Tag: racismo no futebol

    Anthony Devlin / AFP

    Manchester City investiga caso de racismo

    O Manchester City está no olho do furacão após mais um caso de racismo que abala o futebol inglês - recorde-se que em julho o chefe de recrutamento do West Ham, Tony Henry, foi suspenso um ano pela federação inglesa depois de ter afirmado que os jogadores africanos «provocam o caos». Do A Bola  Anthony Devlin / AFP Agora, o protagonista de mais um episódio de racismo é Dean Ramsdale, scout dos citizens que numa reunião em junho na qual estavam presentes outros observadores de talentos e agentes de futebol referiu-se aos jovens jogadores negros como BBQs, em inglês Big, Black and Quicks, ou seja, pretos, grandes e rápidos.   Um dos indivíduos presentes no encontro não gostou do termo utilizado por Dean Ramsdale e escreveu uma carta ao Man. City, exigindo que agisse. E assim fez o clube: além de ter aberto um inquérito de investigação ao sucedido, emitiu comunicado ...

    Leia mais
    blank

    Demba Ba parte para cima de adversário após suposta ofensa racista na China

    Contratado pelo Shanghai Shenhua no mês passado, Demba Ba viveu neste sábado um momento de revolta. No final do confronto entre o time de Xanghai e o Changchun Yatai, que terminou empatado em 1 a 1, o senegalês partiu para cima de um adversário e precisou ser acalmado pelos companheiros. De acordo com a imprensa chinesa, o atacante teria sido vítima de uma ofensa racista por parte de Zhang Li. Do Observatório Racial Futebol Foto: Reprodução/Sina.com Segundo um relato de uma fonte do Shanghai Shenhua, citada pelo site “Sina.com”, Demba Ba “ouviu repetidamente outra pessoa dizendo ‘seu preto'”, aos 33 minutos do segundo tempo. O clube teria afirmado que o senegalês seguiu irritado após o fim do jogo, demonstrando incômodo ainda nos vestiários. Atacante ficou revoltado e precisou ser contido por colegas (Foto: Reprodução/Sina.com) O Shanghai deve relatar o fato aos responsáveis, ...

    Leia mais
    blank

    Özil anuncia saída da seleção alemã e alega caso de racismo

    O jogador Mesut Özil anunciou neste domingo (22/07) que não pretende mais jogar pela seleção alemã. Veterano da equipe e um dos campeões da Copa de 2014, Özil anunciou a decisão em um longo comunicado, onde apontou que foi vítima de racismo e disse ter sido transformado em “bode expiatório” após o fraco desempenho da seleção na Copa da Rússia. Do Diário do centro do Mundo Picture-Alliance/thomas Eisenhuth ( jogador Mesut Özil) As maiores críticas de Özil foram direcionadas para o presidente da Federação Alemã de Futebol (DFB, na sigla em alemão), Reinhard Grindel, um ex-deputado conservador que assumiu a chefia da federação em 2016. Özil apontou que “não iria mais continuar a ser um bode expiatório para a incompetência de Grindel e sua inabilidade para desempenhar seu trabalho adequadamente”. Ele também apontou que o dirigente foi desrespeitoso com sua origem. Alemão de nascimento, Özil, de ...

    Leia mais
    Vinicius Jr. durante apresentação no estádio Santiago Bernabéu. EFE

    Apresentado no Real Madrid, Vinicius Junior inicia jornada europeia à sombra do racismo

    Em sua meteórica ascensão no Flamengo, o atacante se tornou a esperança de renovação do futebol brasileiro, mas também sofreu com os apupos racistas Por BREILLER PIRES, do El Pais  Vinicius Jr. durante apresentação no estádio Santiago Bernabéu. (Foto: EFE) Vinicius Junior, atacante de 18 anos recém-completados, foi apresentado oficialmente pelo Real Madrid nesta sexta-feira. O clube merengue fechou a contratação do jogador revelado pelo Flamengono ano passado por 45 milhões de euros (165 milhões de reais, na cotação da época). Antes de partir para Madri, ele havia declarado que seu sonho era jogar com Cristiano Ronaldo. Porém, o craque português se transferiu para a Juventus nesta temporada. Ainda assim, o xodó da torcida rubro-negra, que, a princípio, deve seguir integrado ao elenco principal, terá a companhia de outros craques no Real, como Bale, Benzema e Modric, escolhido o melhor jogador da última Copa do Mundo, além dos brasileiros Casemiro e Marcelo. Ele chamou a atenção da ...

    Leia mais
    Zeljko Pavletic (à esquerda) em seu bar dedicado ao Corinthians em Zagreb, capital croata Imagem: Reprodução/Facebook

    Croata corintiano manda mensagem a brasileiros: “Não somos nazistas”

    Muita gente decidiu escavar entranhas geopolíticas para decidir o time favorito na final. Isso incomodou um notório torcedor croata, que escreveu um texto defendendo seu país da pecha de "simpático ao nazismo". no Esporte UOL Zeljko Pavletic virou fã do Brasil, e do Corinthians, depois de conhecer o país na Copa de 2014. Abriu um café e bar totalmente dedicado ao time paulistano em Zagreb, a capital croata, em 2015, e de tempos em tempos volta para cá e reencontra seus amigos do “bando de loucos”. Pois Pavletic decidiu divulgar uma mensagem aos “irmãos brasileiros”: não associe a Croácia ao nazismo, pois história é algo complexo e um povo todo não pode pagar o preço pela postura de alguns. A versão em português do texto foi traduzida por um corintiano, amigo de Pavletic, e publicado no "Coletivo Democracia Corinthians". Veja a íntegra a seguir: Vemos por aí, mundo afora, fotos que mostram ...

    Leia mais
    Bruna Piva

    Marcas anunciam retirada de campanhas com Júlio Cocielo após comentário sobre Mbappé

    Itaú e Submarino falaram em retiradas de campanhas do ar, enquanto Coca-Cola diz que não tem planos de trabalhar com o youtuber novamente; Cocielo se desculpou pelo caso. Por Marta Cavallini no G1 A polêmica em que se envolveu o youtuber Júlio Cocielo após fazer um comentário considerado racista sobre o jogador da França Kylian Mbappé acabou afetando suas relações comerciais. Após a repercussão do caso, marcas que já fizeram ações de marketing com o Cocielo se posicionaram contra o ocorrido e anunciaram retiradas de campanhas do ar. O Itaú, por exemplo, exibiu até o dia 30 um vídeo para a Copa no qual aparecia Cocielo. Depois da repercussão do caso, o banco informou que “o youtuber não faz mais parte de qualquer peça de comunicação” da campanha. O Submarino também diz que retirou uma campanha do ar após as notícias sobre o caso. Em nota enviada ao G1, a ...

    Leia mais
    Bruna Piva

    “Mbappé conseguiria fazer uns arrastões top na praia”: Youtuber Júlio Cocielo e a piada racista contra jogador da França

    No sábado (30), Júlio Cocielo foi acusado de racismo por internautas. O youtuber, que estava acompanhando as oitavas de final da Copa do Mundo da Rússia, comentou alguns lances da partida entre França e Argentina e mencionou o jogador Kylian Mbappé em um de seus tuítes. Por: João Paulo Soares  no Metropolitan FM print Twitter Não demorou para que sua publicação fosse compartilhada por centenas de usuários e duramente críticada. “Se fosse o Antoine Griezmann ou o Cristiano Ronaldo seria: ‘Corre para car*lho’. Mas como é o Mbappé é arrastão. Racismo velado é isso! Branco correndo é atleta, negro correndo é assalto”, disparou um internauta. “Júlio Cocielo foi racista, sim. Não adianta dizer que não foi a intenção”, afirmou outro usuário. Após tamanha repercussão, Cocielo decidiu se justificar. “Hoje fiz um tweet sobre o Mbappé e a piada se referia a velocidade dele devido a um ...

    Leia mais
    blank

    Suecos se unem contra racismo em classificação para as oitavas

    A Suécia comemorou muito a vitória por 3 a 0 e a consequente classificação para as oitavas de final da Copa do Mundo. Além da torcida pela vitória, grande parte da população se uniu para defender Jimmy Durmaz e mostrar que não é um país racista. Do ESPN Foto: Jimmy Durmaz e Sebastian Larsson - AFP Durmaz cometeu uma falta diante da Alemanha nos acréscimos do jogo válido pela segunda rodada, e na cobrança Toni Kroos mandou no ângulo, garantindo a vitória alemã. O jogador acabou culpado pela derrota e recebeu xingamentos por conta do seu sobrenome, de origem turca. Nesta quarta-feira, a ministra dos Esportes da Suécia, Annika Strandhall, postou uma foto com a camisa da seleção e o nome de Durmaz as costas, gesto repetido por outros torcedores. Além disso, milhares postaram a hashtag #wearesweden (nós somos Suécia), rejeitando qualquer tipo de racismo no país. Durmaz, após a partida, disse que ficaria ...

    Leia mais
    Torcedores brasileiros e costa-riquenhos assistem ao jogo em São Petersburgo durante a primeira fase da Copa. No Brasil, grupos organizados defendem a paz e o respeito em competições - Alexandre Cassiano / Agência O Globo Leia mais: https://oglobo.globo.com/cultura/artigo-crime-castigo-para-os-homens-extraordinarios-de-video-da-copa-da-russia-22813146#ixzz5JLMyulXo stest

    Crime e castigo para os homens extraordinários de vídeo da Copa da Rússia

    Resumir uma mulher a sua genitália é coisa de quem tem certeza de sua posição enquanto ser especial por Renata Izaal no O Globo Torcedores brasileiros e costa-riquenhos assistem ao jogo em São Petersburgo durante a primeira fase da Copa. No Brasil, grupos organizados defendem a paz e o respeito em competições - Alexandre Cassiano / Agência O Globo Rodion Romanovitch Raskólnikov, personagem central do clássico “Crime e castigo”, de Dostoiévski, tinha uma tese: na vida, existem pessoas ordinárias, condenadas a uma existência comum dentro das regras da sociedade, e extraordinárias, que transgridem as normas sociais sem sentir culpa nenhuma e, com sorte, realizam grandes feitos. Os cinco brasileiros que assediam uma mulher russa no vídeo carregado de machismo, misoginia e racismo que roubou do futebol o protagonismo desta Copa certamente se julgam extraordinários. E eles não estão sós. Fazem parte de uma parcela da elite ...

    Leia mais
    blank

    O negro no futebol brasileiro: inserção e racismo

    O futebol é reconhecido, historicamente, como uma importante opção de lazer à população mundial, especialmente a brasileira. Entretanto, o hoje reconhecido “esporte mais popular do Brasil”, capaz de unir pessoas de diversas etnias e classes sociais, um importante instrumento de inclusão social, não iniciou assim no país. No seu início, em meados de 1894, quando chegou ao Brasil através dos estudantes de classe alta, que voltavam do Reino unido com bolas e chuteiras na bagagem, como foram os casos de Charles Miller e Oscar Cox, o futebol era elitista e praticado por clubes de engenheiros e técnicos ingleses, além de jovens da elite metropolitana que frequentavam estes espaços. Os negros e demais cidadãos pobres brasileiros não eram aceitos nos grandes clubes. Por Marcelo Medeiros Carvalho, do Yahoo Esportes No final do século 19, o mundo vivia o auge do pensamento racial, segundo o qual a miscigenação era considerada uma das causas da ...

    Leia mais
    blank

    Balotelli sobre racismo: ‘Teria menos problemas se fosse branco’

    Italiano foi entrevistado por revista francesa Do Notícias ao Minuto  © DR O italiano Mario Balotelli foi o entrevistado da semana da revista francesa So Foot. Atualmente no Nice, o atacante falou, entre outros assuntos, sobre o racismo no continente europeu: “Nasci e fui criado em Itália, mas as leis só me permitiram adquirir a nacionalidade aos 18 anos. Isto está errado. O país em si não é racista mas há muitas pessoas que são e a mudança está nas mãos de todos. Se eu fosse branco, teria passado por menos problemas. Se fui eu que criei muitos deles? Claro que sim, mas teria sido desculpado muito mais rapidamente, não tenho dúvidas”, disse Balo. Um dos artilheiros do time na temporada, Balotelli já marcou 22 vezes em 32 jogos e vive uma das melhores fases da carreira, mesmo afastado da seleção. Ele está com 27 anos e fica no clube do sul da ...

    Leia mais
    blank

    Jogadores franceses são vítimas de racismo em amistoso na Rússia

    A vitória da França sobre a Rússia no amistoso realizado na última terça-feira em São Petersburgo acabou por ser mais uma partida marcada por casos de injúrias raciais a atletas no palco da Copa do Mundo de 2018. Desta vez, as vítimas foram dois dos principais jogadores da equipe visitante: Paul Pogba e Ousmane Dembélé, principalmente nos momentos em que se alinhavam para cobranças de escanteio. Do Gazeta Esportiva  Pogba e Dembélé foram as principais vítimas do amistoso contra a Rússia (Foto: Olga Maltseva/AFP) Ainda no decorrer do confronto, testemunhas afirmaram que os insultos vindos das arquibancadas tratavam os dois atletas como “macacos”. Após a partida, o caso foi denunciado e a entidade do Futebol Contra o Racismo (FARE) acionou a Fifa, que abriu um inquérito nesta quarta-feira, menos de 24 horas depois do amistoso, com vitória do time francês por 3 a 1. Por meio de sua conta no twitter, a ...

    Leia mais
    Balotelli alertou Nicolas Rainville sobre o problema, mas acabou punido (Foto: AFP)

    Liga francesa vai investigar caso de racismo contra Balotelli

    A Liga de Futebol Profissional da França (LFP) confirmou que vai investigar o caso de racismo contra o atacante Mario Balotelli, do Nice. Em comunicado oficial, a entidade informou que abriu inquérito sobre os incidentes ocorridos na partida diante do Dijon, no último sábado, pelo Campeonato Nacional. Do IstoÉ Balotelli alertou Nicolas Rainville sobre o problema, mas acabou punido (Foto: AFP) Na ocasião, Balotelli avisou à arbitragem que estava sendo ofendido racialmente por torcedores do Dijon. O juiz Nicolas Rainville não só se absteve de tomar qualquer medida contra o abuso, como ainda mostrou cartão amarelo para o atacante, aos 29 minutos do segundo tempo. Rainville alegou que não ouviu os insultos da torcida e, por isso, penalizou o atacante pela reclamação. Com o inquérito aberto pela LFP, porém, ele pode ser punido se for comprovado o caso de racismo, assim como o Dijon. O resultado ...

    Leia mais
    Diafra Sakho denunciou racismo de dirigente do West Ham Foto: ADRIAN DENNIS / AFP

    Diafra Sakho critica racismo no West Ham: ‘Eles não querem jogadores negros’

    Um dia após o West Ham suspender o diretor de transferências, Tony Henry, por suspeita de racismo, o atacante Diafra Sakho criticou o clube e a diretoria. Em entrevista ao jornal “Daily Mail”, o senegalês voltou a afirmar que sofreu com discriminação na equipe, que agora investiga as falas do dirigente, que afirmou ao mesmo diário que não contrataria mais nenhum jogador africano. Do Extra  Diafra Sakho denunciou racismo de dirigente do West Ham Foto: ADRIAN DENNIS / AFP "Eles mentem para as pessoas, fingem que eu sou ruim porque tenho caráter. Eu sou um leão. Eles têm medo e agora todos vão ver por que eu quero sair desse clube, digo a todos os torcedores o que é verdade: eles não querem jogadores negros. Um por um vamos sair, boa sorte para todos do West Ham, logo a verdade vai aparecer, acredito na justiça", falou ...

    Leia mais
    blank

    Por que há preconceito contra os técnicos negros no futebol?

    O futebol brasileiro é um reduto incontestável do povo negro. Os maiores craques nacionais, os gênios da bola brasileiros, desde Leonidas da Silva, Pelé, Didi, até Romário, Ronaldinho Gaúcho e Neymar foram e são negros. Os negros foram responsáveis por criar aquilo que há de melhor no futebol nacional, a bicicleta, o drible, a ginga, a pedalada, o toque de bola, enfim todas as qualidades que tornaram o nosso futebol o melhor do mundo. Apesar da prevalência incontestável dos negros dentro das quatro linhas, o mesmo não ocorreu fora de campo. Do Diário Causa Operária  Andrade (Foto: Vipcomm) Ao longo da história o número de treinadores negros sempre foi muito pequeno e, nos poucos casos em que isso ocorreu, o tempo de permanência de um negro como treinador principal de um clube sempre foi muito pequeno em todas as equipes. Uma matéria divulgada pelo portal nexojornal faz essa análise do preconceito que há em ...

    Leia mais
    blank

    Funcionário de aeroporto relata ato de racismo em frente loja do Flamengo

    A provocação passou dos limites logo após o primeiro apito final dos primeiros 90 minutos da final da Copa Sul-Americana. Naquele dia, 06 de dezembro, torcedores do Independiente provocaram o primeiro de muitos atos racistas que viria acontecer. Do Coluna do Flamengo (Imagem Ilustrativa) Desde aquela data foram diversos, principalmente no Twitter, principal ponte de encontro online da torcida rubro-negra. Na manhã desta segunda-feira (12) não foi nada diferente durante o desembarque de alguns torcedores do clube argentino. Em seu Facebook, um rapaz, funcionário do Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro, o Galeão, relatou mais um ato racista. “Bom dia caros amigos rubros negros. Trabalho aqui no galeão ! Um montão de argentinos nojentos torcedores do Independiente desembarcando agora. Passaram pela loja do Flamengo debochando, alguns fazendo gestos como se fosse macacos ! Nunca vi isso . Fd** !!! vontade de socar a cara desses vermes !!!“, escreveu. A segunda partida da final está ...

    Leia mais
    blank

    Após insultos na internet, Rafael Vaz levanta bandeira contra o racismo

    O zagueiro Rafael Vaz sentiu tristeza, raiva, vontade de brigar e de chorar – tudo junto – quando viu que sua foto no Instagram, ao lado de sua filha Raphaella, recebeu comentários com a palavra “macaco” e outras que não podem ser publicadas aqui. Sete meses depois do episódio, ficou o receio, quase medo, de usar as redes sociais. no Isto É “Fico com receio de que aconteça de novo. Penso três vezes antes de postar qualquer coisa. Na internet, as pessoas sabem que não serão pegas. Quem fez uma vez, vai fazer de novo”, comentou o defensor do Flamengo, o time de maior torcida no Rio de Janeiro. “A única coisa que me deixa aliviado é que minha filha era bem novinha, menos de dois anos de idade, e não entendia o que acontecia”, disse. Para proteger a família, que ficou bastante abalada, Rafael Vaz deixou a história para ...

    Leia mais
    Foto: iStock.com

    Enfim, medidas contra o racismo nos estádios

    Tem início no próximo sábado, na Rússia, a Copa das Confederações. Infelizmente, o Brasil não estará presente. A competição reúne os seis campeões continentais, além do campeão da última Copa do Mundo e o país-sede. Para participar, o Brasil teria de ter conquistado a Copa América — o campeão aí, porém,  foi o Chile. Desde a criação do torneio, em 1997, esta será a primeira vez que o Brasil estará ausente. Mas não é desse ineditismo que vamos tratar aqui, e sim de outro: é que nesta edição da Copa pela primeira vez, em uma competição oficial, a Fifa colocará em prática um pacote de medidas contra a discriminação. Do Diário de Pernambuco Foto: iStock.com O Brasil ausente é uma notícia ruim, para nós brasileiros; as sanções contra os atos de discriminação nos estádios são uma notícia boa, para todo o mundo. Os estádios têm sido palco ...

    Leia mais
    Foto: iStock.com

    Os campos e a cor: Um caso de racismo por semana no futebol brasileiro em 2017

    Enquanto a bola rola nos gramados nacionais, um monstro ruge e faz vítimas nas arquibancadas físicas e virtuais. Segundo o Observatório da Discriminação Racial no Futebol, de janeiro a abril deste ano, foram recebidas mais de 30 denúncias. Marcelo Carvalho, criador e diretor executivo do canal que realiza o Relatório Anual da Discriminação Racial no Futebol, afirma que este é um recorde em um início de temporada desde 2014, quando a entidade foi criada. Foto: iStock.com por Eliana Alves Cruz via Guest Post ​- Ainda estou processando os números de 2017, mas já temos um recorde para os quatro primeiros meses do ano - disse Marcelo. O observatório busca apoio para a publicação do relatório de 2016. Talvez devido ao domínio da cena pelos Jogos Olímpicos no Brasil, seus números apontam um decréscimo nas denúncias dos casos em relação a 2015. Este ano, nas estatísticas computadas pela ...

    Leia mais
    blank

    Abel Neto relata que é vítima de ofensas racistas em estádios brasileiros

    Com a presença da atleta transgênero Isabelle Neris, jogadora do time de vôlei Voleiras, o programa Bem, Amigos! de segunda-feira (3) promoveu um debate sobre discriminação no esporte. Presente na atração, o repórter da TV Globo Abel Neto contou que já foi vítima de ofensas racistas em estádios de futebol. no UOL Esportes ''Muitas vezes. Até hoje quando vou a algum estádio, dependendo do estádio tem alguns xingamentos. Em português claro: macaco. Na verdade, esse tipo de falta de educação, de intolerância, tem relação com todo mundo, independente de ser negro. Às vezes é por bairrismo, já vi mulheres repórteres, ofensas, xingamentos. São coisas que existem, infelizmente, não só no Brasil, mas em todas os países no mundo, mas que a gente tem que enfrentar'', disse Abel, quando questionado pelo apresentador Luis Roberto sobre o assunto. ''Acho que todo mundo é igual, mulher, negro, branco, japonês, índio. Enfim, se você tem ...

    Leia mais
    Página 4 de 6 1 3 4 5 6

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist