Ataque a Vini Jr. alerta para piora do racismo e pauta com ministra Anielle em NY

Os ataques racistas contra o jogador brasileiro Vinícius Junior, do Real Madrid, em uma partida da liga espanhola de futebol ontem, dia 21, reforçam o alerta para o aumento de casos como este ao redor do globo. O tema preocupa a comunidade internacional e será foco de debate organizado pela ONG Geledés-Instituto da Mulher Negra, que contará com a participação da ministra da Igualdade Racial do Brasil, Anielle Franco, em Nova York, às margens da Segunda Sessão do Fórum Permanente sobre Afrodescendentes da Organização das Nações Unidas (ONU).

No centro das discussões, estratégias para desmantelar as raízes que suportam o aumento de casos de racismo no mundo. Dentre elas, o fortalecimento de um banco de dados globais com o objetivo não só de medir, mas rastrear e abordar as diferentes formas de discriminação contra pessoas negras.

O mais recente caso é o novo insulto racista sofrido pelo brasileiro Vinícius Junior na Espanha. O Itamaraty repudiou os ataques ao jogador e cobrou providências às autoridades governamentais e esportivas do país para que os responsáveis sejam punidos e que se evite a recorrência de novos crimes. Em nota, a pasta apela ainda à FIFA, à Federação Espanhola e à Liga a aplicar as “medidas cabíveis”.

Caminhos para conter o aumento da frequência de casos de racismo no mundo estarão no centro dos debates do evento “Estratégias de enfrentamento do racismo global”, organizado pela ONG Geledés-Instituto da Mulher Negra, no dia 31 de maio, no Bahá’í International Community, em Nova York, nos EUA. Reforça ainda os desafios da Segunda Sessão do Fórum Permanente sobre Afrodescendentes da Organização da ONU, que acontece entre os dias 30 de maio a 2 de junho, em Nova York.

Além da ministra da Igualdade Racial do Brasil, o evento deve reunir especialistas nacionais e internacionais no tema, como a presidente do Fórum Permanente de Afrodescendentes das ONU, Epsy Campbell Barr, e Alejandro de La Fuente, do Centro de Estudos Afro-Latino americanos da Universidade de Harvard, e ainda Suelaine Carneiro, porta-voz da ONG Geledés na discussão.

Leia também:

Vinicius Júnior: ofensas racistas contra atleta brasileiro têm repercussão internacional

Ministério da Igualdade Racial repudia ataques racistas contra Vini Jr. e diz que notificará autoridades espanholas

Estratégias de enfrentamento ao racismo global – Um evento de Geledés em NY

+ sobre o tema

Lauryn Hill, YG Marley e Mano Brown tocam em festival em SP; saiba como comprar ingressos

O Chic Show, projeto que celebra a cultura negra e...

Filhos de Bob Marley anunciam primeira turnê coletiva em duas décadas

Bob Marley teve, ao total, 11 filhos, e cinco deles...

Líderes da ONU pedem mais ação para acabar com o racismo e a discriminação

Esta terça-feira (16) marcou a abertura na ONU da...

para lembrar

spot_imgspot_img

Colégio afasta professor de história investigado por apologia ao nazismo, racismo e xenofobia

Um professor de história da rede estadual do Paraná foi afastado das funções nesta quinta-feira (18) durante uma investigação que apura apologia ao nazismo, racismo...

Líderes da ONU pedem mais ação para acabar com o racismo e a discriminação

Esta terça-feira (16) marcou a abertura na ONU da terceira sessão do Fórum Permanente de Afrodescendentes, que reúne ativistas antirracismo, pessoas defensoras dos direitos...

Brasil finalmente considera mulheres negras em documento para ONU

Finalmente o governo brasileiro inicia um caminho para a presença da população afrodescendente no processo de negociação de gênero na Convenção-Quadro das Nações Unidas...
-+=