silva | Caetano Júnior, Do Jornal de Angola  (Media24/Gallo Images/Getty Images) Stargomena Tax disse que Nelson Mandela representa o símbolo da democracia e liberdade não só para o povo da África do Sul, mas também da região Austral do continente e do mundo. “Passados 10 anos, o mundo continua a reafirmar o compromisso de honrar e homenagear o homem que tudo fez para a libertação do seu povo e pela paz no mundo”, lê-se no comunicado. O 18 de Julho marca ...

    Leia mais
    Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

    ONU recorda Mandela como “defensor global da dignidade e igualdade”

    “Um extraordinário defensor global da dignidade e igualdade e um dos líderes mais emblemáticos e inspiradores do nosso tempo”. Com estas palavras, o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, celebrou hoje a passagem do Dia Internacional de Nelson Mandela, neste 18 de julho. Se estivesse vivo, o ex-presidente da África do Sul e ícone da luta contra o apartheid completaria 101 anos nesta quinta-feira. Primeiro presidente da África do Sul livre e democrática, Nelson Rolihlahla Mandela morreu em 2001, 20 anos após receber o Prêmio Nobel da Paz. A comemoração do Dia Internacional de Nelson Mandela foi proclamada há uma década pela Assembleia Geral da ONU. O objetivo é celebrar a proteção dos direitos humanos, a igualdade entre raças e etnias, a resolução dos conflitos entre povos e a integridade da humanidade. “Coragem e compaixão” Segundo a mensagem divulgada pelo chefe da ONU, Nelson Mandela “exemplificou coragem, compaixão e compromisso ...

    Leia mais
    Astrid Prange (Foto: DW/ P. Boll)

    Mandela e o meu mundinho hipócrita

    Como correspondente de jornal de esquerda, a colunista denunciava o apartheid social do Brasil. Quando a babá dela resolveu engravidar, ela no início ficou irritada – e depois viu seu mundinho hipócrita ruir. No centésimo aniversário de Nelson Mandela eu me pergunto: o que eu fiz para combater o racismo e o apartheid dentro de mim? Ou na sociedade e no país onde vivo? Quando Mandela foi eleito o primeiro presidente negro da África do Sul, em 1994, eu morava no Brasil. E estava grávida da minha segunda filha. Com filho, as coisas mudam. De repente, eu comecei a enxergar o apartheid social no Brasil de um outro ângulo. Nos primeiros meses da minha gravidez, nadei numa onda de euforia. As pessoas me cumprimentavam, achavam a minha barriga "linda" e me tratavam com muito carinho. Foi uma experiência maravilhosa, pois, na Alemanha, a gravidez muitas vezes é vista como problema. ...

    Leia mais
    A neta de Mandela vivenciou o sofrimento gerado nas mulheres de sua família pelo apartheid (Imagem retirada do site BBC)

    ‘Tinha que marcar audiência para ver meu avô, porque ele era muito ocupado’, diz neta de Mandela

    Quando a empresária Zamaswazi Dlamini-Mandela nasceu, em 1979, fazia 17 anos que seu avô estava preso, cumprindo pena perpétua na prisão de Robben Island, na África do Sul. Desde criança ela notava, em especial, o sofrimento que a ausência de Nelson Mandela, um dos mais famosos líderes políticos do mundo, provocava na vida doméstica de sua família. Sua mãe, Zenani Mandela, tinha apenas 2 anos de idade quando o pai saiu de casa pela primeira vez e nunca mais voltou a morar com a filha. Foi ainda pior nos períodos em que, por diversas vezes, a avó de Zamaswazi, Winnie Mandela, também esteve na prisão durante o regime do apartheid, que segregava os negros na sociedade e vigorou plenamente até 1994, quando Mandela foi eleito presidente da África do Sul. "Eu sempre digo que as pessoas que sofreram mais foram minha vó, minha mãe e minha tia, que estavam sem pais, sem dinheiro, sem ...

    Leia mais
    Homenagens deixadas na porta da casa do ex-presidente Nelson Mandela, que será enterrado no próximo domingo em sua cidade natal, Qunu (Marcello Casal Jr/Arquivvo Agência Brasil/Agência Brasil)

    Mandela 100 anos: mundo relembra um dos maiores líderes do século 20

    O mundo celebra hoje (18) o centenário de Nelson Mandela, um dos maiores líderes do século 20. O primeiro presidente negro da África do Sul, que teve papel determinante no fim do sistema de segregação racial conhecido como “apartheid”, completaria 100 anos nesta quarta-feira (18). O homem, também chamado de Madiba, que nasceu livre para correr pelos campos ao redor da cabana onde morava e que passou 27 anos atrás das grades por seu engajamento na luta contra o racismo deixou lições para a humanidade. Várias homenagens especiais serão realizadas no mundo inteiro em memória ao centenário. Uma extensa programação foi preparada e inclui exposições, debates, iniciativas de incentivo à educação, ao voluntariado, publicação de livros, lançamento de filmes, músicas e concertos em tributo ao líder que dedicou sua vida à luta pela liberdade e abriu caminho para a consolidação da democracia no continente africano. Por sua contribuição à luta ...

    Leia mais
    Obra foi lançada pela Todavia no Brasil (Foto: Reprodução/ Editora Todavia)

    Cartas da Prisão de Nelson Mandela reúne textos inéditos do líder político

    A Todavia lançou recentemente no Brasil o livro Cartas da Prisão de Nelson Mandela, publicação de Sahm Venter que reúne mais de duzentos textos inéditos de um dos maiores líderes políticos de todos os tempos. Confira a capa: Capa do Livro (Foto: Reprodução/ Editora Todavia) A obra histórica é a primeira – e única – coleção autorizada e autenticada de correspondências que abarca os 27 anos em que o líder sul-africano esteve encarcerado. A publicação mostra um retrato íntimo de um ativista político revelando seu lado como marido, pai, amigo e aluno (estudando atrás das grades para se formar em direito). Pai de cinco crianças quando condenado à prisão perpétua, suas cartas para a família se tornaram a única forma de criar seus filhos – principalmente pelo fato de que lhe eram negadas visitas até que seus filhos atingissem os dezesseis anos. “Esta compilação respondeu muitas das perguntas que costumavam me ...

    Leia mais
    Andimba Toivo ya Toivo (centro), Hage Geingob (direita) e outro líder aterrisam para encontro com Anton Lubowski — Foto: John Liebenberg via University of Cape Town Libraries

    Morre herói da independência da Namíbia e companheiro de prisão de Mandela

    Companheiros de resistência e organizações da sociedade civil rendem homenagens neste domingo, na Namíbia e na África do Sul, ao emblemático ativista namíbio Herman Andimba Toivo Ya Toivo, um dos pais da independência de seu país e companheiro de prisão de Nelson Mandela. As informações são da Agência EFE. Toivo Ya Toivo morreu na sexta-feira em seu país aos 93 anos de idade, deixando para trás uma vida de comprometimento político que o levou a passar 16 anos na cadeia e que, por fim, lhe rendeu cargos de ministro no governo da Namíbia. Organizações como a Fundação Ahmed Kathrada - que leva o nome de outro ícone da resistência ao apartheid na África do Sul que morreu este ano - se juntaram às homenagens e às condolências. Toivo Ya Toivo foi um dos fundadores da Swapo (Organização do Povo do Sudoeste da África), o movimento de guerrilha que combatia a ...

    Leia mais
    Maurício Pestana

    Mais que mil palavras

    Em um mundo no qual lutamos diariamente para combater a discriminação racial e nos cansamos por ter que debater, discutir e argumentar contra pessoas que parecem não ouvir, alimentadas por um discurso cego e de ódio, uma imagem, muitas vezes, fala por si, e por nós. Por Mauricio Pestana , do Vermelho  Na semana passada, uma foto percorreu o mundo quando uma mulher, de punho em riste, se posicionou em frente a uma passeata de militantes neonazistas na Suécia. Aquela figura feminina e negra, sozinha em meio a centenas de homens brancos, diz muito sem precisar falar nada. Diz muito sobre o crescimento da xenofobia em países europeus, sobre o emponderamento feminino que vem fortalecendo a figura da mulher em meio a um universo machista e conservador, sobre a violência que assombra jovens negros todos os dias e sobre a necessidade de se impor e lutar, seja com palavras, com denúncias ...

    Leia mais
    Os bailarinos Claudia Monja e Keke Chele. Bill Zurich

    Joburg Ballet, o outro sonho de Mandela

    Durante o ‘apartheid’, o balé era só de brancos na África do Sul. Mas, desde os anos 90, duas gerações de artistas do Joburg Ballet de Johanesburgo se esforçam para que a cor da pele ou a origem étnica não tenham importância Por ROGER SALAS, do El Pais A noite inaugural da temporada de primavera no The Mandela, o auditório principal do Joburg Theatre, é uma cerimônia de luxo. Uma festa no país africano, que não se libertou de todo da sombra do apartheid. Na África do Sul a primavera começa em 1 de setembro, a temperatura é suave e um vento cálido emerge das savanas até a agitada cidade moderna. Ao entardecer há uma espécie de leve bruma que esfumaça o horizonte: é o pó residual das minas, uma areia no ar, talvez uma hiperbólica condensação. O Joburg Theatre se ergue no centro de Johanesburgo, ao lado do parque da ...

    Leia mais
    blank

    1ª Semana Nelson Mandela

    Sob o título “O poder transformador da reconciliação”. A atividade celebra o legado do líder pacifista sul-africano em noite de palestras e expressões artísticas.   São Paulo, junho de 2015 – A Palas Athena em parceria com o Sesc, o Consulado Geral da República África do Sul no Brasil e com o apoio institucional da UNESCO apresenta no dia 7 de julho, às 19h, no Sesc Vila Mariana a 1ª Semana Nelson Mandela. Enviado por Roseane Albuquerque via Guest Post para o Portal Geledés  Celebraremos a vida e o legado do líder pacifista sul-africano em uma noite de palestras e expressões artísticas, relembrando e refletindo sobre a capacidade de perdão e reconciliação – matriz das estratégias políticas de Mandela – que unificou um povo em torno de um propósito de construção de futuro e não de vingança ou retaliação.   A segregação social vivida pelos sul-africanos por mais de 40 anos chegou ao ...

    Leia mais
    Cristiano Ronaldo recorda Mandela e apela à luta contra o racismo

    Cristiano Ronaldo recorda Mandela e apela à luta contra o racismo

    EX-PRESIDENTE SUL-AFRICANO MORREU HÁ UM ANO Nelson Mandela faleceu há precisamente um ano e Cristiano Ronaldo, que conheceu em 2010 o líder histórico da luta contra o Apartheid na África do Sul, por ocasião do Campeonato do Mundo, destacou a efeméride e aproveitou para apelar à luta contra o racismo. "A comunidade futebolística tem de dizê-lo em voz alta: o racismo não tem lugar no nosso desporto, nas várias modalidades e na vida em geral", disse o capitão da Seleção Nacional à "Sportlobster". O antigo presidente da África do Sul (entre 1994 e 1999) marcou positivamente o craque do Real Madrid, aquando do encontro entre ambos, há quatro anos: "Madiba ficará para sempre no meu coração e é uma inspiração para todos".   Fonte: Record

    Leia mais
    Benedita homenageia Mandela e critica racismo

    Benedita homenageia Mandela e critica racismo

    Benedita da Silva Em artigo exclusivo para o Favela 247 a deputada federal Benedita da Silva (PT-RJ) presta homenagens ao líder Nelson Mandela no dia de seu nascimento e aproveita para criticar o racismo presente no Brasil e o genocídio da juventude negra: "A atualidade de Mandela para nós se deve principalmente quanto à necessidade de continuarmos a lutar contra o racismo e a violência contra as populações negras. As leis que já existem não são devidamente aplicadas e por isso as denúncias e a fiscalização pública são fundamentais", afirma Mandela - Mandiba 18 de Julho, data do nascimento de Mandela, foi instituído pela ONU como o Dia Internacional de Nelson Mandela, para homenagear a luta pela igualdade, liberdade e democracia. Quando um nome simboliza tantos valores fundamentais para a humanidade, é porque foi construído com o exemplo de sua vida e de sua luta. Como muitos que defendem a democracia e ...

    Leia mais
    Reuters

    Mandela destaca honra de realizar Copa na África

    CIDADE DO CABO (Reuters) - A África do Sul realizou na sexta-feira uma cerimônia eficiente e reluzente para o sorteio dos grupos da Copa do Mundo, e o ex-presidente Nelson Mandela disse que seu país recebe com orgulho e humildade a oportunidade de ser a primeira nação do continente a organizar o torneio mais importante do esporte mais popular do planeta. Por Barry Moody Reuters O sorteio serviu para decidir onde, quando e contra quem as 32 seleções classificadas farão seus primeiros jogos na Copa de 2010. Os organizadores levaram para a festa três prêmios Nobel, inclusive Mandela, o estadista mais respeitado da África. A festa foi apresentada pela atriz local Charlize Theron, num vestido de festa vermelho-vivo, e pelo secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke. Estiveram presentes também grandes jogadores do passado, como o português de origem moçambicana Eusébio, o camaronês Roger Milla, o alemão Franz Beckenbauer ...

    Leia mais
    O líder sul-africano Nelson Mandela passou 27 anos preso, período em que escreveu cartas sobre sua vida e ideias (REUTERS)

    Copa precisa trazer benefícios ao povo sul-africano, diz Nelson Mandela

    Ex-presidente disse que Mundial de futebol é um "privilégio" para o país Do R7 O líder sul-africano Nelson Mandela passou 27 anos preso, período em que escreveu cartas sobre sua vida e ideias (REUTERS) O ex-presidente sul-africano Nelson Mandela disse nesta sexta-feira (4) que é um privilégio para o país sediar a Copa do Mundo de 2010, a primeira no continente, e disse que a África do Sul precisa garantir que o Mundial gere benefícios à população. Mandela, de 91 anos e primeiro presidente negro da África do Sul, deixou uma mensagem por vídeo, transmitida durante a cerimônia do sorteio dos grupos da primeira fase do Mundial, no Centro Internacional de Convenções da Cidade do Cabo. Ganhador do Prêmio Novel da Paz, o ex-presidente foi uma das pessoas que mais influenciou para que o país sediasse o torneio. Devemos nos esforçar para alcançar a excelência como ...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    blank

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist