terça-feira, agosto 4, 2020

    Tag: Privilégio branco

    Adobe

    Os brancos não largam os privilégios

    Os negros de todos os lugares já estão fartos da hipocrisia praticada pelos brancos. − Malcolm X Por Ricardo Corrêa,  enviado para o Portal Geledés Não acredito em benevolência das pessoas brancas quando o assunto é racismo. Ninguém que tenha nascido num sistema que lhe oferece inúmeras vantagens quererá perder essa herança. E mesmo sabendo que existem pessoas buscando contribuir na luta antirracista, observamos atitudes que estão internalizadas e naturalizadas. Estas atitudes são resultados da subjetividade e alimentam as estruturas que dão sustentação ao racismo. Esse espaço íntimo das pessoas tem caráter complexo, dado que ao longo de cada vivência é contaminado por informações apresentadas por inúmeras fontes e configuram diferentes subjetividades na formação humana. Nesse sentido, as pessoas brancas por não estarem sujeitas à opressão racial desenvolvem uma visão de mundo totalmente distinta das pessoas negras. Adobe A imprensa televisiva é uma fonte de informação que ...

    Leia mais
    BEINGBONNY VIA GETTY IMAGES

    Como falar sobre raça e privilégio com o meu filho negro

    Esta experiência foi uma das muitas lições que meu filho teve que aprender desde cedo sobre o conceito de privilégio Por Rochaun Meadows-Fernandez, HuffPost US, no HuffPost Brasil  Foto: BEINGBONNY VIA GETTY IMAGES "Vamos sair, filhote, vamos à loja." Meu filho e eu íamos ao Walmart com uma amiga de família mais velha, com a missão de comprar um cartão de memória para o laptop dela. Eu gostava de sair com ela, e acompanhá-la à loja para ajudar com questões de tecnologia seria uma boa ação. Mas eu não tinha previsto que essa ação tão corriqueira se transformaria em uma das muitas lições que meu filho teve que aprender desde pequeno sobre o conceito de privilégio. "Rino", ele gemeu, agarrando o Rinoceronte, seu bichinho de pelúcia favorito. "Sinto muito, filhote, não podemos levar Rino à loja", eu respondi, relutante. Ele não gostou da resposta e soltou um grito de ...

    Leia mais
    blank

    “O sistema não está quebrado. Está funcionando exatamente como planejado”

    Apesar de entendermos o quanto a construção da masculinidade está intimamente relacionada à desigualdade de gênero que nos afeta, a gente não costuma falar sobre homens. Mas, nesses 30 Dias por Rafael Braga, e diante de tantas injustiças que têm nos impactado recentemente, é difícil não refletir sobre a quem serve a justiça no Brasil e no mundo – e como raça, gênero e classe fazem parte dessa conversa. Ao relacionar a anulação do julgamento do estuprador em série Bill Cosby e a absolvição de Jeronimo Yanes, policial que covardemente assassinou o homem negro Philando Castile diante de sua namorada e da filha dela, o site Fusion trouxe uma afirmação que ressoou forte em nossos corações: “O sistema não está quebrado. Está funcionando exatamente como planejado”. no Think Olga Existe uma dissonância fatal entre ideia que temos de justiça e como ela funciona na prática. Talvez o nome gere a ...

    Leia mais
    blank

    Se nada der certo viraremos gaúchos

    Fracassamos. É chegada a hora de enfiar as mãos nos bolsos e sair a esmo, pensar no que temos feito para só depois de muito andar retomar o caminho de volta e começar tudo de novo. O Rio Grande do Sul, particularmente duas escolas privadas, uma da capital e outra da região metropolitana de Porto Alegre, tornou-se notícia nacional por uma brincadeira feita entre os estudantes do último ano do Ensino Médio que tinha como tema a frase: “se tudo der errado eu viro…”. Pois bem, as reticências foram completadas com fotos e cartazes em que os alunos se vestiam como atendentes de fast foods, faxineiros, garis e catadores de material reciclado, entre outros. O Brasil que estampa Joesley em capa de revista é o mesmo que inferioriza certos trabalhadores. por Ricardo Machado no DCM Fracassamos. O ponto central nesse debate não diz respeito ao que se poderia compreender como ...

    Leia mais
    Dear White People

    “Dear White People” é a série necessária para um homem branco como eu

    A nova produção da Netflix promove uma reflexão sobre o racismo em meio a diversas risadas Foto: Reprodução Netflix Por Luiz Prisco Do Metrópoles Dear White People” (“Cara Gente Branca, em português), novidade da Netflix, é uma comédia, mas às vezes dá vontade de chorar. O seriado joga na cara o racismo, sem papas na língua. E, confesso, serviu como uma espécie de divã para mim, um homem branco “desconstruidão”. Não acho que seja um racista clássico, aqueles lunáticos que xingam os outros. O seriado me ajudou a perceber um racismo escondido na omissão, no silêncio diante do absurdo. Antes de continuar a falar da série, vou contar uma história. Há três anos, estive no Morumbi para assistir São Paulo x Sport. Eu, são-paulino, fui ao estádio de bermuda e blusa do time. Enquanto esperava os portões abrirem, vi dois rapazes negros tomarem o maior baculejo. Policiais os abordaram, eles vestidos ...

    Leia mais
    Reprodução/Youtube

    Jogo do Privilégio

    Por meio de um simples jogo o Instituto Identidade do Brasil mostra como é possível perceber que a desigualdade racial é uma desvantagem em todos os aspectos da vida dxs negrxs. ID_BR apresenta: Jogo do Privilégio Branco Foto: Reprodução/Youtube Achamos que a versão em inglês também tem um resultado interessante, mesmo se as perguntas sejam de caráter diferente. Assista What is Privilege? (English version)

    Leia mais
    blank

    Americanos falam em ‘privilégio branco’ no caso Ryan Lochte

    Pelo Twitter, tratamento à história do nadador é criticado. Por André Miranda de Souza no O Globo A repercussão da controversa noitada do nadador americano Ryan Lochte no Rio vem ganhando novos desdobramentos desde terça-feira, quando a versão apresentada pelo atleta e seus companheiros de equipe foi apontada como inverídica. O caso é acompanhado afinco não só no Brasil, mas principalmente nos Estados Unidos. No Twitter, alguns usuários americanos levantam questionamentos sobre o caso e destacam: 'um claro caso de privilégio branco'.   Ryan Lochte is a prime example of white privilege. — The Real Puff Daddy (@theCeezus) August 18, 2016 I wonder what the reaction would be if Ryan Lochte was a black person, or any race other than white for that matter. #LochteGate — Ata Dizdar (@ata_dizdar) August 18, 2016 "Imagino qual seria a reação se Ryan Lochte fosse negro ou qualquer outra etnia para esse caso" Os comentários ...

    Leia mais
    blank

    25 Privilégios de que Brancos usufruem simplesmente por serem Brancos

    Reconhecer os próprios privilégios é o primeiro passo para entender sistemas de opressão e lutar contra eles. por Lara Vascouto no Nó de Oito Das muitas coisas que me reviram o estômago de desgosto e frustração todos os dias, ter homens constantemente questionando e ridicularizando as minhas experiências como mulher em um mundo machista está bem próximo do topo da lista. Hum, me fala mais sobre como você, homem que nunca precisou se preocupar com a possibilidade de assédio e estupro ao sair na rua, não acredita que o problema de violência sexual contra mulheres é tão grave assim. “Vitimista” costuma ser o xingamento preferido desses homens, que sem conhecimento de causa classificam os obstáculos e violências de que somos vítimas como invenções ou exageros. É uma forma de tentar nos calar, mas também de se proteger. Afinal, ao ridicularizar o papel da vítima, eles se veem livres da responsabilidade de assumir ...

    Leia mais
    Foto: Sergio Zalis/Globo

    Luana Piovani sobre Taís Araujo: “Sou blaster sacaneada e xingada na net e nunca saíram em defesa”

    Luana Piovani, branca de olhos verdes, ironiza racismo sofrido por Taís Araújo Em uma comparação infeliz e que apenas reforça a máxima do “Não somos racistas”, de um guru da TV Globo, Piovani relativizou o ataque sofrido pela atriz negra e pareceu acreditar que passa por problemas parecidos: “Sou blaster sacaneada e xingada na net e nunca saíram em defesa” no Revista Fórum Em uma comparação infeliz e que apenas reforça a máxima do “Não somos racistas”, de um guru da TV Globo, a atriz Luana Piovani relativizou o ataque  sofrido pela também atriz Taís Araújo no último domingo (1). Em postagem no seu Facebook nesta quarta-feira (4), ela, branca de olhos verdes, minimizou os xingamentos proferidos à artista negra e pareceu acreditar que passa por problemas parecidos. “O preconceito que a Taís Araújo sofreu foi o que, exatamente? Alguém pode esclarecer??? Sacanearam ela na internet? Foi isso? Porque eu sou blaster sacaneada e xingada na net e ...

    Leia mais
    blank

    Pessoas Brancas Falam sobre Privilégio Branco

    Isto começou como muitas boas ideias começam: numa manhã de sábado, assistindo ao SportsCenter na cama e falando com estranhos pelo Twitter. Acho que nada disso teria acontecido se não tivessem inventado o Twitter. Lá estava eu no aplicativo quando uma pessoa branca perguntou algo como "Por que os negros sempre fazem tudo ser uma questão de raça?". São momentos assim que tendem a estragar meu dia, fico muito puto com esta ideia errada e sem noção: negros não fazem as situações serem sobre raça – a maioria das situações são raciais, quer alguém aponte isso ou não. E o verdadeiro ponto não é se escolho reconhecer ou ignorar o impacto da raça, mas como o privilégio branco define todos os aspectos da vida nos EUA. por Toure no Vice Assim, tuitei em resposta: "O problema não é que os negros façam tudo ser sobre raça. O problema é que o privilégio branco ...

    Leia mais
    blank

    UAU- Percepções de um angolano e um belga em Florianópolis (ou poderíamos dizer no Brasil?)

    “Quando penso na ideia do negro brasileiro eu penso assim: Uau! As senhoras que matavam os seus filhos ao nascer no Brasil, tinham razão, porque é muito, muito chato. Ser negro é muito bom, mas eu não desejaria ser negro brasileiro, preferiria que tivessem me matado ao nascer.” por Gabriela Seixas via Guest Post para o Portal Geledés Ás vezes bate uma saudade, de um lugar que de fato nunca estive. Uma dor, um lamento tão forte que não sei o que é, ou melhor sei, mas que na correria dos dias, acabo não expressando com palavras tanto sentimento, mas que após assistir esse vídeo insistiram em vir em forma de desabafo. Há dias atrás, foi comemorado aqui no Rio Grande do Sul, o famoso e doloroso(para os negrxs) 20 de setembro. Data em que o hino rio-grandense afirma quão não só este estado, não somente a região Sul, mas como o Brasil ...

    Leia mais
    blank

    Os privilégios de ser uma mulher branca

    Foto: Ana Clara Marques Nestes dois anos de muita pesquisa, nunca tivemos tanta dificuldade em achar artigos que fundamentassem nossos textos. Não pela ausência de material sobre a condição da mulher negra, mas pela inexistência de textos representativos capazes de sentenciar os privilégios sociais de ser uma mulher branca. Toda via, a partir das sementes plantadas por Lélia Gonzalez, Sueli Carneiro, Ângela Davis e Eldridge Claever, e muitas outras, além de uma entrevista da escritora CONCEIÇÃO EVARISTO, nós Maçãs Podres conseguirmos construir uma dialética que nos forneceu as primeiras respostas sobre este tema ainda tão pouco explorado dentro do feminismo. no Maçã Podre Foto: Rafael Arbex/FolhaPress "Ser uma mulher negra não é simplesmente ser uma mulher" Muito lúcida, a escritora CONCEIÇÃO EVARISTO explica que há diferentes implicações feministas entre ser mulher negra e ser simplesmente uma mulher: “É muito diferente (ser mulher negra e simplesmente mulher). ...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    blank

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist