quinta-feira, junho 4, 2020

    Comunicação

    21-janeiro-2010

    Carta aberta da Comissão Paulista Pró-Conferência à Comissão Organizadora Nacional da I Confecom

    Fonte: Confecom   Por meio de carta aberta à Comissão Organizadora Nacional da Confecom, a Comissão Paulista Pró-Conferência de Comunicação protesta contra os sucessivos adiamentos de reuniões decisivas para a realização da I Confecom e solicita o adiamento no prazo para realização das etapas estaduais também por duas semanas, como ocorreu com a etapa nacional.   Abaixo, a carta na íntegra.   Carta aberta à Comissão Organizadora da Conferência Nacional de Comunicação Nós, movimentos sociais e organizações da sociedade civil integrantes da Comissão Paulista pró Conferência Nacional de Comunicação (Confecom), protestamos contra mais um adiamento de decisões fundamentais da CON – Comissão Organizadora Nacional, em prejuízo do processo nos Estados. Particularmente nos dirigimos ao Governo Federal, por meio do Ministério da Comunicação, da Secretaria de Comunicação e da Secretaria Geral da Presidência, para que tomem ciência das dificuldades que os Estados estão enfrentando no processo, especialmente aqueles onde o Poder...

    Leia mais
    violencia-sp

    A Ética e as Imagens da Violência em São Paulo

    Por: Carlos CorreiaJornalista e Professor de Jornalismoda USCS ( Universidade Municipal de São Caetano) Fausto Henrique Gomes Nogueira Mestre em História Social pela USP         Este ensaio analisa e questiona o papel ético da mídia na formação de uma visão crítica, social e humanística da opinião pública diante dos discursos e imagens veiculados durante a onda de violência e ataques do PCC em São Paulo.   Palavras-chave: Mídia, ética, espetacularização da notícia, violência, consciência, cidadania   The object this essay is a analysi and to raise a question about the étics paper of the mass mídia in the formation of critic vision, social and humanist, about the discourses and images showing during the sucession violents race of the PCC in São Paulo.   Key-words: Mídia, étics, news spetacle, violence, conscience, citizenship   "O homem quer o caos. Na verdade, ele precisa disso. Depressão, conflitos, badernas, assassinatos. Toda...

    Leia mais
    jornalismo.

    É preciso reconceituar o jornalismo

    Fonte: Agência Carta Maior -   Não faz mais sentido chamar de Jornalismo o que fazem as corporações de mídia. Quem se preocupa com o lucro em primeiro lugar não é uma instituição jornalística. Quando uma empresa passa a ter como principal meta o lucro, essa empresa pode ser tudo, menos uma instituição jornalística. Marcelo Salles Não faz mais nenhum sentido chamar de Jornalismo o que fazem as corporações de mídia. Quem se preocupa com o lucro em primeiro lugar não é uma instituição jornalística. Não pode ser. Quando uma empresa passa a ter como principal meta o lucro, essa empresa pode ser tudo, menos uma instituição jornalística. E aí não importa a quantidade de estrutura e dinheiro disponível, pois a prática jornalística é de outra natureza.Exemplo: eu posso passar uma semana no Complexo do Alemão com um lápis e um bloco de papel. Posso chegar até lá de ônibus....

    Leia mais
    interogacao

    A imprensa diária está morrendo?

    por:Ignácio Ramonet - Fonte: Carta Maior -   O que é que agrava tão letalmente a velha decadência da imprensa escrita quotidiana? Um fator conjuntural: a crise econômica global que provoca a redução da publicidade e a restrição do crédito. E que, no momento mais inoportuno, se veio somar aos males estruturais do setor: a mercantilização da informação, o apego à publicidade, a perda de credibilidade, a queda de subscritores, a competência da imprensa gratuita, o envelhecimento dos leitores... Dezenas de diários estão em queda. Nos Estados Unidos já fecharam pelo menos cento e vinte. E o tsunami golpeia agora a Europa. O artigo é de Ignácio Ramonet.   O desastre é enorme. Dezenas de diários estão em queda. Nos Estados Unidos já fecharam pelo menos cento e vinte. E o tsunami golpeia agora a Europa. Nem sequer se salvam os outrora considerados "jornais de referência": El País em Espanha,...

    Leia mais
    i292058

    Desafios e propostas para repensar a comunicação e a cultura

    Fonte: Brasil de Fato-Por Cristiano Primeira Conferência Livre de Comunicação para Cultura reafirma novas iniciativas com cyberespaço como lugar de resistência "Peço apenas que permaneçamos abertos, benevolentes, receptivos em relação às novidades", declarava o filósofo Pierre Lévy, que assumia, nas entrelinhas, o seu otimismo com o espaço virtual desenvolvido. Lévy acreditava no potencial do cyberespaço como uma forma de aprimoramento da democracia e de interatividade jamais vista na sociedade. Jogaram-lhe as pedras ao duvidarem de tantas flores que ele imprimia ao mundo virtual e pelo distanciamento que seu pensamento tinha, por vezes, das dimensões que fundamentam a sociedade, desconsiderando o acesso às tecnologias e sua incorporação em uma sociedade que vive entalhada em classes. As pedras podem ainda ser arremessadas - mas as flores também se mostram presentes em formas de desafios. As maravilhas podem não vir a ser supremas no campo da comunicação e da cultura, mas podem se...

    Leia mais
    internet

    Governança na internet: Por uma rede democrática

    Por Vera Vieira   A II Reunião Latinoamericana e Caribenha Preparatória ao Fórum de Governança na Internet acontece no Rio, de 11 a 13/08/09, para discutir modelo adequado às necessidades da região. A maior participação de homens (60%) demonstra o quanto as novas tecnologias não são neutras principalmente em termos de gênero. As tecnologias da informação e comunicação (TIC) - que têm na internet a sua maior expressão - nada mais são do que a nova forma de transmissão de informação e conhecimento pela humanidade. Assim, não se trata de se colocar contra ou a favor das TIC. De maneira similar ao ocorrido quando da invenção da escrita - quando houve, por exemplo, a necessidade de implantação de políticas de alfabetização -, as TIC promovem a inclusão e exclusão. Sem dúvida, os mesmos principais fatores que determinam uma distribuição desigual de poder e oportunidades na sociedade - classe social, gênero,...

    Leia mais
    i292058

    O NEGRO NA MÍDIA

    Discriminação racial e o uso estratégico dos dados dos censos foram temas de seminários de jornalistas afrodescendentes em Porto Alegre Texto de Alexandre Costa *   "Historicamente os meios de comunicação têm reproduzido o racismo no Brasil". Esta é apenas uma das conclusões dos 120 participantes que lotaram o auditório da Associação Riograndense de Imprensa (ARI) durante o Seminário Estadual O Negro na Mídia: a Invisibilidade da Cor e o Encontro Latino-americano de Comunicação, Afrodescendentes e Censos de 2010, realizados em Porto Alegre nos dias 17 e 18 de setembro. Mais de 120 participantes compareceram aos eventos que integram a programação dos 67 anos do Sindicatos dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul.   O presidente da entidade, José Maria Nunes, ressaltou a importância de promover discussões sobre o tema. "Encontros como este são fundamentais para multiplicar as informações relativas à discriminação em relação aos colegas negros que enfrentam...

    Leia mais
    Delegacia carandiru sp

    Regimento impõe redução de número de delegados a SP

    Fonte: Suzano por uma Comunicação mais Democrática -   Nós, organizações da sociedade civil e movimentos sociais da Comissão Paulista Pró-Conferência de Comunicação, repudiamos o critério de distribuição de delegados entre os estados estabelecido no regimento aprovado pela Comissão Organizadora Nacional da 1ª Conferência Nacional de Comunicação.   Em nome de garantir um número mínimo de representantes para estados pouco populosos - critério justo e com o qual manifestamos concordância -, o regimento faz um corte de 37% dos delegados e delegadas a que São Paulo teria direito. Embora concentre 21,65% da população brasileira, o estado passa a contar com somente 13,65% do total de delegados. O corte realizado retira delegados e delegadas apenas de São Paulo, sem aplicar qualquer redutor a nenhum outro estado, nem mesmo os mais populosos, que mantêm um número de delegados proporcional à sua população.   Ao reproduzir a proporção de representantes da Câmara dos...

    Leia mais
    i292058

    Começa hoje encontro de jornalistas sobre indicadores de raça e etnia e censos de 2010

    Em pauta: indicadores socioeconômicos de raça e etnia nos meios de comunicação e a rodada dos censos de 2010. Evento já registra 100 inscrições de jornalistas, comunicadores, estudantes de comunicação e movimento negro A cobertura da imprensa brasileira sobre a questão racial e a produção de dados sobre a população negra são assuntos do II Seminário Estadual O Negro na Mídia: a Invisibilidade da Cor e do Encontro Latino-americano de Comunicação, Afrodescendentes e Censos de 2010.   A cobertura da imprensa brasileira sobre a questão racial e a produção de dados sobre a população negra são assuntos do II Seminário Estadual O Negro na Mídia: a Invisibilidade da Cor e do Encontro Latino-americano de Comunicação, Afrodescendentes e Censos de 2010.   Os eventos começam hoje (17/9), em Porto Alegre, e reúnem jornalistas, institutos de pesquisa, especialistas em indicadores socioeconômicos, governo brasileiro e Nações Unidas. No painel Indicadores da Negritude e...

    Leia mais
    audiovisual-2010-04-05947

    Vereadores debatem produção e difusão audiovisual para afrodescendentes

    Fonte: A Tarde -   Direito à imagem e ao acesso à produção, distribuição e difusão das artes visuais para as comunidades negras, foram alguns dos assuntos debatidos na audiência pública, requerida pelo vereador Moisés Rocha (PT), realizada na terça-feira (15) no Centro de Cultura da Câmara Municipal. O vereador ressaltou a importância do movimento cineclubista que, de acordo com ele, teve forte participação no processo de redemocratização do Brasil.   "É importante discutir políticas públicas para o movimento cineclubista, que tanto contribuiu para a redemocratização do país, mas atualmente passa por uma série de crises. Então essa sessão é para tentar resgatar esse movimento e popularizar o áudio-visual no Brasil", defendeu.   A mesa do evento, que também debateu sobre o controle de veiculação de imagens captadas em quilombos e presídios, foi composta pelo presidente do Conselho Nacional de Cineclubes, Antônio Claudino de Jesus; pelo representante do Centro de...

    Leia mais
    internet_copy

    Internet matará a televisão, diz criador do site YouTube

    Fonte: Folha de São Paulo   Não é o YouTube que matará a televisão, mas sim a internet. A opinião é de Chad Hurley, cofundador do site de compartilhamento de vídeos YouTube. Pela primeira vez no Brasil para participar do Digital Age 2.0, evento que discute novos caminhos para a internet, Hurley disse que "a ideia de transmissão ao vivo está morta. Claro que no futuro ainda teremos a experiência de ver TV, talvez em eventos ao vivo. Mas a ideia de uma família sentada no sofá, às 20h, esperando um programa, não vai mais existir".   Futuro Segundo Hurley, a equipe de engenheiros do YouTube tem se concentrado em fazer melhorias na plataforma, para tornar o envio e a visualização de vídeos mais rápidos. A interface também deve passar por mudanças. Ele diz que o site tem investido em se credenciar como ferramenta de exibição de conteúdos longos e...

    Leia mais
    baixaria-TV

    Campanha divulga 16º Ranking da Baixaria na TV

    Fonte: Câmara dos Deputados     Brasília(DF) - Nesta quarta-feira (26/8), a Coordenação Executiva da campanha "Quem Financia a Baixaria é Contra a Cidadania" divulga o 16º Ranking da Baixaria na TV, em audiência pública promovida pela Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados.   A audiência pública, que também debaterá os preparativos para a 1ª Conferência Nacional de Comunicação (Confecom), ocorrerá a partir das 14h, no plenário 9 do Anexo 2 da Câmara.   Do último ranking, divulgado em outubro de 2008, até o presente, foram recebidas 874 denúncias de telespectadores, através do site da campanha (www.eticanatv.org.br) e do Disque Câmara (0800 619 619). Desde novembro de 2002, quando iniciou suas atividades, mais de 35 mil denúncias foram registradas pela campanha.   Apelo sexual, incitação à violência, apologia ao crime, desrespeito aos valores éticos da família e horário impróprio são as principais reclamações dos telespectadores que...

    Leia mais
    baixaria-TV

    Conferência Nacional de Comunicação e novo ranking da baixaria na TV são temas de audiência pública na Câmara

    Fonte: Câmara dos Deputados     Brasília (DF) - A Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara dos Deputados realizará, nesta quarta-feira (26/7), a partir das 14h, no plenário 9 do Anexo 2, audiência pública para debater dois temas de grande importância na área da comunicação. No primeiro momento serão abordadas questões relativas aos preparativos para a 1ª Conferência Nacional de Comunicação (Confecom), cuja etapa nacional está prevista para se realizar entre 1º e 3 de dezembro. Foram convidados como expositores para esta mesa os ministros Hélio Costa (Comunicações) e Luiz Dulci (Secretaria Geral), a deputada Luíza Erundina (PSB-SP), além de representantes do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC), do Coletivo Intervozes, da Associação Brasileira de Radiodifusores (Abra) e da Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil). O cronograma para a realização das etapas municipais, regionais e estaduais da Confecom, bem como definições importantes do regimento interno, tais como...

    Leia mais
    censo-2010-sei

    Sindjors promove seminário sobre os indicadores da negritude e desagregação de dados por raça e etnia no Censo de 2010

    Fonte: Lista Discriminação Racial -   Evento tem caráter internacional e visa sensibilizar jornalistas, universitários, sindicalistas, integrantes de ongs e ativistas do  movimento social afrobrasileiro. A promoção é do do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do RS. Inscrições gratuitas A invisibilidade da população negra na mídia brasileira e a desagregação de dados por raça/etnia nos censos nacionais de 2010 da América Latina e Caribe são assuntos do II Seminário Estadual O Negro na Mídia: a invisibilidade da Cor - que nesta segunda edição tem como temática os Indicadores da Negritude e os Meios de Comunicação - e do Encontro Latino-americano de Comunicação, Afrodescendentes e Censos de 2010. Agendados para os dias 17 e 18 de setembro de 2009  no auditório da Associação Riograndense de Imprensa - ARI, Avenida Borges de Medeiros, 8º andar, centro de Porto Alegre, os dois eventos estão com inscrições abertas até 15/09, podendo as fichas de inscrições serem...

    Leia mais
    i292058

    Curso de Comunicação para lideranças sociais e do movimento negro

    Fonte: Portal Cultura   O curso de capacitação e formação abre as inscrições no dia 11 de agosto   Do Portal Cultura Os agentes sociais, incluindo o Movimento Negro, necessitam interagir constantemente com os setores que gerem e administram a Comunicação no país. As lideranças sociais, desde jovens envolvidos com movimentos culturais e outros que atuam em associações de bairros, de mulheres, sindicais, estudantis, e de combate aos preconceitos raciais, de gênero e de classe, devem ser os principais interessados em apreender os mecanismos de domínio da Comunicação. Para isso, o Núcleo Omi-Dùdú e Grupo de Pesquisa Permanecer Milton Santos/UFBA, está oferecendo um curso de formação para lideranças sociais e do movimento negro de setembro a novembro de 2009. O Jornalista e Prof. Dr. Fernando Conceição é responsável pelo projeto que oferece gratuitamente 40 vagas para os 03 módulos do curso. O objetivo é colaborar para a formação e capacitação...

    Leia mais
    internet

    A internet a serviço do jornalismo

    Fonte: Folha de São Paulo-   Por Carlos Eduardo Lins da Silva*   {xtypo_quote}Há quem enxergue na internet um inimigo do jornalismo; é um erro conceitual e estratégico{/xtypo_quote} OS JORNAIS americanos, por estarem enfrentando crise sem precedentes, concentram esforços para criar instrumentos para reforçar seus vínculos com os leitores e sua relevância junto à sociedade.O "New York Times" recebeu na semana passada o prêmio Knight-Batten, que reconhece inovações no jornalismo, por suas novas ferramentas capazes de aumentar o controle social sobre as autoridades.Uma delas se chama "Represent". Com ela, o leitor de Nova York é capaz de acompanhar interativamente as atividades de seus representantes nos diversos níveis de governo.O jornal coloca à disposição numa espécie de "facebook" informações factuais e reportagens sobre cada político, seus votos, discursos, e permite ao leitor escrever comentários e mensagens.Durante a eleição de 2008, o "Times" colocou no seu site a íntegra em vídeo dos...

    Leia mais
    jornais

    O fechamento de jornais e o jornalismo público

      O fechamento dos jornais Tribuna da Imprensa e Gazeta Mercantil, além de agravar o problema do desemprego crônico de jornalistas, aumenta a também trágica concentração de informação na sociedade. A tragédia está em curso e não se escuta ainda uma proposta alternativa capaz de resolver uma das grandes dívidas acumuladas durante mais de século para com o povo brasileiro, a dívida informativo-cultural. O Brasil está em pior posição que o nível de leitura de jornal na Bolívia, país mais pobre da América do Sul. O artigo é de Beto Almeida.   Beto Almeida (*)   No mês passado foi a vez do fechamento do jornal Gazeta Mercantil, com 90 anos de história e deixando a marca de ter sido um periódico qualificado, avaliação partilhada até mesmo pelos discordantes de sua linha editorial, voltada para o público empresarial.   Antes havia ocorrido o fechamento do também legendário Tribuna da Imprensa,...

    Leia mais
    i292058

    Conferência reivindica políticas de comunicação em prol da igualdade racial

    Fonte: Observatório do Direito da Comunicação -     Mesmo sem ter oficialmente entre seus eixos temáticos a questão da "comunicação", a 2ª Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial (Conapir) debateu a urgência de políticas públicas de corte racial para o setor. A ausência de um espaço oficial na Conappir - sentida pelos participantes e cobrada da organização do evento - não impediu que jornalistas, comunicadores, ativistas e movimentos sociais negros conseguissem pautar o tema na Conferência.   Em reunião com o ministro da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), Edson Santos, eles defenderam a criação de um grupo de trabalho para formular ações governamentais sobre comunicação e igualdade racial. Diante das propostas apresentadas, Santos se comprometeu a avaliar a possibilidade de implantar uma instância com o papel de trabalhar questões relacionadas à comunicação.   A inexistência de cobertura da grande mídia comercial sobre os...

    Leia mais
    arte-capa

    Conferência Nacional de Comunicação: os caminhos até dezembro

    Vencida a etapa de convocação da 1ª Conferência Nacional de Comunicação, o momento é de planejar os próximos passos dos setores progressistas da sociedade civil. Entre as tarefas imediatas estão a de organizar o acúmulo histórico dos movimentos que lutam pelo direito à comunicação e pela democratização do setor e pactuar o caminho comum a ser percorrido até dezembro. Não há dúvidas de que a convocação da Conferência é, em si, um marco; mas é preciso tomá-la apenas como a primeira conquista. A Conferência vai inaugurar um espaço público de debate sobre os temas da comunicação, historicamente tratados a portas fechadas entre governo e empresariado. Nesse sentido, será o momento tanto de afirmar objetivos gerais para um sistema de comunicações no Brasil - em especial de defesa do direito à comunicação - quanto de apontar diretrizes para regulação e políticas públicas para o setor, estabelecendo referências para a construção de...

    Leia mais
    blank

    Geledés e a Comunicação – Memória Institucional

    Geledés e Comunicação: No princípio era o Verbo Retrospectiva Desde sua criação, em 1988 ao definir a Comunicação como um dos pilares estruturantes da sua ação, o Geledés- Instituto da Mulher Negra já apontava para a necessidade de se trabalhar esse tema como forma de fazer avançar a luta anti-sexista e antirracista. Um pouco ousado para sua época, o Programa de Comunicação demorou um pouco para encontrar seu eixo. A falta de recursos específicos e da compreensão sobre sua importância levou o programa a ser trabalhado, inicialmente como um programa de suporte aos demais programas da instituição (Saúde e Direitos Humanos), e a se responsabilizar pelas publicações da instituição.Também passa a influenciar a mídia numa postura mais objetiva, entretanto de maneira empírica e sem uma base metodológica. Isso não significou entretanto, uma acomodação frente ao tema, que se fazia presente em todos os fóruns de comunicação, nacional e internacional, como...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist